Piero della Francesca – POLÍPTICO DE SANTO ANTONIO

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

O pintor italiano Piero Della Francesca (c. 1416 – 1492) foi redescoberto no século 19 por artistas, historiadores, críticos e colecionadores, como aconteceu com Sandro Boticelli e Jan Vermeer, tornando-se hoje um dos artistas mais conhecidos e admirados do Renascimento italiano. O uso que fez da cor, da luz, da perspectiva e da precisão matemática, para obter clareza, calma e qualidade monumental continuam extasiando aqueles que têm acesso às suas obras, que impressionam pela serenidade, grandeza e exatidão matemática.

A composição intitulada Políptico de Santo Antonio é uma obra do artista. Foi encomendada pelas freiras franciscanas do Convento de Santo Antonio em Perúgia/Itália, levando mais de uma década para ficar pronta.

Na parte central da composição encontra-se a Virgem Maria e o seu Menino, tendo dois santos de cada lado. À esquerda estão São João Batista e Santo Antonio de Pádua, enquanto à direita posicionam-se São Francisco de Assis e Santa Isabel da Hungria, protetora dos franciscanos. Eles se encontram sobre um fundo dourado.

Na parte de baixo do retábulo são retratados episódios da vida dos santos. Na parte superior da obra está a cena da Anunciação. Entre a Virgem em pose rígida e o anjo vê-se um túnel de colunas coríntias. Esta parte da obra parece não casar muito bem com a parte central. Alguns estudiosos da arte acreditam que tenha sido adaptada à parte central por ordem do convento.

Na parte superior do políptico está a pomba da Anunciação, centrada numa auréola com raios de luz que convergem em direção à Virgem. As linhas de perspectiva no pórtico de colunas, logo abaixo, convergem em direção a uma parede distante no intuito de criar uma grande sensação de profundidade.

Ao receber o Arcanjo Gabriel com sua imagem sólida e tridimensional, a Virgem abaixa a cabeça e cruza os braços diante do peito, demonstrando sua submissão à vontade de Deus Pai. Ela traz na mão seu livro de orações, entreaberto, demarcando-o com o dedo. O arcanjo também traz os braços cruzados sobre o peito.

Na parte de baixo, onde são retratadas passagens da vida dos santos, São Francisco de joelhos mostra suas mãos chagadas. A imagem de Cristo crucificado é vista pairando na escuridão do céu. Santo Antonio de Pádua, situado na parte central, tem o contorno de sua cabeça raspada bem delineado, refletindo-se na sua auréola, o que mostra a habilidade do maravilhoso artista que foi Piero della Francesca.

Ficha técnica
Ano:  c. 1467/1469
Técnica: óleo sobre painel
Dimensões: 3,38 m x 2,30 m
Localização: Galleria Nazionalle dell’Umbria, Perúgia/Itália

 Fontes de pesquisa
Tudo sobre arte / Editora Sextante
A história da arte / E.H. Gombrich

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *