COLABORACIONISTAS

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

touro12

A França, durante a Segunda Guerra Mundial, foi ocupada pelas forças da Alemanha nazista, entre  os anos de 1940 e 1944. Durante o período de ocupação, foi criado dentro do Estado francês um movimento denominado “A Resistência”, que divergia da política colaboracionista  por parte do governo francês do Marechal Henri Pétain, já bastante idoso, que aceitava todas as condições impostas pelo nazismo, inclusive a de romper relações com a Grã-Bretanha e não aceitar qualquer tentativa de resistência ao Eixo. O governo francês foi o único, em toda a Europa, a colaborar diretamente com a ocupação nazista.

Com a vitória dos Aliados, a França viu-se livre dos invasores nazistas, mas ainda tinha uma conta a cobrar dos colaboracionistas franceses, que se aliaram ao inimigo. A foto acima, feita por Robert Capa, em 18 de agosto de 1944, mostra a raiva daqueles que resistiram à tirania nazista, contra os que não apenas a acataram, mas com ela cooperaram.

Uma mulher francesa, com a cabeça raspada, leva o filho de um soldado alemão nos braços, e tem sobre si os olhares insultuosos dos habitantes de Chartres. Ela é obrigada a caminhar pelas ruas da cidade. É visível o escárnio dos presentes ao ato. Um soldado francês caminha a seu lado, possivelmente para evitar que ela seja linchada. Ao fundo, vê-se a bandeira francesa.

Segundo fontes históricas, cerca de 20 mil mulheres foram acusadas de travar relacionamentos com soldados alemães e, por isso, tiveram suas cabeças raspadas em praça pública, sob vaias da população. Nessa caça às bruxas, algumas foram marcadas com ferro quente, outras executadas e outras cometeram suicídio.

O fotógrafo húngaro Robert Capa (1913-1954), cujo nome verdadeiro é Endre Ernõ Friedmann, é considerado o melhor fotógrafo de guerra do mundo. Sua consagração chegou com o desembarque dos Aliados na Normandia, no chamado Dia D.

5 comentários sobre “COLABORACIONISTAS

  1. Manoel Matos

    Lu
    Não deve ter sido fácil para os traidores. Imagino que muitas mulheres foram obrigadas a se entregar aos soldados nazistas.

    Abraços

    Nel

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Nel

      Também não tenho dúvidas disso.
      A mulher é sempre a parte mais frágil nas guerras, ao lado de crianças e idosos.

      Abraços,

      Lu

      Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Mário

      Será verdade?
      Não consigo acreditar nisso, quando a raça estava sendo toda dizimada.
      Que loucura!

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *