Chagall – O PINTOR: À LUA

Autoria de LuDiasBH

opal

Com Chagall, e apenas com ele, é que a metáfora consegue a sua entrada triunfal na pintura. (André Breton)

A composição O Pintor: à Lua  é uma obra do pintor russo Marc Chagall, na qual fica patente a conjugação que o artista fazia da pintura com a poesia.

O pintor, que ocupa quase toda a tela, traz na mão esquerda a paleta de tintas, enquanto a direita toca a boca, mostrando-se embevecido com a presença da lua, que pode ser evocada através das formas esféricas presentes no fundo da composição.

O poeta-pintor ou o pintor-poeta deixa-se levar pelos seus devaneios na busca de um motivo para sua tela. Ele paira acima do mundo real, representado pela cidade abaixo, em busca de sua lua imaginária, que usa como seu abrigo poético. A gravidade não pode contê-lo, pois não pode atingir a imaginação, moradia dos sonhos.

E se ainda restam dúvidam de que se trata de um pintor-poeta, basta observar a coroa de folhas de louro circundando sua cabeça, símbolo antigo que notabilizava os poetas. A paleta e o pintor. A coroa de louros e o poeta. A paleta, a coroa de louros e o pintor-poeta. Ou o correto seria chamá-lo de poeta-pintor?

Ficha técnica
Ano: 1917
Técnica: guache e aquarela sobre papel
Dimensões: 32 x 30 cm
Localização: Coleção Marcus Diener, Basileia, Suíça

Fonte de pesquisa
Marc Chagall/ Taschen

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *