PROVÉRBIOS – AS MULHERES E O TAMANHO

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de Lu Dias Carvalho

alta

Quase todas as culturas, em tempos passados, exigiam que a mulher fosse submissa ao homem em todos os sentidos, conforme comprovam os provérbios, fato que ainda perdura em muitos locais do mundo nos dias de hoje, infelizmente. Uma das regras, estipulada pela sociedade em relação à união entre uma mulher e um homem, era a de que ela fosse sempre menor do que o companheiro no que diz respeito ao tamanho físico, pois a estatura foi sempre vista como sinônimo de poder e privilégio do macho.

O fato de a mulher ter que levantar a cabeça para falar com o seu companheiro significava que ela era submissa a ele, e também inferior. É provável que tenha nascido daí a busca dos homens por mulheres mais baixas, sendo pouquíssimos os casos em que acontece o contrário. Mesmo atualmente, quando uma mulher é mais alta do que seu par, causa espanto, de tão arraigado que é este tipo de cultura na sociedade. A própria mulher, sempre que possível, opta por um homem mais baixo do que ela, temendo a cobrança social. Que coisa, não?

O corpo masculino é, normalmente, maior e mais pesado do que o feminino. Ao nascerem, os meninos são quase sempre maiores e pesam mais. No entanto, as meninas são menos suscetíveis às doenças. Pesquisas comprovam que a mulher possui mais vigor e resistência física e psicológica e, consequentemente, maior expectativa de vida, ainda que em certas culturas machistas, quando há falta de alimentos, o pouco que se tem é direcionado aos meninos em primeiro lugar.

Ironicamente a fêmea humana vem ganhando estatura através dos tempos, ultrapassando, muitas vezes, a altura do macho. Mas não pensem que isso seja problema para afetar o poder do homem, pois os provérbios estão sempre dando um jeitinho de mostrar que, mesmo sendo mais alta do que o parceiro, a mulher continua inferior. E para não dizerem que escorraço a cobra e não mostro o pau, eis uma pequena amostragem desses tais que se expandem mundo afora.

  • Até mesmo um homem de baixa estatura é sempre grande comparado com a das mulheres. (Provérbio árabe)
  • Seja qual for o tamanho da mulher, é sempre o homem que a cavalga. (Provérbio ikwerri)
  • Mulheres, desgraças e pepinos, quanto menores, melhores. (Provérbio húngaro)
  • A mulher e o arado são melhores se medirem menos que um homem. (Provérbio Oromo)
  • Até mesmo uma mulher pequena consegue superar em ardis o próprio diabo. (Provérbio alemão)

Seria risível acompanhar a história da mulher através dos provérbios e dos tempos, se o contexto de tais ditos populares não se mostrassem atualíssimo em vários cantos do planeta, onde a mulher continua submissa, sem vez e sem voz, mesmo que tenha o tamanho da personagem mostrada na foto que ilustra este texto, pois, imaginam, será sempre ele a cavalgá-la. Será mesmo?! Duvidodeodó!

Fontes de pesquisa:
Nunca se case com uma mulher de pés grandes/ Mineke Schipper
Livro dos provérbios, ditados, ditos populares e anexins/ Ciça Alves Pinto
Provérbios e ditos populares/ Pe. Paschoal Rangel

Visits: 1

10 comentaram em “PROVÉRBIOS – AS MULHERES E O TAMANHO

  1. Patricia

    Lu

    Bem, não foi neste tamanho que eu pensei rsrsrs. O fato da mulher ter que levantar a cabeça, até isto nos torna submissa, que sina. A verdade foi dita, somos mais fortes física, psicológica e biologicamente, e este é o poder.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Pat

      Eu sabia que muitos iriam cair na cilada que armei no título. Estou amando pesquisar sobre tais provérbios. Morro de rir de tanta ignorância do macho.

      Beijos,

      Lu

      Responder
  2. Tereza Maria de Magalhaes

    Na horizontal dois corpos que se desejam, se atraem e se amam, se encaixam perfeitamente e nada sobra em todas as direções.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Tetê

      Sem a necessidade de se preocupar com o tamanho.
      Assim, todos estarão completos.

      Beijos,

      Lu

      Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Flávia

      Foi-se o tempo em que só o macho cavalgava. Hoje há montarias para todos os sexos.
      Tamanho não é documento, mas o nível de atuação.

      Beijo,

      Lu

      Responder
  3. Cristine Martin

    O coitado da foto virou panqueca!

    Esses provérbios são terríveis mesmo, e para mim parecem “missa encomendada”, prontinhos para reforçar a “tradição” que se quer manter. No fundo a insegurança masculina é tão grande que eles se pelam de medo de mudanças que ameacem sua posição estabelecida e dominante. Mas o tempo passa, as coisas mudam, e quem sabe as futuras gerações rirão dessas nossas tradições e serão mais esclarecidas e evoluídas, por que não?

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Cris

      Diante de tanta macheza só nos resta rir.

      O pior é que as sogras eram massacradas e depois se vingavam nas noras. E tudo acabava por se transformar num círculo vicioso, no qual só o macho levava vantagens. Mas o mundo está mudando, minha amiga.O reinado do macho já se encontra no final dos tempos… Ou quase? Morro de pena das mulheres que são oprimidas em culturas em que a religião reforça a violência.

      Grande beijo,

      Lu

      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *