Mantegna – TRIUNFO DA VIRTUDE

Autoria de LuDiasBH

tridvir

A composição Triunfo da Verdade, obra de Andrea Mantegna, faz parte de uma série de pinturas mitológicas, criadas para ornar um dos aposentos da intelectual Isabel d`Este, condessa de Mântua, corte à qual serviu o artista. Trata-se de uma obra de inspiração humanística. O artista reproduz em sua obra a história de Minerva, deusa romana da guerra e da inteligência.

Segundo o mito, Minerva era a deusa romana da guerra e da inteligência, filha de Júpiter (Zeus), mas não tivera mãe. Ela nasceu da cabeça do deus dos deuses, já completamente equipada para a guerra. Tinha na coruja a sua ave preferida, sendo a oliveira a planta a ela dedicada.

Minerva, à esquerda, usa um elmo e traz na mão direita uma lança e na esquerda um escudo. Ela está a expulsar os vícios que tomaram conta do Jardim das Virtudes. Duas musas e um grupo de seres alados ajudam-na. Mulheres e sátiros estão se acasalando, como mostram as crianças carregadas por esses. Uma mulher puxa um ser disforme, sem braços. Um sátiro leva uma mulher às costas. Dois homens nus carregam uma mulher também nua. Um ser com armadura olha em direção a Minerva, amedrontado.

O Jardim das Virtudes está fechado por uma enorme muralha, ornamentada com plantas e flores. Quatro das seis aberturas da arcada permitem ver a paisagem, que se apresenta fora dela. No alto, numa nuvem, três divindades do Monte Olimpo acompanham a expulsão.

Ficha técnica
Ano: 1502
Técnica: têmpera sobre tela
Dimensões: 160 x 192 cm
Localização: Museu do Louvre, Paris, França

Fonte de pesquisa
1000 obras-primas da pintura europeia/ Könemann
Renascença/ Folio
Mitologia/ Thomas Bulfinch

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *