Lucas Cranach, o Velho – O SUICÍDIO DE LUCRÉCIA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

A composição O Suicídio de Lucrécia, também conhecida como Lucrécia, é uma obra do pintor alemão Lucas Cranach, o Velho, tema muito pintado pelo artista. Relata a morte da lendária dama romana que optou por suicidar-se a ter que enfrentar a vergonha de seu estupro.  Um pano foi acrescentado no princípio do século XVII para cobrir a região pubiana da personagem, mas para o bem da arte foi removido numa recente limpeza. Esta obra já esteve pendurada de frente para o quadro de Albrecht Dürer, sobre o mesmo tema, na galeria particular dos reis da Baviera.

Se comparada a obra de Dürer (presente no nosso blog), cheia de austeridade, a pintura de Cranach é muito mais bela e significativa, repassando ao observador uma grande inquietação espiritual, criada por alguns recursos presentes na tradição gótica, como a tensão linear presente nos contornos, a pose estudada e o cruzamento das pernas, resultando numa forte sensualidade.

Lucrécia, nua, encontra-se de frente para o observador, fitando-o. Seus cabelos ruivos e longos, jogados para trás, caem-lhe pelas costas, ultrapassando sua cintura. Um colar de ouro e pedras preciosas cingem-lhe o pescoço, enquanto mais abaixo vê-se um trançado, possivelmente de ouro. Seus seios são pequenos e hirtos. Não aparecem pelos na região pubiana. Um fino e transparente véu — só perceptível por suas pequenas pregas — enlaça seu corpo da cintura para baixo. Ela segura suas pontas com a mão esquerda, enquanto empunha o punhal com a direita, tocando o seio direito. Em seu rosto existe certa doçura e aceitação.

Ficha técnica
Ano: 1524
Técnica: óleo sobre tília
Dimensões: 193,5 x 75 cm
Localização: Pinacoteca de Munique, Alemanha

 Fonte de pesquisa
Enciclopédia dos Museus/ Mirador

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *