Almeida Júnior – RECADO DIFÍCIL

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

recado0001

A composição Recado Difícil, obra do artista brasileiro Almeida Júnior, é mais uma de suas telas consagradas à temática infantil, sendo esta pintada dentro do universo do caboclo, onde estão presentes duas figuras humanas: uma mulher e um garotinho.

O menino, aparentando ter entre 8 e 12 anos, ocupa o primeiro plano da tela, e se encontra em frente a uma casa de pau a pique. Está humildemente vestido com uma calça amarrada na cintura, cujas pernas estão dobradas um pouco abaixo dos joelhos. Veste uma camisa branca de mangas compridas, aberta na gola, caindo sobre a calça. Traz nas mãos um chapéu preto, junto ao corpo, e tem a cabeça baixa, denotando, ao mesmo tempo, reverência e timidez. Seus pés estão descalços e maltratados.

Encostada na porta de madeira tosca, uma mulher, vestida com uma saia que lhe cobre os pés, blusa de manga comprida e xale vermelho, observa o garoto. Não dá para saber se é ela quem dá o recado ao menino ou é quem o recebe. O fato é que ele se mostra extremamente acanhado, comportamento bem peculiar às crianças do meio rural, naquela época.

A posição vertical da maioria dos elementos da obra conduzem o observador ao garoto, dele passando para a figura da mulher.

Ficha técnica
Ano: 1895
Dimensões: 139 x 79 cm
Técnica: óleo sobre tela
Localização: Acervo do Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, Brasil

Fonte de pesquisa
Almeida Júnior/ Coleção Folha

4 comentários sobre “Almeida Júnior – RECADO DIFÍCIL

  1. Joka Teixeira

    Essa tela é uma das obras de Almeida Júnior considerada por muitos, como premonitória, já que algum tempo depois, o artista seria assassinado por estar vivendo um amor proibido (um triângulo amoroso). O menino da imagem teria sido encarregado de levar à amada do artista, o recado difícil, de avisar sobre a morte do pintor. Outra obra dele considerada também premonitória, é um quadro chamado SAUDADE, que apresenta uma imagem em que a amada do artista está lendo uma carta, com aspectos faciais carregados de tristeza e de saudade.

    Abraços,

    Joka Teixeira

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Joka

      Achei muito interessante esta sua análise. Tem realmente tudo a ver com o que, posteriormente, aconteceu ao artista, em relação à sua vida afetiva. Muito obrigada pelo acréscimo ao texto, assim como por sua presença aqui.

      Será sempre prazeroso tê-lo conosco.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  2. Edward

    LuDias

    O recado foi difícil, seja quem for que o passou. Mas o interessante na obra – penso – é a existência na tela, do exemplo de respeito ao ser humano, que saltita aos olhos e, que deveria ser o exemplo maravilhoso para a nova geração.

    Abraços

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Ed

      A criança mostra-se extremamente respeitosa, diante da senhora. Assim eram as crianças daquela época. Hoje em dia, é lamentável ver como elas vêm se tornando desrespeitosas no nosso país. Os pais perderam a noção de como se educa, usando de uma liberalidade inaceitável. Coisa que não acontecia naquela época.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *