Delacroix – A FÚRIA DE MEDEIA

Autoria de LuDiasBH

med

Ninguém como Delacroix tem tanta efusão de sentimento, por assim dizer. Ele captura a imagem no momento mais dramático e apaixonado. (Théophile Thoré)

Delacroix em sua composição A Fúria de Medeia, também conhecida como Medeia Prestes a Matar seus Filhos, teve como inspiração a tragédia de Eurípedes ou Ovídio. Acabou criando uma tela de grande emoção.

Conta a lenda mitológica que Medeia, revoltada com a infidelidade e o abandono que lhe causou seu marido Jasão, o líder dos Argonautas, vingou-se dele matando seus filhos, antes de fugir para Atenas.

Delacroix, em sua composição, apresenta o momento em que a vingativa Medeia está prestes a executar sua vindita: matar as duas crianças. A cena passa-se numa caverna. Ela é dotada de beleza e força, o que é comum nas obras do pintor, que costuma pintar assim as mulheres.

A deusa grega, com o tronco nu, ocupa a parte central da tela. No colo, traz as duas crianças, sendo uma segura pelo braço direito e a outra pela mão, enquanto empunha o punhal com a esquerda. Embora decidida a levar avante sua vingança, ela olha para trás, assinalando medo de ser assistida em tão brutal ato. Uma sombra tapa-lhe os olhos e a testa, como se revelasse a loucura que perpassa em sua mente. A postura de seus pés denota pressa.

O quadro fez tanto sucesso, que ficou exposto por mais de um ano. O pintor fez diversas réplicas da pintura.

Ficha técnica
Ano: 1862
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 260 x 165 cm
Localização: Museu do Louvre, Paris, França

Fontes de pesquisa
Delacroix/ Coleção Folha
Delacroix/ Abril Coleções

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *