Dufy – AS TRÊS SOMBRINHAS

Autoria de LuDiasBH

astreso

A composição As Três Sombrinhas é uma obra do artista francês Raoul Dufy, com claras referências ao fauvismo, movimento de curta duração, nascido em Paris, em que os artistas eram chamados de “fauves” (feras) pela impulsividade com que usavam a cor pura, sem levar em conta o volume e o contorno da pintura. Nesta fase da arte do pintor, ele e os “fauves” inspiravam-se em Vincent van Gogh, elevando ao máximo a importância da cor, enquanto simplificavam o esquema da composição.

A cena propriamente dita não tem relevância, mas sim a cor. As três grandes sombrinhas (ou guarda-sóis), nas cores vermelha, branca e uma escura com reflexos na cor de vinho, chamam a atenção para o restante da cena.

Numa paisagem alegre e cheia de luz, o artista apresenta uma cena ao ar livre, com a presença de inúmeras pessoas portando sombrinhas. No entanto, três delas, em primeiro plano, destacam-se das demais. De costas para o observador, num plano mais alto, elas olham para baixo, onde se encontram outras figuras humanas.

Na mesma ponte ou elevado, em que se encontram as três mulheres, outras duas figuras portam sombrinhas, à direita. Do lado de fora do cercado, numa rua,  duas outras carregam sombrinhas pretas. Elas se voltam em direção às mulheres na ponte. Casas e bandeiras são vistas na tela, assim como uma montanha verde ao fundo. O céu é azul. O verde e o amarelo são predominantes na composição.

Ficha técnica
Ano: 1906
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 60 x 73 cm
Localização: coleção particular

Fontes de pesquisa
Gênios da Pintura/ Abril Cultural
https://kweiseye.wordpress.com/2014/08/30/raoul-dufy-1877-1953/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *