Velázquez – OS BÊBADOS

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH Bacob

Velázquez deu a seu quadro o título de O Triunfo de Baco, mas ele se tornou popularmente conhecido como Os Bêbados. O pintor não retrata  Baco – deus do vinho e das orgias – com pompa, como é visto na pintura de outros artistas. Ao contrário, usa aqui de uma irreverente ironia. São muitas as personagens que aparecem na composição. No século XIX muitos críticos chegaram a pensar que se tratava de uma cena real, retratada pelo pintor.

Baco, seminu, encontra-se sentado sobre um barril de vinho, à sombra de uma videira. Tem a aparência de um adolescente meio doente. Seu corpo rechonchudo e muito branco é o mais iluminado. Possui olhos negros, nariz proeminente e lábios carnudos. Em volta dele estão oito personagens dos mais variados tipos sociais. Seu olhar indagativo está voltado para a sua direita. Um soldado – seu humilde seguidor – está sendo coroado por ele com uma guirlanda de folhas de parreira ou hera. Ele está ajoelhado em atitude de reverência e submissão, enquanto o restante do grupo diverte-se ao acompanhar a cena.

Atrás de Baco encontra-se um homem jovem, de corpo nu e cabeça cingida por uma coroa de folhas. Ele traz na mão esquerda um copo de vinho. À direita do deus, um homem bem vestido, acocorado, também usa uma guirlanda e olha para o chão. Aos pés de Baco estão uma jarra de cerâmica, uma garrafa de vidro com o fundo virado para o observador e um pano dobrado. Ao fundo descortina-se uma bela paisagem. A figura de chapéu, com uma tigela branca cheia de vinho, olha para o observador com um sorriso irônico, revelando o real sentido da cena: uma paródia de um acontecimento mitológico.

Este quadro, pintado a pedido do rei Filipe IV, durante um incêndio no palácio real de Madri, em 1734, foi danificado, tendo o lado esquerdo do rosto do deus Baco que ser restaurado. Sobre ele também se diz que Velázquez criou-o para responder às criticas dos pintores rivais, que alegavam que ele “não passava de um mero retratista, incapaz de concorrer na sublime esfera da pintura histórica”.

 Ficha técnica
Ano: 1628
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 165,5 x 227,5 cm
Localização: Museu do Prado, Madri, Espanha

Fontes de pesquisa
Velázquez/ ArtBook
Velázquez/ Coleção Folha
Velázquez/ Abril Coleções
Pintura na Espanha/ Cosac e Naify Edições
Velázquez/ Tachen

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *