Bosch – A MORTE DO AVARENTO

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

avaro avaro123  avaro1  avaro12

A composição A Morte do Avarento, também conhecida como A Morte do Avaro, é uma parábola típica da fantasia alegórica de Bosch, que chama a atenção, sobretudo, pela arquitetura interior, difícil de ser encontrada em seus trabalhos. Esta obra ainda desperta certa controvérsia sobre sua origem, mas a grande maioria dos estudiosos têm-na como uma legítima obra do artista citado. Pelo modo como se apresenta, a obra faz parte de um díptico ou tríptico que foi separado. Muitos aventam na possibilidade de que as obras O Barco dos Loucos e A Alegoria dos Prazeres sejam as outras duas partes.

A pintura não é descrita como sendo sonhos e símbolos, mas refere-se à vida e à natureza humana, que muitas vezes opõem-se à razão. O quadro apresenta um homem moribundo, à beira da morte, que ainda vacila entre a escolha do Paraíso e a do Inferno. Seu quarto é um cubículo alto e estreito, onde se encontram diferentes personagens:

1. seu anjo da guarda, que o apoia pelo ombro, tentando orientar sua atenção para o crucifixo, que se encontra na janela, e do qual jorra um facho de luz, indicativo do Paraíso;

2. o diabo, que aparece debaixo da cortina, tentando ganhar a sua atenção, oferecendo-lhe um saco com ouro, ou seja, as riquezas do mundo, simbolizando o Inferno;

3. a Morte, que aparece na porta entreaberta, armada de uma seta, direcionada para o avaro, aguardando o desfecho dos acontecimentos;

4. um demônio vestido de preto, em primeiro plano, com suas asas claras, segurando os trajes ricos do avaro. Mais abaixo estão suas armas de cavaleiro: um capacete e uma espada. O que indica que ele era rico, e agora precisa deixar tudo isso para trás;  também podem ser atributos relativos à experiência da morte, como pensam alguns estudiosos;

5. é possível ver um diabo, através do tampo aberto da arca, aos pés da cama, abrindo um saco com moedas, no qual um velho deposita moedas de ouro. O velho é a personificação do avaro, em sua indecisão, pois segura um rosário com uma das mãos e com a outra guarda o dinheirono saco aberto.

6. dois diabos, em forma de ratazanas, estão debaixo da mesa, sendo que um deles traz nas mãos um objeto;

7. um diabo observa a cena atentamente, sobre a estrutura que comporta a cortina, acima do doente.

Nota: as gravuras pequenas mostram os pormenores da composição.

Ficha técnica
Ano: c. 1494
Técnica: óleo sobre madeira
Dimensões: 92,6 x 30,8 cm
Localização: National Gallery of Art, Washington, EUA

Fontes de pesquisa
Bosch/ Abril Coleções
Enciclopédia dos Museus/ Mirador
Bosch/ Taschen

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *