Vicente do Rego Monteiro – A MULHER E A CORÇA

Autoria de LuDiasBH

amueaco

A composição A Mulher e a Corça é uma obra do pintor brasileiro Vicente do Rego Monteiro, que faz uso de um tema mitológico, que alude à deusa grega guerreira de nome Diana. O pintor deu o nome de Diana a outros trabalhos seus.

A deusa encontra-se nua, abraçada a uma corça. Sua figura volumosa está de pé. Seu rosto, inclinado para baixo, traz sombrancelhas e nariz em forma de T, símbolo do poder absoluto e infinito entre os povos primitivos. Seus seios, abdômen e patelas são definidos por formas circulares. Ela traz os braços em forma de arco, o que lembra sua arma de caça. O braço direito circunda o pescoço da corça, enquanto o esquerdo jaz no ar. Seu gesto manifesta carinho e docilidade. Seu rosto, voltado para o animal, está perpendicular ao desse.

Um animal avantajado desponta na tela, à esquerda. Sua cabeça, que ultrapassa a da corça, está próxima à de Diana. Ele também observa a corça. O conjunto das três figuras forma uma composição piramidal invertida.

A perna esquerda da deusa encontra-se na frente da direita, enquanto a perna direita da corça está à frente da esquerda. Tal postura é indicativa de movimento. Ou seja, Diana e a corça estão andando. O braço esquerdo da deusa também leva a tal compreensão.

O artista ornamenta sua tela com nuvens e flores estilizadas. Uma sombra escura aparece debaixo das nuvens, e contorna parte do corpo de Diana e da corça.  Ela tem como finalidade dar sensação de relevo e volume às figuras.

Ficha técnica
Ano: 1926
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 91,3 x 64,1 cm
Localização: Acervo do Museu do Estado de Pernambuco, Brasil.

Fontes de pesquisa
Vicente do Rego Monteiro/ Coleção Folha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *