Ghirlandaio – VELHO COM SEU NETO

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

O italiano Domenino Ghirlandaio (1449 – 1494), cujo nome próprio era Domenico di Tommaso Bigordi, foi um importante pintor de afrescos do Renascimento, na cidade de Florença. Iniciou sua arte trabalhando como aprendiz de ourives, tornando-se depois aluno do pintor Alessio Baldovinetti. O artista recebeu influência da arte da antiguidade e da holandesa, e também do trabalho de Andrea Castagno, Fra Lippi e Andrea Verocchio. Seu estilo caracterizava-se por apresentar uma vigorosa tridimensionalidade, contornos precisos e cenas normalmente ricas em número de figuras humanas, maravilhosamente arrumadas. Foi dono de uma famosa oficina de pintura em Florença. Um dos famosos alunos de sua oficina foi Michelangelo.

A composição intitulada Velho com Neto, também conhecida como Francesco Sassetti com seu Neto, é uma sensível obra de Ghirlandaio. O artista faz uso do tipo de retrato holandês para mostrar o avô e seu neto. O retrato, num perfil a três quartos, mostra o senhor idoso tal como é, sem nenhum subterfúgio, num incrível realismo. Ele tem cabelos grisalhos, é meio calvo, traz uma grande verruga na testa e é dotado de um nariz grosso com um amontoado de verrugas. Seu rosto gasto pelo tempo contrasta com a harmonia vista no do netinho, que se apoia afetuosamente em seu corpo, com a mãozinha em seu peito. Eles se mostram unidos até mesmo pela cor das vestimentas. O velho usa uma vestimenta vermelha, forrada de pele. O garotinho veste um chapéu e uma jaqueta da mesma cor, tendo uma camisa branca e outra escura por baixo.

O artista conseguiu captar com extrema sensibilidade a ternura que une avô e neto. O amor pela criança salta dos olhos do homem idoso, que a observa com extremado desvelo. Por sua vez, o menino, com seus cabelos cacheados cor de ouro, encimados por uma touca vermelha, traz seu olhar fixo no avô, deixando à vista a grande confiança e amor que nutre por ele. Ghirlandaio, com sua sensibilidade, deixou visível a relação emocional existente entre ambos, de modo que as imperfeições do rosto do homem, ocasionadas por uma doença denominada rinofima, ficam em segundo plano.

O senhor idoso encontra-se sentado no canto de uma sala, de frente para uma janela aberta, através da qual se descortina uma paisagem com um caminho plano ladeado por árvores. A estrada leva a uma igreja e depois sobe por uma região montanhosa. A luz suave que  advém da direita ilumina as duas figuras, deixando à vista as rugas em volta dos olhos do velho. Ao fundo vê-se uma parede cinzenta, que destaca ainda mais a presença de avô e neto, numa maravilhosa fusão de amor.

Ficha técnica
Ano: c. 1490
Técnica: têmpera sobre madeira
Dimensões: 62 x 46 cm
Localização: Museu do Louvre, Paris, França

Fontes de pesquisa
Enciclopédia dos Museus/ Mirador
1000 obras-primas da pintura europeia/ Könemann
http://www.wga.hu/html/g/ghirland/domenico/7panel/08oldman.html
http://www.louvre.fr/en/oeuvre-notices/old-man-young-boy

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *