MEDITAÇÃO: MENTE, CORPO E ALMA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBHmedi

A meditação não é apenas uma técnica de relaxamento. Mais que isso, ela é uma verdadeira ferramenta para a realização integral de nosso ser. (…) Florescimento humano, para mim, significa a realização do nosso potencial inato para alcançar uma felicidade duradoura, um estado geral de bem-estar, uma consciência sempre em expansão e uma serenidade obtida sem esforço. (Dr. Elliot Dacher)

A meditação, tida por alguns como relaxamento e por outros como uma busca espiritual, trata-se de uma técnica milenar de autoconhecimento, praticada nas mais variadas culturas, desde a Antiguidade. Muitos a consideram como a maneira mais eficaz de harmonizar o tripé: corpo, mente e alma, levando o indivíduo a ter contato com a sua essência interior. Mesmo a observação profunda de uma obra de arte pode levar a pessoa a um tipo de meditação.

O objetivo maior da meditação é eliminar hábitos mentais disfuncionais, adquiridos ao longo da vida, responsáveis por gerar emoções aflitivas, estresse e angústia, frutos de uma mente hiperativa, que escondem a essência de nosso Ser interior em profundas camadas de sofrimento. A meditação permite-nos penetrar nas camadas das aparências, ou seja, da superficialidade, até atingir a essência, fazendo brotar as nossas boas qualidades, despertando a mente para que ela obtenha o seu pleno potencial, até então obscurecido.

É fato que a meditação acalma a mente e diminui o nível de estresse e a angústia no ser humano. Para isso, basta concentrar a mente em um “objeto” que pode ser uma palavra, um quadro, uma luz, um som ou mesmo a própria respiração. Como isso acontece? Ao direcionar a atenção para o “objeto”, a pessoa diminui sua distração mental e acalma a mente inquieta, hiperativa. Mas tal resultado é momentâneo, age apenas por algum tempo. As causas que levaram ao sofrimento continuam ali, quase que intocáveis. Faz-se necessário procurar a origem dos problemas, atingir a fonte geradora de estresse e angústia, dar fim à aflição emocional e à mente hiperativa. Fora disso, seria como tomar um remédio que alivia a dor temporariamente, sem buscar a causa.

A meditação deve ser um mecanismo de questionamento, de busca, bem mais que uma técnica de relaxamento temporária. É preciso descobrir as causas que levam ao sofrimento do corpo, da mente e da alma. É preciso penetrar fundo na própria consciência para corrigir os hábitos mentais imperfeitos e viciosos. Passos a seguir para alcançar tal objetivo:

  1. Dominar o falatório mental contínuo.
  2. Disciplinar a mente a fim de que se mantenha o maior tempo possível num estado de tranquilidade.
  3. Permitir que a mente descanse fácil e naturalmente, quando o Ser interior assumir um estado de expansão da consciência.

Pondo em prática essa técnica de meditação, a vida começará a mudar, de dentro para fora, pois, toda mudança permanente precisa nascer do âmago de cada um de nós.

 Fonte de pesquisa:
http://www.brasil247.com/ Revista Oásis

6 comentários sobre “MEDITAÇÃO: MENTE, CORPO E ALMA

  1. Edward Chaddad

    LuDias

    Tenho a plena certeza de que a meditação é salutar. Porém, jamais consegui. Sabe aquele tenho que….
    Então, todos os dias de minha vida, aquele tenho que…trabalhar, fazer imensos memoriais jurídicos, pesquisas, contratos, além, é claro, de comer, escovar os dentes, tomar banho, ir ao banco, consertar o automóvel e outros milhares de tenho que….
    Quando paro um pouco, logo em seguida, o “tenho que” já vem me ditando ordens: tenho que ver a TV, entrar na internet, tomar um cafezinho para não cair direto no sono. E quando menos espero lá estou roncando, com a Cidinha reclamando. Ah, tenho que não roncar, tava esquecendo.
    Excelente seu texto. Poderia acrescentar a minha lista de tenho que meditar. Talvez aí possa conseguir.

    Parabéns!

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Ed

      Faço toda noite uma reflexão sobre os acontecimentos do dia.
      O ato de meditar traz muitos benefícios ao corpo, mente e alma.
      Precisamos abrir mão do “tenho que” para fazer coisas que nos trazem saúde.
      Portanto, vá deixando de lado alguns “tenho que…”… risos.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  2. Patricia

    Ei Lu!

    Gosto muito de meditação embora ainda não obtive êxito nesta prática. Disciplinar corpo e mente é árduo.
    Espero um dia…………… conseguir.

    Bjos.

    Responder
  3. Manoel Matos

    Lu

    Não resta dúvida de que a meditação faz bem ao corpo e à alma. Confesso que tenho que me exercitar muito, para conseguir meditar. Sou inquieto por natureza.

    Beijos

    Nel

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Nel

      As pessoas inquietas possuem mais dificuldade para concentrar, é verdade.
      Mas com a constância, a mente vai se harmonizando.

      Beijos,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *