Segall – POGROM
Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

segall9

Não há gritos de dor, não há imprecações, não há rictus de dor, não há desespero, há, sobretudo, uma suave tranquilidade – homens, mulheres e crianças estão envolvidas por uma transcendental quietude, a serenidade da morte está bem fixada nos seus semblantes calmos. (Lasar Segall)

O artista Lasar Segall nasceu na Lituânia, quando o país encontrava-se sobre o poder da Rússia czarista. E lá passou sua infância, convivendo com os bárbaros “pogroms”, que se referiam às perseguições desumanas impingidas aos judeus, dentre os quais se encontrava sua família.

A composição Pogrom mostra um amontoado de corpos, formado por crianças, mulheres e homens, tanto jovens quanto idosos, nas mais diferentes posições. No meio deste depósito humano, o olhar do observador é direcionado para o rosto de um menininho, cujo corpo está voltado para cima, e funciona como o centro figurativo da tela. O seu braço direito descansa sobre o corpo de uma mulher, possivelmente a sua mãe.

O silêncio e a tristeza são reforçados pelo uso de tons ferrosos. Casas velhas, despencando-se ao fundo, intensificam a sensação de abandono. Uma árvore de galhos secos, sem vida, reforça a presença da morte. É possível divisar 11 corpos, mas fica a sensação de que muitos outros jazem por baixo.

Na parte inferior da tela, à esquerda, uma Torá (nome que recebe os cinco principais livros do judaísmo, que constituem o texto central da doutrina ) encontra-se aberta no chão. Junto a ela, há um vaso com uma pequena muda de planta, possivelmente oliveira, a única vida ali existente, ao lado de outros objetos. Os corpos parecem ter sidos atirados num monturo.

Logo abaixo da árvore seca, uma pomba branca paira sobre os corpos, talvez simbolizando a paz que por fim alcançaram aquelas pessoas, depois de levarem uma vida de extrema brutalidade. A perseguição antissemita espalhava-se por toda a Rússia e a palavra “pogrom” significava, em russo, “devastação”. Uma violência desmedida era perpetrada contra os judeus.

Ficha técnica
Ano: 1937
Técnica: óleo com areia
Dimensões: 184 x 150 cm
Localização: Acervo do Museu Lasar Segall, São Paulo/SP, Brasil

Fonte de pesquisa
Lasar Segall/ Coleção Folha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *