Gauguin – A VISÃO DEPOIS DO SERMÃO

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH guin1

Para mim, neste quadro a paisagem e a luta existem apenas na imaginação das pessoas rezando, como resultado do sermão. (Gauguin)

Creio ter alcançado nos rostos uma grande simplicidade rústica e supersticiosa. O conjunto é muito austero. (Gauguin)

O quadro de Gauguin, A Visão depois do Sermão, também conhecido como A Luta de Jacó com um Anjo, tem como temática uma passagem do Gênesis. Para alguns críticos, sua nova temática marca a passagem da pintura do artista do Impressionismo para o Simbolismo.

No lado esquerdo da composição, em primeiro plano, há um grupo de majestosas mulheres bretãs, rezando. Algumas delas estão de costas para o observador. No lado direito é possível ver um perfil semelhante ao do pintor, única figura masculina mostrada em meio ao grupo de mulheres, que ora em razão da luta de Jacó com o anjo, que pode ser traduzida como a luta do homem contra o diabo ou contra si mesmo.

O embate acontece debaixo de uma macieira, num chão de cor vermelha. O grupo de bretãos reza, enquanto a peleja acontece. O tronco forte da macieira atravessa em diagonal o quadro, interpondo-se entre os devotos e os lutadores, delimitando o espaço entre o real e o imaginário.

As mulheres vestem roupas tradicionais da Bretanha: vestidos pretos, aventais e toucas brancas, cujas pontas e fitas caem-lhes pelas costas. O anjo,vestido de azul, com enormes asas amarelas abertas, subjuga Jacó, que usa uma túnica verde. Ao fundo, na parte superior esquerda, duas mulheres, vestidas como as demais, estão assentadas com as mãos cruzadas sobre o colo, acompanhando a luta. As cores da composição são fortes e contrastantes.

Já nesta obra, Gauguin inicia o novo conceito que passa a ter sobre a pintura: o sintetismo. Tanto a paisagem quanto os personagens são feitos com manchas de cor delimitadas, contornadas com um sutil traço preto, diferentemente dos impressionistas, que usavam as pinceladas para demarcar o espaço. Também fica explícita na luta entre Jacó e o anjo a influência dos lutadores de sumô do pintor japonês Hokusai.

A Visão depois do Sermão manifesta a maneira de ver a arte por parte de Gauguin: simbólica, sintética, subjetiva e decorativa. Em suma: o antinaturalismo. À cena real, composta pelo grupo saindo da igreja, ajunta-se a simbólica, que é a luta entre Jacó e o anjo.

Ficha técnica:
Ano: 1888
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 73 x 93 cm
Localização: National Gallery of Scotland, Edimburgo, Grã-Bretanha

Fontes de pesquisa
Gauguin/ Coleção Folha
Gauguin/ Abril Coleções
Gauguin/ Art Book
Gauguin/ Taschen

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *