FENG SHUI – EMOCIONAL, MENTAL E ESPIRITUAL

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

emomen

O Feng Shui tem nos mostrado a importância da organização na nossa vida exterior. Mas há também desordens nos campos emocional mental e espiritual, que devem ser cuidadosamente trabalhados e organizados. Vejamos alguns casos:

1. Pare de se Preocupar.
A preocupação é uma total perda de tempo. A própria palavra já traz em si o seu significado: pre-ocupar, ocupar antes do tempo. Ela absorve a nossa energia mental, impede-nos de avaliar as coisas com clareza e não resolve nada. Ao contrário, faz com que as coisas deem errado em razão de nossa ansiedade.

 2. Pare de Criticar e Julgar
O que criticamos e julgamos nos outros, muitas vezes está dentro de nós, sem que o percebamos. Trata-se de uma insegurança interior. Muitos acham que rebaixando as pessoas, imediatamente colocam-se acima delas. Sem falar no erro em que incorremos, ao julgar alguém sob um prisma errado, ou sob aparências que não correspondem à verdade dos fatos. A crítica e o julgamento apressados são como inúteis setas envenenadas. Fazem mal apenas a quem delas faz uso.

3. Pare de se Lamentar
Miséria atrai miséria, desordem atrai desordem, sem falar que as pessoas passam a nos evitar, se somos queixosos, porque lhes corroemos a energia positiva. Ninguém gosta de ficar perto de alguém que fica lamuriando o tempo todo, fazendo-se de vítima. Agradeçamos por tudo de bom que recebemos diariamente.  Se pararmos para refletir, veremos que temos muito mais a agradecer.

4. Interrompa a Tagarelice Menta
Evitemos ficar pensando o tempo todo na mesma coisa, como se fôssemos animais ruminantes no trato com o seu alimento. Aprendamos a nos desligar e relaxar, pois a tagarelice improdutiva e repetitiva nada tem a nos acrescentar. As pessoas que falam muito, tendem a buscar a atenção só para si, como se fosse o centro do mundo. Essa postura é, muitas vezes, um meio de encobrir o seu sentimento de inferioridade.

5. Ponha os Relacionamentos em Ordem
O fato de termos relacionamentos mal resolvidos em nossa vida, diminui imensamente o nosso nível de energia. Precisamos nos certificar de que eles nos fazem bem e nos passam boas energias, onde quer que estejamos. Se a presença de alguém nos faz mal, o melhor é o distanciamento. Ninguém é obrigado a aturar o outro em detrimento de sua saúde.

 6. Mágoas
É uma das piores formas de desordem emocional. Olhemos para dentro de nós e vejamos quem devemos perdoar. Muitas doenças têm as suas raízes ligadas à mágoa. Ao perdoarmos, tiramos tal nódoa do pensamento e nos tornamos livres. Essa tarefa é árdua, pois vivemos num mundo em que a gratidão parece não ter mais lugar. Mesmo que não venhamos a conviver com a pessoa, que nos causou certo sofrimento, devemos perdoá-la, pois isso só faz bem a nós mesmos.

 7. Livre-se dos Amigos não Confiáveis
Pessoas com as quais sentimos dificuldade de falar ou, que drenam a nossa energia, não podem estar no rol de nossos amigos. São indivíduos negativos que nos fazem mal. Escolhamos os indivíduos com os quais queremos nos juntar. Não nos obriguemos a conviver com elas, num relacionamento próximo. Pessoas não confiáveis são vampiros sugadores da energia alheia, e nós sentimos, quando indivíduos seriamente negativos são incompatíveis com o nosso campo energético. Não forcemos a barra.

 8. Afaste-se de Certos Relacionamentos
Muitas vezes é necessário, que nos afastemos de pessoas com as quais pensávamos ter um relacionamento significativo. Isso acontece porque nossas vidas tomaram rumos diferentes ou, porque elas nunca foram compatíveis conosco. E assim, cada um tornou uma desordem na vida do outro. Teremos a chance de mudar tudo e fazer um novo recomeço ao nos afastarmos.

 9. Livre-se da Couraça Emocional
O excesso de acessórios que usamos é um meio de nos sentirmos vestidos. Uma pessoa com excesso de joias age, inconscientemente, como alguém que não quer que os outros possam ir além de sua couraça exterior, ficando apenas na parte externa. Ao arrumarmos nossa desordem, seja lá de que tipo for, reduziremos, sem perceber, a quantidade de coisas que vestimos, pois nos sentimos mais confiantes em deixar o nosso “eu” ser visto, como um todo.

Fonte de pesquisa:
Arrume a sua Bagunça com o FENG SHUI…/ Karen Kingston

2 comentários sobre “FENG SHUI – EMOCIONAL, MENTAL E ESPIRITUAL

  1. Pedro Rui

    Realmente vivemos num mundo de medos; o perdão só nos faz bem à alma; deveríamos de nos por lugar dos outros, porque assim compreenderíamos melhor as pessoas. Adorei o texto, por vezes necessitamos de nos separar das pessoas para analisar se temos uma boa relação ou ruim.
    Abraços Lu
    Rui Sofia

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Rui

      Devemos observar como se dá o relacionamento de certas pessoas conosco.
      Se elas nos fizerem muito mal, o bom mesmo é nos afastarmos.
      Mas isso não deve acontecer por qualquer motivo.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *