Vicente do Rego Monteiro – A CRUCIFIXÃO

Autoria de LuDiasBH

acruci

A composição denominada Crucifixão é uma obra do pintor brasileiro Vicente do Rego Monteiro. Nela, o artista retrata a crucificação de Cristo. Em suas pinturas de temática religiosa, Vicente também retratou outras passagens da vida de Jesus, assim como episódios bíblicos e imagens de santos. Esta é um de seus trabalhos mais conhecidos.

Esta foi a primeira tela em que Vicente retratou um tema religioso. Para ela fez inúmeros estudos. Trata-se de uma obra estilizada e toda baseada em formas geométricas. Linhas horizontais e verticais estruturam a tela. Nas figuras são usados traços da cultura marajoara. A referência a essa cultura também está presente no traçado das mãos e dos pés das figuras (somente os pés de Cristo aparecem), assim como na supremacia dos tons terrosos.

Cristo traz na cabeça uma coroa de espinhos que faz o seu rosto sangrar. Seu olhar é de grande tristeza. Uma ferida é vista em seu peito direito, de onde escorre uma gota de sangue. Dois pequenos círculos escuros indicam as patelas de Jesus. Os quadrados com um x representam os pregos em suas mãos e pés. Abaixo deles escorrem gotas de sangue.

A figura de Cristo na cruz está ladeada por duas outras, com seus olhos a verterem lágrimas. Ao rosto de cada mulher, em formato de coração e partindo diretamente do ombro, agrega-se o corpo escuro e o braço levantado. Embora os rostos das mulheres sejam frontais, seus corpos encontram-se de perfil. Há uma pequena diferença no rosto de cada uma delas (uma está com os olhos fechados e a outra, abertos), mas a postura do corpo é a mesma, como se fossem espelhados. Ambas trazem os braços apoiados na cruz.

Cristo crucificado está de frente para o observador. Encontra-se centralizado na tela, em tamanho bem superior ao das mulheres, o que reafirma sua importância sobre essas. A luz, que é refletida no centro do corpo do Mestre, propaga-se pelas linhas brancas das vestes das mulheres, sendo responsáveis por esboçar o drapeado das mesmas e também o contorno das montanhas que se erguem atrás.

Os efeitos de claro-escuro contribuem para aumentar a dramaticidade da tela.

Ficha técnica
Ano: 1922
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 88,5 x 77,7 cm
Localização: Acervo da Coleção Gilberto Chateaubriand, MAM/RJ, Brasil

Fontes de pesquisa
Vicente do Rego Monteiro/ Coleção Folha
Enciclopédia Itaú Cultural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *