Sérgio Ramos – A CRAVIOLA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de Alfredo Domingos

DIC1

Gosto do desenho, de contar uma história, de criar algo positivo por meio da pintura. (Sergio Ramos)

No bordejo por outras cidades de Minas Gerais, após regozijo em Belo Horizonte, fui bater com os costados em Tiradentes. A cidade é encantadora! Cheira a história, a boa conspiração, a liberdade e a terra. O ar é ferrífero! Trata-se de um permanente entorpecer por parte da natureza. Ela não nos dá sossego. Que bom!

Um aspecto de destaque é a arte. Há ambiente e inspiração para qualquer coisa e mais um pouco. Foquemos, por oportuno, nas artes plásticas. Dessa maneira, no ir e vir e no sobe e desce das ruas, cheguei ao atelier do artista e arquiteto brasileiro Sérgio Ramos, na Rua Padre Toledo, fácil de encontrar, em pleno centro histórico de Tiradentes. O local é encantador, a começar pela excelente hospitalidade em uma agradabilíssima casa antiga, mas não velha. O artista pessoalmente oferece cafezinho e apresenta a família. Residência e atelier se confundem. O espaço é único. A fazer toda a diferença, está uma enorme janela envidraçada, que nos oferece a pujança da montanha que cerca a cidade. A vista é “deslumbrante”, como costuma dizer Tia Zózima, de mãos nas cadeiras.

Resumindo a arte de Sérgio Ramos, ele introduz em suas obras inúmeros elementos, sem dó nem piedade, como verificamos no quadro acima, A Craviola. Encontramos, claro, ao centro, uma vistosa craviola, rodeada por peixes, casas, pássaros, galhos de planta, bandeirinhas e um possante gramofone, este dos tempos da vovó. A multiplicidade de cores é espantosa e, ao mesmo tempo, perfeitamente harmônica, sem choques de gosto. Imaginemos a música invadindo o resto do mundo! Por outro lado, as formas dão show de bola, curvas e retas brincam, num ótimo entrosamento, desafiando a boa percepção, porém, oferecendo chance ao entendimento. Mas ao final da observação, o espírito fica sossegado e maravilhado! Não é que a mistura dá certo?!

A obra em pauta, vamos e venhamos, inibe qualquer ambiente, domina o cenário. Se colocada, de imediato domina o pedaço. Beleza põe mesa e parede, sim, senhor! Finalmente, devo registrar que Sergio Ramos carrega no currículo cerca de cinquenta exposições, com mais de vinte e três anos de atividade artística, tendo como mote a sua seguinte expressão: “Gosto do desenho, de contar uma história, de criar algo positivo por meio da pintura”.

Ficha técnica
Ano: 2012
Técnica: tinta acrílica sobre tela
Dimensões: 120 x 80 cm
Localização: acervo do artista

Visits: 18

4 comentaram em “Sérgio Ramos – A CRAVIOLA

  1. Alfredo Domingos

    Obrigado, Lu. Estamos juntos em nome das coisas boas que podem pintar aqui no blog. Você estimula a participação e a inspiração e nos resta acompanhar. A sua força é vital! Sérgio Ramos foi gentil em vir conosco, além de ser autor de obras extraordinárias. Vamos à frente porque a arte pede e merece.
    Abração,
    Alfredo Domingos.

    Responder
  2. LuDiasBH Autor do post

    Alf

    Tiradentes é uma joia incrustada nas Minas Gerais. E traz realmente esse sossego e a paz de que nos fala. Ela se parece com um pedacinho do paraíso perdido. Dentro dela estão maravilhosos artistas, como o nosso Sérgio Ramos. Que obra maravilhosa é “A Craviola”! Parabéns por trazer ao Vírus da Arte & Cia. tão ilustre pintor.
    Ficamos mais enriquecidos.

    Abraços,

    Lu

    Responder
    1. Alfredo Domingos

      Sérgio Ramos,
      O blog Vírus da Arte & Cia. agradece a sua participação aqui conosco, ressaltando a visita do próprio autor desta belíssima obra, o que confere satisfação inusitada a todos nós. Continue com a sua arte produzindo trabalhos excelentes como A Craviola. Sucesso!
      Abraço,

      Alfredo Domingos.

      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *