Lucas Cranach, o Velho – CRUCIFICAÇÃO DE CRISTO

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

A pintura denominada Crucificação de Cristo, também conhecida por Crucificação de Schleissheim, é uma obra religiosa do pintor alemão Lucas Cranach, o Velho, que fez muitas pinturas religiosas usando a temática da Crucificação. Muitos estudiosos veem nela uma grande afinidade espiritual com a pintura de Dürer, pela sua simplicidade espontânea e monumentalidade. Em sua obra, o artista foge da tradição comum, que apresenta a postura de Cristo na cruz quase sempre frontal.

A cruz de Cristo é vista de lado em escorço (desenho ou pintura de qualquer objeto que o reproduz de maneira reduzida, em proporções menores). Margeando a esquerda, como se fosse parte de uma moldura, em primeiro plano, a cruz de um dos ladrões é também escorçada. Ela se encontra na mesma posição da de Jesus Cristo, embora não se encontre de frente para o Salvador. Apenas a cruz do segundo ladrão mostra-se em posição frontal para o observador, embora seu corpo mostre-se ligeiramente tombado para a esquerda. Outro diferencial é que, na maioria das pinturas sobre a Crucificação de Cristo, apenas Ele é apresentado como pregado na cruz, enquanto os dois ladrões estão amarrados, mas, aqui, eles também foram crucificados e trazem o corpo banhado pelo sangue.

O corpo lívido de Cristo, riscado por fios de sangue que descem da cabeça, mãos, peito e pés, traz o baixo ventre coberto por um lençol branco, visivelmente ondulado pelo vento, contribuindo para mostrar a agitação vinda da natureza, como se chorasse a morte do filho de Deus, o que dá maior dramaticidade à cena da Paixão. A postura das cruzes permite uma melhor visão da paisagem ao fundo, que apresenta um céu de nuvens escuras e turbulentas, assim como as balançantes folhas do salgueiro e do carvalho. O artista prima nos detalhes.

Centralizados no espaço formado pelas cruzes estão as figuras de Maria, mãe de Jesus, que olha com ternura e sofrimento o filho na cruz, e do apóstolo João Evangelista, que se enlaça ao braço da Mãe Dolorosa, na tentativa de consolá-la em sua indescritível aflição.

Ficha técnica
Ano: 1503
Técnica: óleo sobre madeira
Dimensões: 138 x 99 cm
Localização: Pinacoteca de Munique, Alemanha

 Fontes de pesquisa
Enciclopédia dos Museus/ Mirador
1000 obras-primas da pintura europeia/ Könemann

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *