FENG SHUI EM NOSSA VIDA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

larbag

O Feng Shui, arte oriental milenar de equilibrar e harmonizar o fluxo das energias naturais no ambiente, criando efeitos benéficos em nossa vida, tem cada vez mais encontrado solo fértil no Ocidente, a ponto de serem poucas as pessoas que nunca ouviram falar sobre esta arte.

Trata-se da harmonia entre o mundo físico observável e o etéreo, não observável. Todo espaço possui uma determinada energia, deixando rastros de tudo que ali acontece, sem que ao menos saibamos. As paredes, os móveis e tudo ali contido registram impressões eletromagnéticas sutis. E quanto mais dramáticos tiverem sido os fatos passados no ambiente, mais enraizadas ficam suas energias.

O Feng Shui abrange áreas inusitadas, como a que diz respeito à bagunça em nossa vida, e, que funciona como um obstáculo para o fluxo de energia que o ambiente deveria receber, e ainda nos passa uma sensação desencorajadora de sujeira e mal-estar. E o mais desconsolável é que todo esse desconforto agrega-se às pessoas que frequentam tal lugar. Por isso, alguns indivíduos sentem tanta dificuldade em se sintonizar com determinados ambientes. Mas basta colocar ordem no espaço para que essa energia negativa estagnada desapareça. Então vamos eliminar a bagunça de nosso ambiente e de nossa vida, começando pela “limpeza do espaço” onde vivemos, pois é preciso viver num local, onde as energias boas fluem, de modo que o mesmo aconteça em nossa vida.

Segundo Karen Kingston, existem três tipos de causas principais para a estagnação de energia abordadas pela Limpeza do Espaço:

  • Sujeira física – poeira, pó, lixo, gordura, gosmas, incrustações, vômitos, papéis velhos, etc. A energia de baixo nível vai se acumulando ao redor da sujeita.
  • A energia anterior – os registros de energia (boa ou má) que vão se acumulando ao longo dos tempos pelos que ali passaram. E o pior é que não as conseguimos ver, mas apenas senti-las. Se não se limpar essa energia, situações anteriores tendem a se repetir.
  • A desordem – todo tipo de bagunça cria obstáculos ao fluxo da boa energia no ambiente. O que afeta diretamente os usuários do espaço.

É importante que todos compreendam o quanto é benéfica a limpeza de um ambiente. Portanto, é papo furado essa de que “eu conheço a minha bagunça e sei onde tudo está.”.

Quem não se sente bem num ambiente limpo, arejado, cheirando a mirra, lavanda, erva-doce ou alecrim? Temos vontade de ali permanecer indefinidamente. Isto porque desordem é energia estagnada. E todos nós sabemos que tudo que fica parado por muito tempo cria mofo, amarela e apodrece. O nosso planeta exige fluidez.

A desordem exterior é sempre uma amostragem do que está acontecendo conosco interiormente, pois exterior e interior influenciam-se mutuamente.  À sujeira vão ajuntando outros refugos numa atração descontrolável. E assim reproduz a energia negativa. Não podemos nos esquecer de que o ambiente que nos envolve é um reflexo de nossa mente.

Nota: Imagem copiada de http://potencialgestante.com.br/tag/bagunca/

Fonte de pesquisa:
Arrume a sua bagunça com o Feng Shui e … / Karen Kingston/ Editora Pensamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *