EUA – GATO PREVÊ A MORTE DAS PESSOAS

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH
gat

Segundo certas escolas esotéricas, o papel dos animais de estimação não se limita ao de uma simples companhia. Nossos bichos funcionam também como verdadeiros para-raios, absorvendo energias pesadas que, não fossem eles, seriam absorvidas por nós. (Luis Pellegrini)

Os animais “irracionais” sempre foram motivo de curiosidade para os humanos. Eles estão presentes na história de todas as culturas, ora como seres sagrados ora como motivo das mais bizarras superstições. Mas a ciência vem desvendando um mundo até então desconhecido para nós, acerca de nossos companheiros de planeta. O certo é que eles possuem poderes ainda inexplicáveis. Não sei se você que me lê conhece a história do gatinho Oscar. Eu a conheci. Fiquei estupefata e a repasso aos leitores deste espaço.

Oscar, um gatinho abandonado e levado posteriormente para um abrigo, foi adotado, em 2005, junto com outros companheiros, pela equipe médica Steere House Nursing and Rehabilitation Center, no estado de Rhode Island (EUA). Ali ele cresceu na unidade destinada aos dementes senis, fazendo parte do grupo de animais que tinha por objetivo fazer companhia aos pacientes, de modo a levá-los a manifestar carinho e afetividade, assim como entreter os familiares durante o horário de visitas.

No início, Oscar não parecia satisfeito na sua nova profissão, não correspondendo aos anseios de seus protetores. O danadinho preferia esconder-se a ter que dar atenção aos pacientes e seus visitantes, como quem diz “Estou fora desta!”. Mas já tendo passado um ano, e como a esperança é a última que morre, o felino começou a se mostrar mais gentil, como se quisesse assumir seu posto, ou seja, fazer o que dele se esperava. Começou por visitar todos os quartos. O bichinho chegava, empurrava a porta com a cabecinha, espiava o paciente e inspirava o ar. Depois partia para outro quarto e mais outro…

Tudo seguia normalmente, como se Oscar fosse um daqueles profissionais competentes no seu trabalho, mas sem nada que o tornasse excepcional. Isso até o dia em que descobriram que o bichano, inúmeras vezes, escolhia um dos pacientes para se deitar junto. E a surpresa: o paciente escolhido falecia entre duas ou quatro horas após a visita do felino. O mais interessante é que Oscar não era afeito a passar muito tempo com as pessoas, excetuando as que estavam prestes a partir. Ou seja, o gatinho tinha a percepção de qual doente morreria. Se era impedido de entrar no quarto do paciente prestes a falecer, Oscar ficava inquieto, tentando usar a patinha para abrir a porta à força.

Inicialmente, ninguém ligou a presença de Oscar na cama dos moribundos à morte desses. Porém, as coincidências ficaram tão numerosas, que acabaram despertando a atenção da equipe médica. Cerca de 25 vezes ininterruptas, ele acertou qual seria o próximo paciente a falecer. Assim, quando o gatinho deitava na cama de um paciente, os enfermeiros já alertavam a família para o seu desenlace. Num dos casos, a família foi avisada e chegou antes de a paciente falecer. Um garoto, neto da senhora, perguntou à mãe:

– O que o gato está fazendo na cama da vovó?

– Ele está ajudando a vovó chegar ao céu. – responde a mãe, retendo as lágrimas.

Cerca de meia hora depois, a “vovó” partiu. Oscar então se levanta, olha em volta e deixa o quarto tão silenciosamente quanto chegou. Sua missão tinha sido cumprida.

Segundo a equipe do Steere House, muitas vezes, a família do paciente nem percebe a presença de Oscar no quarto da pessoa que está morrendo. Ele fica ali, sem emitir qualquer ruído, até que ela pereça. Logo após, levanta-se, dá uma olhada em torno e parte em silêncio. Mas, se a pedido dos parentes, Oscar é colocado para fora do quarto, o felino fica andando de um lado para outro, miando, em frente à porta.

Muitas indagações têm sido levantadas no intuito de compreender os poderes de Oscar. Será que os gatos:

  • reconhecem pelo faro as substâncias químicas eliminadas pelas pessoas, momentos antes de morrer?
  • são excelentes observadores?
  • possuem algum algo especial que a ciência ainda não conseguiu explicar?
  • possuem algum poder paranormal?

Nenhuma resposta conclusiva foi dada até agora, enquanto Oscar continua seu trabalho de bom samaritano na clínica Steere House, em Rhode Island (EUA).

 Fonte de pesquisa:
Brasil 247

21 comentários sobre “EUA – GATO PREVÊ A MORTE DAS PESSOAS

  1. Pierre Santos

    Esse tal de Oscar é aquilo com ph. Depois querem dizer que, à noite, todos os gatos são pardos. Ledo engano. À noite todos os gatos são gatos e cada um conserva sua cor. Já ouvi muitas histórias, algumas até mirabolantes, sobre gatos. O assunto me fascina.
    Obrigado pela matéria, Lu.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      PP

      O que sei é que esse danadinho está fazendo sucesso em todo o mundo e sendo motivo de pesquisas. Mas desde o antigo Egito os gatos já eram vistos como especiais.
      E eu acredito que sejam, inclusive tenho provas disso.
      O assunto é mesmo fascinante.

      Abraços,

      Lu

      Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Cezar

      Acredito que não, pois ele faz isso com pacientes específicos, em fase terminal.
      Desde a Antiguidade, os gatos são tidos como muito sensoriais por várias culturas.
      Meus gatinhos, quando meu pai estava bem mal, já prestes a partir, ficavam todos quietinhos, num canto, só observando. E quase não comiam. Pareciam sofrer com a gente.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  2. Luiz Cruz

    Lu
    Ano passado perdemos nosso gato, o Tody. Foi uma grande tristeza! Parecia que tínhamos perdido um membro da família, dos mais queridos. Foi enterrado em nosso jardim. Os gatos são muito especiais.
    Obrigado por este texto.
    Abraço,
    Luiz Cruz

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Luiz

      Eu já cheguei a ter cinco gatinhos.
      Agora estou apenas com dois.
      Amo meus bichinhos, assim como os demais.
      Sempre que algum morre, choro durante um mês.
      Não concebo a ideia de que alguém possa fazer mal aos animais.
      Outros bichos muito judiados são os cavalos, burros e jumentos (os equinos em geral).
      Feliz por sua presença.
      Abraços,

      Lu

      Responder
  3. Andrea

    Gostei muito da história do Oscar, adoro animais e em especial dos gatos. Tenho certeza que os animais possuem sentidos muito mais desenvolvidos que os nossos, por isto acontecem esses fatos misteriosos.
    Abraço!

    Responder
  4. Beatriz

    Muito boa sua matéria Lu, e muito legal também este link acima da Fernanda Kzar. Somente quando a “humanidade” perceber quão importantes são os outros animais, poderemos ser seres melhores.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Beatriz

      A humanidade é arrogante demais, para compreender que tem muito a aprender com os animais. Se disso tivesse consciência, não haveria tanta maldade em seu coração.
      Tomara que chegue esse dia, em possam ser respeitados.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  5. Pedro Rui

    Já não é de agora que tenho dado a atenção aos animais, e sinto que eles se apercebem quando algo não está bem. Eles têm visão, audição, olfato muito ativos.
    Por vezes fico alertado, na verdade eles sentem as coisas.
    Abraços
    Rui Sofia

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Rui

      Os animais percebem até quando a família não está bem dentro do lar.
      Eles se escondem, procuram os cantinhos, onde não são vistos.
      Por isso, muitos animais domésticos apresentam-se com neuroses.
      Eles também tendem a se espelhar no comportamento do dono.
      É sempre bom observar o comportamento deles, pois possuem algo a nos dizer.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  6. Julmar Moreira Barbosa

    Certa vez li um livro intitulado “DEVASSANDO O INVISÍVEL”, de Yvonne Pereira . Em alguns trechos ele relata a influência e importância dos animais em nossas vidas.

    Se analisarmos as catástrofes naturais que assolaram a humanidade,tsunami,terremotos,erupções vulcânicas e etc,veremos que o comportamento dos animais avisou que elas estavam por vir.

    Os fenícios, chineses e outros povos antigos observavam o comportamento animal para protegerem-se de catástrofes iminentes.

    Recentemente li o artigo O GATO E A ESPIRITUALIDADE, de Fernanda Kzar, que relata a espiritualidade dos bichanos. O link segue abaixo.

    Um abraço! Fique em paz!

    http://www.fernandakzar.com/?p=4590

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Ju

      É verdade! Os animais sempre anunciaram as catástrofes naturais. Ou será que podemos chamá-las de naturais, uma vez que o homem está na origem de tudo?

      Os gatos foram sempre usados em templos orientais, como símbolo de espiritualidade.
      Penso que todo animal tem um sentido especial.
      Mas nós humanos somos muito ignorantes e prepotentes para compreender isso.

      Vou agora ver o link.

      Grande abraço,

      Lu

      Responder
  7. Pedro Rui

    Olá Lu
    A minha avó tinha Alzheimer e a minha gatinha não saía da beira dela, dias depois ela faleceu. A história do Oscar levou-me a lembrar dela, é verdade que os animais sentem e veem coisas que nós não alcançamos.

    Em tempos estava aqui no Porto um tempo de trovoada; não trovejava, mas os meus três gatos, o meu cão, as aves dos meus vizinhos e os cães estavam irrequietos; os cães não paravam de ladrar e as aves não se calavam. Mais à noite veio uma tempestade enorme, quero eu dizer que os animais previram a tempestade.

    Por vezes deparo-me a ver os meus gatos a olharem para coisas que eu não vejo, possivelmente eles veem algo que nós humanos não vemos. Gostei muito da historia do Oscar.

    Abraços
    Rui Sofia

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Rui

      Os animais possuem forças que são desconhecidas para os homens.
      O caso desse gatinho têm deixado os pesquisadores sem saber o que dizer.
      E, como esse, existem inúmeros casos, até hoje não desvendados.

      Muito interessante o caso que você contou sobre a gatinha de sua avô.
      O animalzinho parecia prever o que estava por vir.
      Se o homem não fosse tão orgulhoso, ele aprenderia muito com os bichos, não é mesmo?

      Abraços,

      Lu

      Responder
  8. sandrabose

    Pai do céu, os humanos não crescem e amadurecem NUNCA. Gatos são animais e não “para-raios”, isso eh papo de esotérico e supersticiosos. Tenho 3 felinos e são os amores de minha vida!!! Não tenho mais paciência para crendices.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Sandroca

      “Há mais mistérios entre o Céu e a Terra do que sonha a nossa vã filosofia”… risos.
      Fique de olho nos seus bichanos.

      Beijos,

      Lu

      Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Mário

      Os gatos são animais maravilhosos.
      Eu os adoro.
      No momento estou com dois: Lulu e Jade.

      Beijos,

      Lu

      Responder
  9. Edward Chaddad

    LuDias

    Realmente, os animais ainda são seres muito desconhecidos por todos nós.
    O ser humano, egoísta em sua natureza, sempre se mostra mais interessado em buscar conhecimentos dentro de seus semelhantes, máxime quanto a questões neurológicas ou sensoriais, e, ainda, pouco se observou, com maior critério, os animais que, como você mesmo destacou, são nossos companheiros no planeta.

    Há alguns dias, por coincidência, li que muitos cães, em virtude da sensibilidade de seu faro, conseguiam, ao cheirar urina humana, detectar, com acerto próximo a 90%, a existência de câncer de próstata. E ainda a diabetes.

    Temos um gato que perdeu misteriosamente a vista direita, resultado quase certo de malvadeza humana. Pois bem, este gato não come carne de segunda, só de primeira. E não adianta servi-lo. Cheira e não come, se for de segunda, acredito, por exacerbada existência de gordura.

    Seu texto nos conta um exemplo extraordinário de poderes existentes nos animais, que somente agora, com a observação indutiva, não científica, estão vindo à tona. Não podemos nos esquecer, inclusive, que o faro, em linguagem figurada, significa intuição, instinto, premonição, previsão.

    Tive conhecimento de cães que conseguem, pelo altíssimo grau do seu faro, localizar no mar, mesmo com o obstáculo da água, corpos de pessoas.

    Há uma messe enorme de condutas de animais que ainda não foram explicadas cientificamente.

    Gostei muito deste texto.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Ed

      Que notícia interessante:

      “Há alguns dias, por coincidência, li que muitos cães, em virtude da sensibilidade de seu faro, conseguiam, ao cheirar urina humana, detectar, com acerto próximo a 90%, a existência de câncer de próstata. E ainda a diabetes.”

      Os animais ainda irão surpreender muito os humanos.
      Eles pensam que são os donos de tudo, mas se enganam.
      Notícias como estas é que nos dão a esperança de que a vida entre humanos e inumanos pode ser de harmonia.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *