Pieter Bruegel, o Velho – A DANÇA DOS CAMPONESES

Autoria de LuDiasBH

adaca

A composição denominada A Dança dos Camponeses é uma pintura de gênero do artista Pieter Bruegel, o Velho. Ele se tornou conhecido por suas pinturas retratando o cotidiano dos camponeses, tanto no trabalho quanto nos festejos. O artista nutria grande admiração por essa gente, encontrando-se sempre entre eles, por ocasião de suas festividades.

A festa acontece ao ar livre, diante das casas. Numa delas, pendurada num pau fixo a uma janela, está uma bandeira vermelha triangular, que desce até a cerca de madeira. Ao fundo, vê-se a igreja com sua torre. E uma árvore, à direita, traz em seu tronco um quadro com a imagem da Virgem Maria e seu filho Jesus.

Vários pares dançam animadamente. À esquerda, em primeiro plano, um casal dirige-se para o grupo de dançarinos. O homem, à frente, com a mão esquerda na cintura, traz no chapéu uma colher de pau. Ele segura a mão de sua companheira, que veste um longo vestido rodado, com avental amarelo e uma enorme touca branca. É possível observar, presas à cintura da mulher, uma bolsinha e a chave da casa. Eles direcionam o olhar para um casal abraçado, que se beija, à esquerda, fato incomum para a época. Atrás dos dançarinos, um grupo de pessoas observa o par “desavergonhado”.

Numa mesa, à esquerda, estão três camponeses que parecem discutir entre si. Um deles parece ter atingido o rosto do outro, ao levantar a mão. Sentado à frente da mesa, de costas para o trio, um gaiteiro, sem se descuidar de seu instrumento, ouve o rapaz ao lado, que segura um jarro de cerveja. Duas crianças, à direita do gaiteiro, brincam de dançar. Elas se parecem com adultos em miniatura, pois vestem-se como as pessoas mais velhas.

A pintura de Bruegel, quase sempre escondia um fundo moral. Aqui, ele atenta para o pecado da embriaguez e da raiva, pelo qual são acometidos os homens que bebem à mesa. A pena de pavão, que ornamenta o chapéu do rapaz ao lado do gaiteiro, simboliza a vaidade e o orgulho. O casal, que se beija, e o homem e a mulher que se encontram de braços dados na porta da casa, que mostra uma enorme bandeira vermelha, um puxando o outro, não se sabe para que fim, denotam luxúria. Assim como é pecado o fato de, ao festejarem o dia de um santo, os bailarinos postarem-se de costas para a igreja e para o quadro da Virgem e seu filho. Ou seja, a vida material mostra-se mais importante que a espiritual para as pessoas presentes na composição.

Ficha técnica
Ano: 1567
Técnica: óleo sobre painel
Dimensões: 114 x 164 cm
Localização: Museu, Kunsthistoriesches, Viena Áustria

Fontes de pesquisa
Bruegel/ Editora Cosac e Naify
https://mydailyartdisplay.wordpress.com/2011/03/27/the-peasant-dance-by-pieter-bruegel-the-elder/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *