Giotto – CRISTO NO LIMBO

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

A composição Cristo no Limbo, também conhecida como Descendo ao Limbo, é uma obra do arquiteto e pintor italiano Giotto de Bondone. Trata-se de um pequeno painel relativo à fase mais madura da carreira do artista. Faz parte da época em que Giotto dirigia um dinâmico estúdio em Florença, na Itália. Ainda existem peritos que atribuem esta obra a seus auxiliares, embora a maioria veja nela a mão do mestre, que contribuiu para o Renascimento italiano.

O limbo, ou lugar do esquecimento, é representado por uma rocha marrom, multifacetada, que ocupa quase toda a tela. De suas entranhas saem labaredas de fogo.  Sobre ela, os demônios torturam os condenados e jogam-nos ao fogo. Na entrada da rocha encontra-se Jesus Cristo arrebanhando as almas boas, ainda que não tenham sido batizadas. Dimas, o Bom Ladrão, com uma bandeira branca com uma cruz vermelha, está à direita do Salvador. Dentre os justos não batizados encontram-se Adão, Eva, Abraão, Davi, Salomão, etc.

Jesus, com suas vestes douradas e uma grande auréola em volta da cabeça, simbolizando a sua divindade, segura a mão de Adão para que ele se levante. À direita, no canto inferior da rocha, um diabo prende um condenado sob seus pés. Os sentenciados encontram-se nus, enquanto os justos estão todos vestidos, o que nos mostra que a nudez era vista como um grande pecado e, portanto, sujeita ao castigo eterno. Outros diabos são vistos judiando de suas atormentadas vítimas.

Ficha técnica
Ano: entre 1302 a 1306
Técnica: têmpera sobre madeira
Dimensões: 45 x 44 cm
Localização: Pinacoteca de Munique, Alemanha

Fontes de pesquisa
Enciclopédia dos Museus/ Mirador
1000 obras-primas da pintura europeia/ Könemann

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *