Jan Steen – A FESTA DE SÃO NICOLAU

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH 

fedesan

A composição A Festa de São Nicolau é uma obra do pintor holandês Jan Steen (c.1625-1679). O artista estudou com com Nicolaes Knüpfer, Adriaen van Ostade e Jan van Goyen, tendo se casado com Margaretha van Goyen, filha do último mestre. Fez parte da Guilda de São Luca de Leiden. É tido como um dos importantes pintores holandeses do século XVII. Sua obra é vasta e diversa, na qual se inclui trabalhos narrativos e alegóricos, paisagens, apesar de poucas, e retratos, mas seu gênero predileto era as pinturas de gênero. É visto como um grande observador e o mais vivaz dentre os grandes pintores holandeses de interiores.

Em sua pintura, o artista mostra o interior de uma casa, onde se realiza a festa de São Nicolau. Encontram-se presentes quatro adultos e sete crianças. Vê-se grande alegria no rosto da criançada, com seus brinquedos e guloseimas, excetuando no de um garoto, que se encontra de chapéu e, que traz a mão no rosto, como se estivesse chorando, provavelmente por não ter ganho o presente de seu agrado, ou por ter sido castigado pelos pais, pelo mau comportamento durante o ano. Seu irmão, situado entre o pai e a mãe, aponta para ele, rindo. Uma garota, atrás dele, mostra-lhe um sapato vazio – o dele. A figura idosa, que aparece segurando uma cortina, olhando para o meninho tristonho e sorrindo, pode ser sua avó com um presente guardado para ele.

A atenção do casal está voltada para as crianças, principalmente para a pequenina, que se encontra no meio do grupo. Ela carrega uma boneca, com vestimenta de pelo e uma longa cruz na mão, à imagem de São João Batista. E traz nos braços um pequeno balde com suas guloseimas e, voltada para a mãe, parece buscar sua aprovação. Um rapazola carrega nos braços um bebê, que por sua vez segura um símbolo na mão. Ele aponta para a chaminé, como se mostrasse ao neném por onde passa São Nicolau, para trazer os brinquedos na Noite de Natal. Uma outra criança, próxima a ele, canta a plenos pulmões, inclinando o corpo para trás. O símbolo que o bebê carrega remete à luta entre católicos e protestantes, e trata-se de um São Nicolau feito de gengibre.

À direita encontra-se uma pequena mesa com alimentos. Próxima a ela está um objeto, em formato endurecido, parecendo-se com uma estrela, que sinaliza a importância do dia. Castanhas, moedas e um sapatinho jazem abandonados no chão, assim como uma cesta com bolo, pães, castanhas e frutas, como se fosse uma natureza-morta dentro de outra pintura. Vê-se apenas parte de uma segunda cesta, de onde desponta uma garrafa. O clima é bem festivo no ambiente. As janelas de vidro, ao fundo, mostram que é inverno. Lá fora tudo parece frio, contrastando com o ambiente aconchegante em que se encontra a família.

Ficha técnica
Ano: c. 1663-1665
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 82 x 70,5 cm
Localização: Rijksmuseum, Amsterdam, Holanda

Fonte de pesquisa
A Enciclopédia dos Museus/ Mirador
1000 obras-primas da pintura europeia/ Könemann
https://en.wikipedia.org/wiki/The_Feast_of_Saint_Nicholas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *