Hans Memling – A ADORAÇÃO DOS MAGOS

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

A composição intitulada Tríptico da Adoração dos Magos é uma obra do pintor alemão Hans Memling (c.1433-1494), cujo trabalho se situa no ponto de transição do Gótico para o Renascimento. Existe a possibilidade de que tenha sido aluno de Rogier van der Weyden que o influenciou na criação desta pintura. Existe outra versão deste tríptico, com variantes, que se encontra no Hospital de São João, em Bruges, criado sete anos depois deste. Esta pintura pertenceu ao soberano Carlos V, da Espanha.

Os painéis são intitulados:

  • A Natividade – à esquerda;
  • A Adoração dos Magos – central;
  • A Apresentação no Templo – à direita.

A composição central, denominada “A Adoração dos Magos” acontece numa igreja arruinada, cujo teto está coberto de palha, sendo que um dos buracos traz o formato de uma cruz, possivelmente lembrando a Paixão de Cristo. Os personagens principais são: a Virgem, vestida de branco e azul, com o Menino nu em seu colo, centralizada na composição; José, de pé, à sua esquerda, trajando uma vestimenta vermelha; o mago mais velho, ajoelhado e curvado diante do Menino, beijando-lhe os pés, ele já entregou seu presente, que se encontra sobre a pequena mesa; o mago à direita da Virgem,  ajoelhado, com seu presente na mão direita e o chapéu na esquerda; o mago mais jovem, de pé, próximo à porta à direita, também trazendo seu presente, o chapéu erguido e uma espada na cintura. Os três Reis Magos apresentam-se ricamente vestidos na visita que fazem ao Salvador.

 Outras três figuras humanas encontram-se à esquerda e mais quatro à direita, acompanhando a cena central. Algumas delas fazem parte da comitiva dos reis, como mostram suas vestimentas e estandartes, e outras são curiosos.  Em segundo plano encontra-se o estábulo, onde o Menino nasceu. Ali são vistos um boi, um burro e uma manjedoura.

Ao fundo, as janelas abrem-se para uma cidade, onde são vistos pessoas, animais, um muro e edificações. Esta pintura foi criada levando em conta quantidades e qualidades de luz. Nela temos a iluminação distante da luz do sol, a luz diurna entrando pelas portas e efeitos de sombras e silhuetas no chão.

Ficha técnica
Ano: 1470/1472
Técnica: óleo sobre painel
Dimensões: 95 x 271 cm
Localização: Museu do Prado, Madri, Espanha

Fonte de pesquisa:
Enciclopédia dos Museus/ Mirador

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *