ALIMENTOS x CÂNCER DE PRÓSTATA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria do Dr. Telmo Diniz

alcadepro

O mês de novembro tem sido batizado de “Novembro Azul”, para destacar as campanhas de saúde, que visam a prevenção do câncer de próstata, assim como o mês de outubro, chamado de “Outubro Rosa”, é voltado à prevenção do câncer de mama nas mulheres. Dentre as diversas doenças que atingem os homens, o câncer de próstata é uma das mais graves, motivo pelo qual irei tratar do assunto – no caso, do ponto de vista nutricional, mostrando quem são os amigos e os inimigos da próstata.

Estudo realizado este ano pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) apontou que 51% dos homens nunca consultaram um urologista. E o câncer de próstata tem estimativa de 69 mil novos casos ao ano, ou seja, quase oito novos casos a cada hora. O objetivo do “Novembro Azul” é diagnosticar os casos no início, quando as chances de cura beiram 90%; utilizando-se, para tanto, do exame de sangue e do toque retal. Vários são os fatores de risco para o câncer de próstata, entre os quais:

  • idade (cerca de 62% dos casos são de homens a partir dos 65 anos),
  • histórico familiar,
  • raça (maior incidência entre os negros),
  • sedentarismo,
  • obesidade e uma alimentação inadequada, à base de gordura animal e deficiente em frutas, legumes e vegetais. E é no fator alimentação que vou me ater.

A dieta desempenha importante papel na promoção e na prevenção de diversos tipos de câncer, inclusive o da próstata. Pois bem, quais alimentos nos ajudariam e quais devem ser preteridos do dia a dia para o homem de meia idade? Iniciamos com a cenoura, que contém os carotenoides, precursores de vitamina A, que são poderosos antioxidantes. Já os tomates são ricos em licopeno, que é outro poderoso antioxidante. Numa revisão de 21 estudos científicos, pesquisadores concluíram que homens que comem tomate cru ou cozido têm menos chances de desenvolver câncer de próstata.

Em um estudo canadense foi demonstrado que homens que comem vegetais crucíferos – como brócolis e a couve-flor – têm menos chance de desenvolver a forma agressiva do câncer de próstata. A romã, sobretudo o suco dela, também tem demonstrado eficácia na prevenção deste tipo de câncer. Estudos indicam que ela ajuda a reduzir a recorrência de aparecimento da doença após primeiro tratamento. As leguminosas, como soja, feijão e lentilhas, são ricas em fitoestrógenos, como a isoflavona. Esses compostos ajudam a combater células malignas de câncer.

Dois trabalhos científicos de revisão encontraram redução de 30% de risco de desenvolvimento de câncer de próstata em homens que consumiam soja. Outro alimento poderoso é o chá verde. Estudos em populações asiáticas, onde este chá é amplamente consumido, mostra que há menor incidência de câncer de próstata. Para terminar, salmão, atum e sardinhas são ricos em ômega 3, que auxiliam o corpo a lutar contra as inflamações. Pelo mesmo motivo, o consumo regular de azeite extra-virgem é bem indicado.

No sentido contrário, devemos evitar o consumo exagerado de carnes vermelhas, açúcar refinado, refrigerantes, bebidas alcoólicas, alimentos ricos em gorduras saturadas e trans, assim como todos os tipos de embutidos e enlatados.

Nota: imagem copiada de Spontex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *