Cézanne – SUA VIDA AMOROSA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

CESANNESUVIA

Quando estava com 30 anos de idade, Cézanne ficou conhecendo, em Paris, a jovem morena de grandes olhos escuros, Hortense Fiquet, de 19 anos. Ela exercia a profissão de encadernadora e nas horas vagas trabalhava como modelo para alguns pintores, sendo muito paciente ao posar, o que chamou a atenção do artista, que era moroso em suas pinturas. O namoro aconteceu às escondidas do pai do pintor, mas com a anuência da mãe e da irmã Marie, pois o primeiro jamais aceitaria uma mulher pobre para o filho. Mas apesar de seu contato com Hortense, ele continua tímido com as mulheres.

O casal permaneceu junto em L`Estaque, uma vila de pescadores, na baía de Marselha, durante a guerra franco-prussiana, para onde o pintor foi, para evitar o alistamento militar. Ali, ele pintou inúmeros quadros que já mostravam a passagem de seu estilo romântico ou expressionista para uma nova maneira de pintar. Ele deixava para trás as temáticas mais agressivas, cheias de paixões.

Três anos após a união entre Cézanne e Hortense, nasceu Paul, o único filho do casal, época em que os três foram morar em Pontoise, nos arredores de Paris, atendendo o convite do amigo Camille Pissarro, que teve grande influência na vida de Cézanne e em sua pintura. Depois, a convite do Dr. Gachet, um jovem médico que adorava arte e ajudava muitos artistas, dentre eles Van Gogh, a família foi morar em Auvers-sur- Oise.

Ao abrir mão de seus trabalhos em Paris, Cézanne passou a trabalhar em Aix e L`Estaque, mas estava sempre visitando sua mulher e filho em Marselha, embora até ali, seu pai nada soubesse sobre a existência dos dois, continuando a ajudá-lo em suas despesas, já que sua arte continuava rejeitada por críticos e público. Dezessete anos após uma vida em comum com Hortense Fiquete, Cézanne resolveu se casar com ela e reconhecer o filho dos dois, já com 14 anos de idade. Seus pais participaram da cerimônia de casamento, realizada na cidade de Aix.

Hortense Piquet não gostava da vida rotineira do povoado, mas do mundo agitado de Paris, ficando o pintor sozinho em Aix. Tampouco partilhava da paixão do marido pela pintura e pelas letras. Também não dava bem com a mãe e as irmãs de Cézanne. Por isso, ele se tornava cada vez mais arredio com as mulheres, e, à medida que envelhecia, ia se afastando de Hortense, e ficando cada vez mais apegado à mãe e à irmã preferida. Renunciou, inclusive, a usar os modelos femininos.

Em 1906, quando estava pintando ao ar livre, Cézanne foi encontrado inconsciente, depois de uma tempestade. Embora voltasse a pintar no jardim de sua casa, morreu uma semana depois, aos 67 anos de idade. Na ocasião, sua esposa Hortense Fiquet e o filho Paul encontravam-se em Paris. Tanto Hortense quanto Paul serviram de modelo a Cézanne em vários de seus quadros.

Fontes de pesquisa
Cézanne/ Coleção Folha
Cézanne/ Abril Coleções
Cézanne/ Girassol
Cézanne/ Taschen

Nota: Pintura com Hortense Fiquet, Cézanne

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *