Jan Steen – MULHER DOENTE

Autoria de LuDiasBH 

mudoe

A composição Mulher Doente é uma obra do pintor holandês Jan Steen (c.1625-1679). O artista estudou com com Nicolaes Knüpfer, Adriaen van Ostade e Jan van Goyen, tendo se casado com Margaretha van Goyen, filha do último mestre. Fez parte da Guilda de São Luca de Leiden. É tido como um dos importantes pintores holandeses do século XVII. Sua obra é vasta e diversa, na qual se inclui trabalhos narrativos e alegóricos, paisagens, apesar de poucas, e retratos, mas seu gênero predileto era as pinturas de gênero. É visto como um grande observador e o mais vivaz dentre os grandes pintores holandeses de interiores.

Na pintura acima, o artista coloca vida e calor em tudo, apesar de a mulher encontrar-se doente e da frieza do inverno. Duas pessoas, uma mulher e um homem, encontram-se presentes no interior de uma casa. Na parede escura, o alaúde marca o eixo central do quadro. Por sua vez, o relógio, quase rente à margem direita da composição, ali se encontra para assinalar o recuo da perspectivada parede ao lado, conforme mostra sua posição, de frente para as duas figuras humanas.

A mulher doente, sentada numa cadeira de madeira com assento e recosto vermelhos, é a figura central da cena. Seu corpo está dobrado para sua esquerda. Ela se encontra vestida com uma blusa cinza-metálico e uma saia amarelo-dourado. Ao mesmo tempo em que seus olhos e boca entreaberta denotam preocupação, seus braços abandonados e a cabeça, coberta por uma touca branca, recostada no travesseiro da mesma cor, mostram sensualidade. O travesseiro encontra-se sobre uma mesa forrada com um rico tapete  de franjas.

O médico, de pé, no chão de largas tábuas de madeira, mostra-se muito bem vestido, consultando a doente. Ele lhe toma o pulso direito. A expressão de seu rosto e mãos indicam que se encontra inseguro quanto à doença que ela tem. Às costas da mulher, um enorme dossel cobre seu leito, como se houvesse um quarto dentro de outro. Entre a cadeira e o leito encontram-se uma grande vela e um urinol. Mais à frente, à sua direita, está um braseiro, com uma vasilha para carvão, ao lado, que tem por finalidade aquecer o ambiente.

Ficha técnica
Ano: 1663
Técnica: óleo sobre painel
Dimensões: 76 x 66,5 cm
Localização: Rijksmuseum, Amsterdam, Holanda

Fontes de pesquisa
A Enciclopédia dos Museus/ Mirador
1000 obras-primas da pintura europeia/ Könemann

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *