Léger – NUS NA FLORESTA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

nunaflo

Eu queria levar os volumes ao extremo. Este quadro era para mim apenas uma disputa entre as formas do corpo. Eu senti que ainda não poderia fazer a cor sustentar-se. Apenas o volume era suficiente para mim. (Léger)

Eu tenho me alinhado, durante anos, com toda a minha energia, em oposição ao Impressionismo. Eu era obcecado por isso. Eu queria o fragmento dos corpos. (Léger)

A composição Nus na Floresta, exibida no Salão dos Independentes, em 1911, em Paris, é uma obra do pintor normando Fernand Léger. É da mesma época de “A Costureira”, que foi o pontapé inicial para a experiência cubista do pintor, que se tornara amigo dos cubistas Pablo Picasso e Georges Braque. Segundo Léger, ele lutou durante dois anos com a plasticidade da obra, tendo por objetivo apenas levar os volumes ao extremo.

O quadro de Léger, embora se trate de uma obra inicial do estilo cubista do pintor, já mostra com clareza qual seria o caminho a ser trilhado por ele em sua pintura. Ele apresenta cilindros, forma poliédrica e mecânica. À época, dava-se a ruptura do artista com o Impressionismo e sua relação com o Cubismo, embora sendo seu estilo bem diferente do Cubismo tradicional, uma vez que não abriu mão da tridimensionalidade e da forma volumétrica, como fizeram seus amigos Picasso e Braque.

A obra do artista, retratando homem e natureza, mostra uma paleta monocromática e formas geométricas. A influência de Cézanne, pintor francês muito admirado por Léger, também se encontra presente em seu desenho e forma, em detrimento da cor. Seguindo o formato das mãos é possível visualizar as figuras humanas.

Ficha técnica
Ano: 1909/1910
Técnica: óleo em tela
Dimensões: 120 x 170 cm
Localização: Rijkmuseum, Otterlo, Holanda

Fontes de pesquisa
Gênios da Pintura/ Editora Abril Cultural
http://www.theartstory.org/artist-leger-fernand-artworks.htm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *