Mabuse – DÂNAE
Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

danae2

A composição mitológica denominada Dânae é uma obra-prima do pintor holandês Jan Gossaert, apelidado de Mabuse, que estudou na Itália a pintura e a arquitetura da Antiguidade, tendo pintado vários temas mitológicos. O artista possuía uma habilidade incrível para acrescentar às técnicas a sua rica imaginação. Neste quadro seu trabalho apresenta uma alta qualidade de estilo, além de mostrar uma iconografia típica dele.

O artista representa a figura mitológica tridimensionalmente, assim como exibe uma maravilhosa arquitetura, tanto do local onde se encontra a jovem mulher como dos edifícios em segundo plano. Apresenta uma arquitetura colunar, que contrasta com a vitalidade do corpo da princesa, vestida com seu manto azul, tendo o seio direito à vista. Ela se encontra assentada sobre duas almofadas vermelhas, uma sobre a outra. Com as pernas semiabertas recebe a chuva fina de ouro em forma de luz que cai do teto oval sobre seu regaço, fecundando-a.

Segundo o mito, a bela Dânae era filha do rei Acrísio que ambicionava ter um filho para sucedê-lo. Assim, resolveu consultar o oráculo de Delfos sobre a chegada de um menino. Contudo, a resposta recebida deixou-o profundamente preocupado. Segundo a predição do oráculo ele seria morto por seu próprio neto, ou seja, pelo filho de Dânae, sua única filha. Temeroso, Acrísio aprisionou a princesa a princesa numa torre, muito bem vigiada, para que ela não tivesse contato com nenhum humano ou divindade  e viesse a gerar um filho.

Zeus (Júpiter), que sempre traíra a esposa Hera (Juno), viu-se apaixonado pela princesa Dânae e, para ter acesso a ela, transmutou-se numa chuva de ouro que se entranhou por uma rachadura no teto, engravidando-a. Ela viria a dar à luz o herói Perseu, responsável por matar a Medusa. Ao tomar conhecimento do acontecido, o rei ordenou que mãe e filho fossem postos numa arca, bem fechada e jogados ao mar. Quis o destino que a arca fosse encontrada por um pescador que levou ambos ao rei de seu país, Polidectes, que os recebeu com muita alegria. O resto do mito encontra-se no nosso blogue em MITOS E LENDAS.

Ficha técnica
Ano: 1525
Técnica: óleo sobre madeira
Dimensões: 114 x 95 cm
Localização: Alte Pinakothek, Munique, Alemanha

Fontes de pesquisa
1000 obras-primas da pintura europeia/ Könemann
Enciclopédia dos Museus/ Mirador
Mitologia/ Thomas Bulfinch
Mitologia/ LM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *