A CABEÇA DA MEDUSA (Aula nº 66 C)
Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH                                                      (Clique na imagem para ampliá-la.)

Caravaggio — considerado o maior representante do estilo Barroco — foi mestre na arte de manipular o jogo de luz e sombra, o que confere um enorme grau de complexidade à sua obra. São poucos os quadros desse magistral pintor italiano que sobreviveram até os dias de hoje — 62 ao todo — e alguns deles ainda passam por avaliação de especialistas para que o período de produção e as condições em que foram realizados sejam comprovados. Na Galleria degli Uffizi, Medusa está entre as 25 obras mais importantes do palácio, onde se encontram, dentre outras, a Vênus de Botticelli. Caravaggio pintou duas versões da cabeça da Medusa. A primeira em 1596 e a segunda, presumivelmente, em 1597/1598. A primeira versão é também conhecida como Murtula, devido ao poeta que escreveu sobre ela. Foi encontrada no estúdio do pintor somente depois de sua morte. Hoje estudamos tal pintura, tida como uma obra-prima desse maravilhoso mestre do Barroco italiano. Primeiramente é necessário acessar o link Caravaggio – CABEÇA DE MEDUSA e ler o texto com muita atenção, sempre voltando a esse quando se fizer necessário.

  1.  A temática da obra Cabeça de Medusa é:

    1. Religiosa
    2. Histórica
    3. Científica
    4. Mitológica

  2. Conta a lenda ………………. que Medusa, uma das três irmãs Górgonas (as outras duas eram: Esteno e Euríale), petrificava com o olhar todo aquele que olhasse para ela.

    1. romana
    2. bizantina
    3. grega
    4. escandinava

  3. O herói Perseu usou um artifício para enganá-la fazendo uso de:

    1. uma espada
    2. um escudo
    3. uma máscara
    4. um espelho

  4. Medusa é tida como a deusa da estratégia e da guerra justa e também da sabedoria, de modo que esta obra nasceu como:

    1. um escudo de desfile
    2. um adorno de biblioteca
    3. um amuleto de campanha
    4. um presente de guerra

  5. A obra em estudo repassa ao observador a ilusão de que a cabeça de Medusa deixa a tela para se projetar no espaço real em que ele se encontra, de modo que o escudo convexo ilusoriamente transforma-se em côncavo, repassando a impressão de que a tela é feita em:

    1. 2D
    2. 3D
    3. 4D
    4. 5D

  6. O retrato da Górgona é de origem clássica, mas Caravaggio recria uma nova Medusa, extremamente realista, cuja força de expressão continua impressionando quem a observa, pois sua cabeça decepada parece ganhar vida própria, com suas …………… contorcionistas.

    1. serpentes
    2. enguias
    3. lagartas
    4. minhocas

  7. É provável que para pintar Medusa com sua expressão aterradora, o pintor italiano tenha se inspirado na expressão agonizante e aterrorizada daqueles que:

    1. morriam de peste
    2. eram envenenados
    3. eram executados
    4. morriam afogados

  8. São descrições da Medusa do pintor Caravaggio, exceto:

    1. Olhos esbugalhados que parecem saltar das órbitas.
    2. Boca ovalada, aberta e paralisada, como se soltasse um longo grito de terror.
    3. Língua e dentes aparentes e testa franzida em razão do terror sentido.
    4. Maçãs do rosto salientes e o sangue vivo sendo vertido abundantemente.

  9. O que mais chama a atenção na obra Cabeça da Medusa é:

    1. sua crueldade
    2. sua fantasia
    3. seu realismo
    4. seu colorido

  10. A dramaticidade encontrada nas obras de Caravaggio dá-se pelo uso da técnica:

    1. do chiaroscuro
    2. da perspectiva
    3. do escorço
    4. do afresco

  11. Na técnica usada por Caravaggio ele trabalha com contrastes entre:

    1. as cores primárias
    2. as cores terciárias
    3. luzes e matizes
    4. luzes e sombras

  12. Caravaggio pintou pelo menos três telas famosas que exibem cenas de decapitação: ……………….., Salomé com a cabeça de João Batista e Davi com a cabeça de Golias.
    1. Os Trapaceiros
    2. Judite e Holofernes
    3. Crucificação de São Pedro
    4. A Morte da Virgem

Gabarito
1.d / 2.c / 3.b / 4.a / 5.b / 6.a / 7.c / 8.d / 9.c / 10.a / 11.d / 12.b

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *