Giorgione Barbarelli – A PROVA DE FOGO DE MOISÉS

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

prodefodemo

A composição A Prova de Fogo de Moisés é uma obra do pintor italiano Giorgione Barbarelli da Castelfranco (c. 1477 – 1510), renomado artista do Alto Renascimento em Veneza. Sua formação aconteceu na oficina de Giovanni Bellini. Seu estilo traz influências de Vittorio Carpaccio, Antonello da Messina e Leonardo da Vinci, assim como dos pintores holandeses. É tido como fundador da pintura veneziana, tendo influenciado muitos artistas, dentre eles estão Sebastiano del Piombo e Ticiano.

Em sua pintura de tema raro, e que acontece ao ar livre, o artista mostra Salomão, ainda bebê, passando por uma prova de fogo, a mando do faraó. Ao tomar conhecimento, por parte de um profeta, de que Moisés, ao tornar-se homem, iria usurpar seus poderes e riqueza, o faraó egípcio exige que ele passe por um teste. São apresentadas à criança duas vasilhas, uma com carvão em brasa e outra com ouro. Como Moisés optasse pelo carvão em brasa, o faraó considerou infundada a profecia.

Nos jardins do palácio, visto ao fundo, em segundo plano, o faraó apresenta-se num trono de mármore, coberto por um tapete vermelho. Em seu grupo estão três homens, um dele idoso, e duas mulheres. A que segura o bebê é sua filha. O segundo grupo é composto por nove figuras, dentre elas um soldado. Dois jovens apresentam as vasilhas com ouro e brasas à criança, cujas mãozinhas estão direcionadas para as brasas. Um dos moços observa a criança, enquanto o outro volta os olhos para a mãe. Eles usam calças justas ao corpo, dando destaque à genitália, o que era um costume da época. Gigantescas árvores levantam-se à direita do grupo.

A paisagem, que se descortina ao fundo, é notável, principalmente pela capacidade do pintor em criar artifícios composicionais para mostrar distância entre ela e a cena. Além do palácio, ela também é composta por árvores, rio, estrada e colinas ondulantes. Também é possível notar, à direita, um homem trabalhando na terra e um soldado mais atrás, com sua brilhante armadura e escudo.

Obs.: Presume-se que o grupo central, incluindo os dois jovens, assim como a paisagem, foi pintado por Giorgione, cabendo o restante a seus assistentes, como se pode comprovar pela qualidade do desenho e do colorido.

Ficha técnica
Ano: c. 1505
Técnica: óleo em painel
Dimensões: 89 x 72 cm
Localização: Galleria deglu Uffizi, Florença, Itália

Fontes de pesquisa
A Enciclopédia dos Museus/ Mirador
1000 obras-primas da pintura europeia/ Könemann

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *