Rafael – A SAGRADA FAMÍLIA DE CANIGIANI
Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

A composição denominada A Sagrada Família de Canigiani é uma obra religiosa do pintor e arquiteto italiano Rafael Sanzio, encomendada por Domienico Canigiani. É tida como uma pintura madura e inteligente do precoce artista. A essa época o pintor, além de contar com a experiência florentina, também tinha completado sua educação em relação à arte de Piero della Francesca e Perugino, sem falar que assimilara a arte de dois grandes nomes da pintura italiana: Leonardo da Vinci e Michelangelo, influências vistas nesta obra. O nome da obra é uma referência à família que a encomendou.

A Sagrada Família — composta pela Madona, pelo Menino Jesus, por Santa Isabel, por São José e o pequeno João Batista — encontra-se sentada no gramado de um ambiente rural, onde, além das edificações familiares ao fundo, veem-se colinas cobertas por relva, formando uma paisagem deslumbrante de tons iridescentes. Um riacho divide a composição ao meio. Todos se encontram descalços, como a indicar a pobreza. O grupo forma uma composição piramidal — esquema muito usado pelo artista — sendo São José o ápice da pirâmide, o que mostra a importância do marido de Maria dentro do grupo, à época. Uma auréola fina e dourada situa-se acima de cada personagem — símbolo de divindade. As roupas coloridas dos personagens acentuam-lhes a consistência.

Em primeiro plano estão a Virgem e sua prima Isabel, sendo que o espaço entre elas é ocupado pelas crianças, cuja nudez simboliza a pureza. As duas mulheres trazem a cabeça inclinada para o centro da tela, próximas ao corpo de São José em segundo plano que, ao inclinar-se sobre o grupo, traz o joelho direito meio dobrado, com o pé do mesmo lado, visível entre os dois meninos, enquanto se escora no seu longo cajado. Os pequeninos Jesus e João Batista interagem entre si. Acima, sob o céu anilado, um grupo de sete anjos — cinco à esquerda e dois à direita — parecem emergir de pequenas nuvens brancas. Eles estão absortos em si mesmos.

Durante a restauração de A Sagrada Família de Canigiani em 1982, o céu que era predominantemente azul — pintura aplicada no século XVIII sobre o trabalho original do artista — foi eliminado. Assim, foi possível conhecer não apenas a obra em sua originalidade, como também apreciar os maravilhosos anjos postados à direita e à esquerda, na parte superior do quadro. Esta restauração foi levada com extremo esmero pelo conservador alemão Hubert von Sonnenburg. Em sua obra, Rafael exala suavidade e interação com o observador.

Ficha técnica
Ano: 1507
Técnica: óleo sobre madeira
Dimensões: 131 x 107 cm
Localização: Pinacoteca de Munique, Alemanha

Fontes de pesquisa
Enciclopédia dos Museus/ Mirador
http://www.wga.hu/html_m/r/raphael/2firenze/2/35canig.html
1000 obras-primas da pintura europeia/ Könemann

2 pensou em “Rafael – A SAGRADA FAMÍLIA DE CANIGIANI

  1. Antônio Messias

    Lu,
    A profundidade de campo criando a perspectiva valoriza muito a obra. Causa surpresa esta percepção artística ter sido utilizada só a partir do século XV a partir das descobertas do arquiteto de Filippo Brunelleschi. Outra fato interessante é a repetitiva necessidade da manifestação religiosa na arte o que denota a enorme influência da Igreja à época.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Antônio

      Rafael Sanzio era um pintor magistral. Faremos o estudo de algumas obras dele agora no Renascimento, período artístico ao qual pertenceu.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *