O HOMEM DE PILTDOWN

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

      homem2      homem23

“A vigarice é um fenômeno essencialmente urbano, diferentemente de outras formas de tramoia existentes no passado.” (José Augusto Dias Júnior)

O Homem de Piltdown, também conhecido como Ecanthropus Dawson, trata-se de um embuste armado pelo arqueólogo amador Charles Dawson, em 1912. O fóssil foi encontrado em escavações feitas em Piltdown, no Reino Unido. Sua mandíbula era parecida com a de um primata, com dois molares, e o crânio era semelhante ao de um humano.

O charlatão apresentou ao Museu de História Natural de Londres sua descoberta, encontrada num sítio arqueológico, cuja idade era calculada em um milhão de anos. Quarenta anos depois, após ter maravilhado o mundo, descobriu-se que O Homem de Piltdown fora forjado por Dawson, que criara o falso fóssil fazendo a junção de um crânio humano com um maxilar de macaco, depois de envelhecê-los com maestria.

Durante décadas, um número incalculável de visitantes acorreram ao Museu de História Natural de Londres, embasbacados com o fóssil do antepassado, mas que na verdade fora criado por um espertalhão.

O anúncio feito à Ciência pelo fraudador teve sérias consequências à época, pois atrapalhou a propagação de outras descobertas importantes sobre a evolução humana, como a do Australopithecus africanus, nos anos 1920. Sem falar que despertou na sociedade certa desconfiança em relação às descobertas científicas ligadas à evolução humana, o que ainda persiste em certas pessoas até hoje.

O Australopithecus africanus foi a primeira descoberta de uma verdadeira espécie humanoide que viveu na África. Porém, ela mostrava exatamente o contrário de Piltdown, ou seja, um cérebro do tamanho do de um primata com mandíbula e dentes parecidos com os de humanos”, explicou Chris Stringer, chefe do departamento de origens humanas do Museu de História Natural em Londres. Segundo ele, importantes cientistas da época, como Arthur Keith e Elliot Smith preferiram acreditar que Piltdown indicava os caminhos verdadeiros da evolução humana. Ou seja, tomaram a direção errada, confiantes num embuste.

Como podemos deduzir, os embusteiros encontram-se em todas as áreas do conhecimento humano.

Fonte de pesquisa:
Os Contos e Os Vigários – José Augusto Dias Júnior
http://ultimosegundo.ig.com.br/ciencia/2012-12-12/fraude-do-homem-de-piltdown

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *