ÍNDIA – INDIANOS SEDUZEM NA INTERNET

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

indi1

O artigo Índia – Golpe da União com Estrangeiras, que tem por objetivo alertar as mulheres brasileiras contra o “golpe do casamento com indianos”, vem batendo recordes de acesso no blog. O texto tem recebido inúmeros comentários, sem falar naqueles que me são repassados diretamente por e-mail, uma vez que muitas mulheres sentem-se envergonhadas por terem caído no “conto do vigário”. Uma delas chegou a raspar as suas aplicações no banco, para enviar dez mil dólares ao pilantra bom de lábia, e, que se dizia apaixonado por ela, para que comprasse parte do enxoval em seu país, e viesse para o Brasil, onde se casariam. Depois disso nunca mais teve notícias do ladino. Hoje, ela faz tratamento antidepressivo. E não é só no Brasil que isso vem acontecendo, mas em várias partes do mundo. Casos semelhantes são registrados em Portugal, Espanha, Japão, Argentina, etc.

Meus caros leitores, nós podemos ajudar, fazendo com que um grande número de mulheres em tome ciência deste problema que vem se alastrando como erva daninha. Peço aos que participam de redes sociais, que compartilhem os artigos relativos ao assunto. Precisamos desmascarar esses pilantras que usam da boa-fé de mulheres ingênuas e carentes, para roubá-las. Abaixo, posto alguns comentários de leitoras, que se viram envolvidas com os tais “príncipes indianos” e, que deixaram no blog seus relatos:

O mal dessas meninas é nunca acreditarem nas verdades e nos conselhos de quem já viu muito, já ouviu muito e já presenciou muita gente quebrar a cara. (Deby Calcinha)

Eu já sabia um pouco sobre eles. Por pouco não caí em um golpe. Namorei um indiano durante bom tempo, e estava realmente apaixonada, mas ele queria que eu o ajudasse com a “módica” quantia de US$10.000, e fez o maior escândalo quando eu disse não tê-la. Mesmo se tivesse, não daria, apaixonada fiquei mais desajuizada não! (Hellen P. Figueiredo)

Comigo aconteceu algo bem parecido. O indiano, por quem eu estava apaixonada, questionava-me muito sobre quanto era o valor de meu salário aqui no Brasil, se eu tinha conta em banco e o valor que detinha nela. Veio com uma história de que precisava urgentemente de uma quantia de 1.000 dólares, em 15 dias. Em nenhum momento, ele me falava em empréstimo, era para eu lhe dar o dinheiro. Foi daí pra frente que a minha ficha começou a cair. (Dirce)

O meu “gatinho indiano” é engenheiro, de família tradicional, come com as mãos e chupa os dentes. Eu continuo o namoro virtual, mas daí a querer uma vida em comum é outra história. Não daria certo de jeito nenhum. Mas quem quiser pagar para ver, que o faça. Tem gente que não aprende nunca e leva no lombo. As mulheres indianas também são muito sem-vergonha. Elas atacam junto com os maridos, tentando seduzir e obter vantagem em cima das estrangeiras. Já me deparei com dois casais assim. Mas eles eram amadores, a farsa apareceu nas primeiras conversas. Casais mais espertos, mais profissionais são perigosíssimos. (Maura)

Estou me relacionando com um indiano muito mais jovem que eu. Ele tem 27 e eu 47, ele é muçulmano e eu cristã, ele quer se casar comigo e vir para o Brasil. Eu quero até me casar com ele, porém preciso de mais informações, porque a dona do jogo sou eu, e qualquer coisa saio fora. (A.S. Ramos)

Estou muito triste ao ler os relatos. Namoro com um indiano, e sempre soube que era casado. Ele diz que eu decido, se quero morar lá ou aqui, e, que vem ao Brasil para me conhecer, e quer me engravidar logo, para eu ir embora com ele. Mesmo dizendo 1.000 vezes por dia que me ama, eu não confio… apaixonada, mas ajuizada. (Dani)

Conheci um indiano pela internet, e no 3º dia já dizia que me amava e queria se casar comigo. Nas conversas, questionei-o como iríamos nos casar, se as famílias indianas não aceitam casamentos com estrangeiras. Respondeu que as coisas por lá mudaram. E que viria me buscar, conhecer minha família e depois voltávamos para a Índia. É ruim, hein, largar meu país e minha família por causa de um homem desconhecido! Tô fora, antes solteira feliz do que casada infeliz e sem minha família. (Juliana)

Um cara indiano me pediu para adicioná-lo no Facebook, como eu já conheço a fama deles e essa história do golpe, eu ia recusar, mas gostei das postagens sobre artes, e adicionei-o, mas já avisei à figura que não estou procurando namorado. Se vier com segundas intenções eu o excluirei. (Andréa)

Conheci um indiano pelo aplicativo Wechat, que falou todas as lorotas já citadas. Chegou um momento em que me pediu dinheiro para as despesas diárias dele. Eu, na lata, disse que não era nem pai ou mãe dele, e, que tinha lutado muito para conseguir minha estabilidade. Como já disseram, eles mentem por natureza. Ninguém conhece o outro pela internet, nem namorando, com convívio diário se conhece, imagine na internet e ainda mais com um abismo cultural enorme. (Luana Porto)

É impressionante como eles são envolventes, sedutores e falam o que toda mulher quer ouvir. Com apenas uma semana já dizem que amam, só falam em casamento, não vivem mais sem você, chamam o tempo inteiro, parece que não trabalham, não dormem, não comem. Vivem exclusivamente de “amor”. Mesmo estando com o ‘pé no chão’ embarquei nesse jogo de conquistas, mas o pior estava por vir: a informação de que ele era casado com uma brasileira com esquizofrenia. Jurou que isso ia se resolver o mais rápido possível e, que eu esperasse por ele. Resolvi investigar. Descobri que tem uma conta (oculta) no Facebook, um casamento oportunista, pois conheceu a esposa através da internet e veio para o Brasil, e engana a família dela. Quando finalmente fui me retirar dessa confusão, ele mostrou quem era realmente: enlouqueceu, me insultou, humilhou e me ameaçou. Resolvi escrever o meu depoimento para que sirva de exemplo. (Ana)

Estou conversando há um mês com um indiano, via WhatsApp. Ele já quer se casar. E aconteceu o que mais me IMPRESSIONOU… ele me pediu dinheiro, em dólares. Minha “ficha” ainda está caindo, mas juntando os fatos e acontecimentos de uns dias atrás, já havia percebido o que ele realmente queria, e anteontem ele atacou. (Cris)

Os comentários sobre as histórias vividas confundem um pouco; eu namoro um indiano, que quer vir para o Brasil. Agora eu fico com mais dúvidas ainda. (Alice)

A coisa é sinistra, esses caras só querem aprontar e se dar bem. Quanto às moças que vão se casar e o indiano virá viver aqui, cuidado. Alguns vão para a Europa, casam, adquirem a cidadania, divorciam e trazem a família para o país. Esses que topam viver aqui podem estar planejando o mesmo. (Andrea Machado)

O indiano me ligava 24 horas por dia, mandando mensagens no celular e no whatsapp. Era uma rasgação de seda, dizendo “Eu te amo minha namorada e futura esposa, você é minha vida” e um monte de balela. Estava pensando que me enganava. Ele sempre me apressando: “Venha e me leve com você!”. Há alguns dias, mexendo no perfil dele, vi que tem um relacionamento sério. (Luana)

Estou mantendo contato com um jovem indiano, muito amável e doce, além de lindo. Fala coisas interessantíssimas sobre amor… Estou dando corda, porque o tema amor é sempre muito lindo… E o rapaz, assim como os demais ditos acima, fala em vir para o Brasil, casar, trabalhar. Da minha parte, eu jamais deixaria meu país pra ir atrás de algo tão incerto e arriscado. Não deixarei jamais que a ilusão cegue meus olhos e faça com que eu fuja da razão. Todas as informações que li aqui no blog me ajudaram muito e me deram forças pra manter meus pés bem firmes no chão. (Vivielen)

Eu não tenho nenhum namorado indiano, mas tenho diversos amigos indianos no facebook, e eles são assim mesmo. A maioria dos que assediam as mulheres pela internet é casada, e na Índia não existe divórcio. Eles têm dois interesses: sexo e dinheiro. Um deles me disse que era divorciado, que queria vir para o Brasil e se casar comigo. Eu nunca acreditei nele, e, se tivesse acreditado, teria caído do cavalo, porque é casado, e havia mentido pra mim. Percebi desde o começo que levaria um belo golpe, mesmo sem ele me dizer nada. A chance de se conseguir um homem sério na Índia é muito pequena. (Gisleine Dias)

O “meu indiano” sabe usar bem as palavras, principalmente as de amor, tema que sempre toca o coração. As palavras ditas pelo moço são as mesmas que li nos demais relatos: “Eu te amo, você é minha vida, não vivo sem você, nunca conseguirei te esquecer, tentar te esquecer me mataria, quero ser seu para sempre…”. Outro dia, ele me pediu que lhe enviasse uma lembrança minha para estar carregando, um “locket” (medalhão). Quando lhe perguntei o porquê de um medalhão, a resposta foi bem romântica. Porque ficaria bem perto de seu coração… Eu lhe falei que poderia até lhe enviar uma lembrança, mas não seria algo caro. Ele insistiu que tinha de ser o melhor que eu poderia dar, por se tratar de uma lembrança de amor, e citou a palavra “joalheria”. Eu finjo que não estou entendendo nada… Afinal, é amor online, era digital. Posso estar aparentemente demonstrando ser uma donzela seduzida por um príncipe encantado, uma vítima do amor dos contos de fadas modernos…  risos. (Vivih)

Fecho a matéria com o sábio conselho da Vivih:

Nós temos acesso a informações e sabemos que a vida real é bem mais complexa. Deixo aqui uma pequena parte de minha experiência para que sirva de munição a qualquer amiga, que esteja vivendo a mesma experiência. Não se iludam, mantenham-se no controle da situação e não sejam vítimas dessa “laia” que usa de amor e carinho para crescer na vida, sem se importar em arrancar nossos românticos e vulneráveis corações.

91 comentários sobre “ÍNDIA – INDIANOS SEDUZEM NA INTERNET

  1. Malu

    Amigas

    Vou contar uma historia aqui e acreditem se quiser, mas muitos indianos não pedem dinheiro, presentes ou fotos sensuais, estão sendo mais cautelosos, pois a informação que chega até nós também chega até eles.

    Eu conheci um indiano e como todas já sabem, meu caso não foi diferente, pois em duas semanas já me amava e queria casar, se desmanchava em elogios e dizia que viria ao Brasil para casarmos, isso em menos de 1 mês. Enviava vídeos românticos, dizia que morreria se eu o abandonasse… Falava muito que Deus foi quem permitiu nosso encontro… Que vivia uma vida infeliz e sem sentido e só agora descobriu o porquê: eu não estava na vida dele…blá blá blá…

    Lendo tantas histórias fiquei morrendo de medo porque ele estava realmente se programando para vir ao Brasil, tem facebook, vários telefones e eu vasculhei tudo e não encontrei nada de errado, mesmo assim uma voz dentro de mim avisa: perigo, perigo, perigo…

    O cara manda mensagem o dia todo, parece que não dorme, não trabalha … Toda hora liga, manda áudio com declarações, tudo muito fofo, se não fosse pelo detalhe de que só nos conhecemos faz um mês… Hoje bloqueei geral, acho que esse indiano está doido pra casar e morar no Brasil.

    Outra situação curiosa é que eu disse que não quero filhos e ele aceitou. Também falei que não quero casar de imediato e ele aceitou, disse que moramos juntos e quando eu quiser, casamos… Como assim? Indianos aceitar viver amigados? A última mensagem foi de matar: “Sou seu controle remoto, você faz comigo o que quiser e decide por mim”.

    Eles nem precisam pedir nada, mas a real é que o perfil do homem indiano e seus costumes não permitem muitas coisas e se o seu indiano for como esse meu… Corra, passe reto…

    Beijos a todas e fiquem com Deus!

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Malu

      Parabéns por sua sensatez. Alguma coisa existe debaixo de tanta docilidade e servilismo, pois eles não dão ponto sem nó. Algum objetivo escuso aí se encontra, por isso a sua sensação de perigo. Em seu comentário gostaria de salientar uma passagem muito especial que todas as mulheres deveriam levar em conta:

      “Eles nem precisam pedir nada, mas a real é que o perfil do homem indiano e seus costumes não permitem muitas coisas e se o seu indiano for como esse meu… Corra, passe reto…”.

      Concluindo, cada um no seu quadrado (cultura), ainda mais quando existe tanta diferenças culturais.

      Agradeço sua presença e comentário. Volte mais vezes.

      Abraços,

      Lu

      Responder
    2. Mila Ferez

      Malu

      Amiga, corra! Eu até hoje não conheço, infelizmente, um caso que tenha um final feliz…

      Minha amiga casou-se com um indiano e eu fui ao casamento; a cara de infelicidade dela era algo assustador, mas na época nem me atentei a isso.

      Eu me envolvi com dois na minha vida, o primeiro só pensava em sexo 24 horas por dia, bloqueei-o em uma semana, depois me descobriu e me xingou pra caramba e isso porque ele me amava (com uma semana).

      Depois conheci um outro, o cara tinha uma energia depressiva, e eu, por dó, fui tentar ser amiga. Ele me mandava vídeos, mensagens de dia e de noite, um chamego só, até que me pediu $10.000.

      Gente não adianta, não tem como isso dar certo, por favor acreditem nos relatos aqui… nós brasileiras, e até europeias, somos vítimas deles! Não caiam nessa de “sweetheart”. Tudo farinha do mesmo saco! Não se apaixonem pelo virtual e muito menos aceitem ir pra lá! Eles são perigosos! Quando eu neguei dar dinheiro, ele ficou super agressivo… agora imagine se eu tivesse mandado “nudes”, feito sexo virtual, como muitas fazem, ele faria chantagem comigo, como fazem com mulheres que caem na lábia deles.

      A maioria deles é composta por garotos de 20 e poucos anos e mentem que são solteiros, mas eles só se casam com indiana e virgens! Com a gente eles só querem aproveitar e pedir dinheiro, presentes, etc. Eles nos enxergam como uma possibilidade de se darem bem, somente isso, amadas.

      Sorry…. não gostaria de jogar água fria nas “relações” de vocês, mas aqui pra nós, essa gente eu conheço bem.

      Um grande beijo e sorte para todas.

      Responder
      1. Malu

        Mila

        Obrigada! Realmente é muito complicado lidar com essas situações, meu caso é recente, não tive prejuízo financeiro e nem emocional, porém senti medo de me envolver. Tudo muito lindo, palavras maravilhosas e também tudo muito rápido, o que torna também assustador.

        Com certeza muitas mulheres acham que têm controle da situação e que podem sair a qualquer momento dessa situação, mas não é assim, existe a dependência emocional, queremos ouvir um pouco mais dessas palavras carinhosas, queremos sonhar um pouquinho mais, enquanto nosso príncipe verdadeiro não vem… o tempo vai passando, o psicológico sendo bombardeado com tudo aquilo que queremos ouvir e precisamos para melhorar a nossa autoestima. E o que parecia estar sob controle, uma hora vai nos deixar fragilizadas, vulneráveis e tirar a nossa paz…

        Quem acha que essas pessoas servem como passatempo virtual, que não se enganem… Nossos sentimentos são bem complexos, por isso eu saí antes de entrar e não foi por falta de vontade ou curiosidade… fiquei curiosa sim, mas se tem uma coisa que eu dou valor é a minha paz.
        Sorte e paz para nossa vida!

        Um grande beijo,

        Responder
  2. Adriana

    Lu
    Eu estou em um relacionamento já faz 2 meses. Ele nunca perguntou quanto eu ganho e nem pediu dinheiro ainda. A única coisa que pediu foi meu endereço no Brasil, pois queria vir me conhecer. Estava planejando ir pra lá, não só para conhecê-lo, mas pra conhecer a Índia também. Mas depois de tudo que li fiquei com receio. Ainda mais que ele é policial lá. Imagina! Algum conselho por gentileza.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Adriana

      Vejo que é muito inteligente e não se deixará cair no conto do vigário. Meu conselho é que leia os comentários com atenção e fique sempre com um pé atrás. Essa gente não é fácil. Todo cuidado é pouco!

      Abraços,

      Lu

      Responder
    2. Maura

      Adriana

      Eu tinha uma leve vontade de conhecer a Índia mas depois de seguir os vídeos da Banjara Soul https://tabibitosoul.com/ pensar nas horas e no preço da viagem, desisti completamente. A Índia é um país que eu certamente não faço questão alguma de ir. Só caranguejo anda pra trás, eu tenho curiosidade em evoluir, não em regredir.

      O meu último namorado indiano, um engenheiro, bonito, inglês perfeito, gerente do setor de qualidade de uma empresa multinacional, com o qual eu conversei durante mais de 2 anos, quase todos os dias, muitas vezes durante horas (pelo skype, google talk, Mingle2 e emails) me mandou um email dizendo que havia arranjado um emprego novo e melhor, repetiu pela milésima vez que me amava muito e desapareceu para sempre. Nunca mais tive notícias. Todos os 4 números de celulares dele que eu tinha não respondem. Mas eu acho que ele não morreu pois ví uma foto recente dele num dos skypes por onde conversávamos. Ele simplesmente terminou nossa relação sem dizer nada, covarde e fingido que é.

      Acho que todas nós aqui que nos relacionamos com indianos devemos estar preparadas para isso: de uma hora para outra ele pode virar pó, não importa o tempo que passamos juntos, não importa o investimento emocional e financeiro (eu gastei umas micharias em créditos do skype) que fizemos.

      Mas eu não me arrependo não, ele foi um bom amigo à distância durante 2 anos, ouviu os meus desabafos, me aconselhou, inflou o meu ego com as suas palavras de amor. E eu sabia muito bem onde estava pisando graças às informações que a Lu passa para nós aqui neste blog e os comentários das vítimas.

      Responder
      1. Adriana

        Maura
        Obrigada pelos conselhos. Mas a verdade é que não busco nada sério. Só quero curtir pois sou nova ainda. O que me deixou preocupada foi algumas mulheres brasileiras que se casaram com indianos e falaram que alguns deles realmente se apaixonam rápido. Meu medo é acabar fazendo ele sofrer sem motivo tadinho, pois como uma mulher brasileira gosto de ser livre. E já vi que com eles não tem essa.

        Responder
  3. Elis Dayane

    Lu

    Tenho 22 anos, e cheguei aqui por uma pesquisa pois sou muito desconfiada de tudo. Há 2 meses conheci um rapaz indiano em um aplicativo de jogo de xadrez. Trocamos facebook e começamos a nos comunicar pelo messenger. Ele sempre foi muito respeitoso e não se parece muito com as outras descrições lidas, a não ser pela parte romântica e palavras doces. Morou em New Zealand por alguns anos e está retornando para lá ainda este ano. Vasculhei bastante suas redes sociais e não encontrei nada que desabonasse o que ele diz. Ele é bem aberto e muito diferente da cultura indiana, talvez pelo tempo em que morou fora. Sua irmã reside em New Zealand.

    Fico com um pé atrás, pois sinto que estou gostando realmente dele, mas lendo todos os comentários, eu me pergunto se não estou caindo em alguma armadilha. Ele não fala sobre vir ao Brasil (para morar), mas quer me levar para Nova Zelândia. O que me assustou foi o assunto de casamento em menos de 2 semanas, conversando é claro, o romantismo é exagerado. Conversamos bastante sobre nós e nossas famílias, minha família já o conhece e está a par de tudo. Ele perdeu a mãe aos 8 anos e eu conheci seu pai. Atualmente ele vive em Mumbai, longe da família dele que é de Punjabi. Tem um ótimo inglês – o que foi uma das coisas que me fizeram interessar por conversar com ele. Gostaria de uma opinião a respeito, alguma luz. Estou um pouco perdida em tudo isso.

    Desde já, parabenizo pelo blog e textos, começarei a acompanhá-la.

    Abraço,

    Elis

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Elis

      Gostaria muito de dar-lhe esperanças, mas diante de tudo que venho tomando conhecimento, digo-lhe que ponha um pé atrás. Vejo que é uma pessoa inteligente e com um bom nível de estudos. Portanto, não permita que sua razão sucumba sob uma enxurrada de palavras cafonas e melosas, ainda que essas a façam bem. Nas fábulas, os animais sempre levam a pior, justamente pela ingenuidade.

      Amiguinha, você acredita mesmo que uma pessoa possa se apaixonar verdadeiramente por outra, em míseros dois meses, e ainda virtualmente? Só o fato de ele estar se desmanchando em palavras amorosas já é algo para deixá-la com uma pulga atrás da orelha, pois é assim que todos eles agem. Uma homem com boas intenções jamais usaria tal estratagema. Aguardaria um tempo para falar de seu amor. E como sabe que ele mora em Nova Zelândia? Através das palavras dele? O computador aceita tudo. Certo indiano disse para uma garota que vivia no Canadá, e desapareceu, depois de tirar-lhe onze mil reais.

      Você diz que já conhece o pai dele, mas quem lhe garante que seja mesmo? Ali, até as esposas passam por amigas, para ajudarem no golpe. Outra coisa, não vá enfiando sua família nesse “afair”, pois muitos, ao serem desmascarados, usam os familiares para fazerem chantagem. E não mande fotos suas ou vídeos comprometedores, pois servem de material de chantagem. Quase todos falam que perderam a mãe (ou o pai) ainda na infância, como forma de ganhar compaixão.

      Elis, o que você leu nos comentários foi o que as mulheres tiveram coragem de contar em público. O resto foi-me enviado nos bastidores. Não caia nessa, minha amiga. Não busque príncipes onde pululam sapos. Essa gente é muito perigosa e ávida por dinheiro e produtos luxuosos. Este tipo de contato com estrangeiras tem se transformado num grande cartel de golpes. Muitas embaixadas já estão de sobreaviso. As escolhidas são as garotas jovens e as mulheres maduras, pois são mais inesperientes, ingênuas e carentes.

      Minha lindinha, você é ainda muito jovem. Não invista em ilusões, perdendo horas de sono. Dedique-se a seus estudos e ao seu (futuro) trabalho. Ainda terá muito tempo pela frente. Irá conhecer alguém especial dentro de sua cultura.

      Abraços,

      Lu

      Responder
      1. Maura

        Lu
        Mais uma que fiquei sabendo! Veja a notícia:

        “Uma viagem para Índia quase custou a vida de Grace Gianoukas, a divertida Teodora de “Haja coração”. Ela havia feito um tratamento de canal antes de embarcar e contraiu uma bactéria que se alojou em seu coração. Foram três meses no hospital. Explicou ela:

        — Lá não tem saneamento e eu não sabia. Escovava o dente com água da pia. Acabei pegando uma bactéria.

        Responder
        1. LuDiasBH Autor do post

          Maura

          Que bom tê-la por aqui!

          Menina, que horror! Coitada dessa moça. Enquanto isso, os indianos continuam a espalhar lábia.

          Beijos,

          Lu

      2. Elis Dayane

        Lu
        Obrigada pela resposta e atenção. Imaginei que seria algo assim. Não pretendo dar continuidade a nada, existem outras pessoas por aqui mesmo, rsrs. Nunca confio em ninguém facilmente, principalmente alguém virtual que jamais vi pessoalmente.
        Agradeço o alerta!

        Abraços,

        Elis

        Responder
  4. Elisa

    Lu e mulheres!

    Depois que eu me desabafei com você e li os comentários das outras meninas aqui no blog, eu me senti muito mais aliviada e confiante em mim mesma! Fui recontratada para trabalhar em uma fábrica (sou química) e em um mês já perdi 4 kg. Estou muito feliz!

    Eu estava de boa aqui na net, ontem, e eis que o dito cujo atacou novamente… Me mandou um email, cheio de fotos dele com a tal engenheira na Índia, e falando um monte de coisas, que ela é maravilhosa, que se amam e estão de casamento marcado, que ela é a melhor pessoa do mundo e só me detonando, dizendo que eu poderia estar no lugar dela (credo!), e que ela era diferente em tudo de mim, enfim um monte de elogios rasgados a uma cidadã que ele acabou de conhecer pessoalmente.

    Percebam meninas, todos esses galanteios são farsas, aí está o alerta. Desconfiem! Há cerca de um mês, havia mil elogios para a minha pessoa e agora só maus-tratos. Eu havia caído feito uma patinha há anos e não sabia. O falso na história é ele, assim como a maioria dos indianos! Eles não amam, só querem sacanagem. Ele vê na mulher uma “mina de ouro” literalmente, o que foi o meu caso. Hoje eu entendo porque ele falava que o “coração” dela era de ouro… Apaguei e o bloqueei do meu email! Relacionamento pra mim agora vai ter que ser o do “olho no olho”, ao vivo e a cores e com quem me mereça!

    Não dependemos de homem, somos mulheres auto-suficientes, trabalhamos para pagar nossas contas e não pra ser porta de entrada de vagabundos estrangeiros! Enquanto isso estou em cima do salto, maquiada e de bem comigo e com a vida.

    Abraços a todas!

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Elisa

      Parabéns por sua atitude. É assim mesmo que se faz. Há uma quadrilha de pilantras em países como a Índia que tem por objetivo dar golpes em mulheres ingênuas e carentes. Mulheres com alta autoestima não necessitam desses babacas. E jamais caem nesse conto do vigário já tão conhecido.

      Contou-me uma garota que “namorou” um desses tais durante três meses e ficaram noivos. E ele, alegando vir para o Brasil casar-se com ela, disse estar depositando 200 mil euros na conta dela para o casamento e o enxoval, mas, para que o dinheiro pudesse entrar no nosso país, ela teria que pagar dez mil reais à alfândega indiana, coisa que ele não podia fazer, pois não tinha tal moeda (como se lá não houvesse casa de câmbio, existente em qualquer lugar do mundo). Mandou a número da conta (dele, é claro) da alfândega para onde ela deveria enviar o dinheiro o mais rápido possível. Através deste nosso espaço, essa garota já tinha lido sobre os vários golpes, e acabou caindo fora da “relação”. Descobriu depois outros perfis do moço, com os quais também dava golpes.

      Todo cuidadeo com esses canalhas ainda é pouco.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  5. Juliana

    Lu

    Diante de tantos relatos, quero deixar o meu para que sirva de alerta para todas as mulheres que ainda acreditam no que esses caras falam, pois, no no meu caso, fui logo ler alguns blogues e já estava bem esperta, rsrs..

    Em maio eu entrei em um app de jogo chamado “quizup”, (acho bom todas saberem que indianos, paquistaneses e egípcios estão usando esse aplicativo para aplicar vários golpes), e logo um indiano me adicionou. E eu, como sou curiosa e já estava vacinada, fui conversar para saber o que esse cidadão queria. Como sempre, veio com aquela conversa mole, perguntando onde eu morava, o que fazia, com quem morava, idade e se eu era casada, enfim, eram as mesmas “lorotas”de sempre. Todos os dias me mandava mensagens de bom-dia, cartões cheios de coração,e logo me pediu o whatsapp, mas eu sempre dizendo que só daria meu telefone quando eu o conhecesse direito, porque tinha medo… Só enrolando o bobo.

    Até que ele disse que me amava, que eu tinha bom coração e que queria casar-se comigo, e eu disse: “ok!então mude e pare de adicionar mulheres, o que ele.” Eu comecei a questioná-lo sobre como faria pata nos conhecermos e ele disse que viria ao Brasil conhecer minha família e depois eu iria conhecer a dele. Perguntei sobre o casamento, e ele disse que nós iríamos escolher onde morar, e que se fosse na Índia, eu teria que morar na casa da mãe ele, pois ele era filho único. Mas depois descobri, através de outra mulher com quem ele conversava, que tem irmãs. Perguntei se eu poderia morar no Brasil, mesmo depois de casada, e ele na Índia até terminar meus estudos, ele disse que sim e que faria tudo pelo nosso amor, rsrsrs…

    Hoje percebo, diante de tantas histórias, que o tal indiano só tramava um golpe. Entrei no perfil dele e vi que continua conversando e enganando mulheres de várias nacionalidades. Fica o alerta! O nome do cara é Raja, diz que mora em Mumbai, e que é médico residente em UTI.

    Obrigada pelo espaço,Lu!

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Juliana

      As pessoas que buscam informações nunca caem numa esparrela, pois estão sempre à frente dos espertalhões. Você agiu muito bem, ao munir-se de todas as armas possíveis, para não vir a sofrer por alguém fantasioso, que só queria levar vantagens. Se certas mulheres tivessem a sua perspicácia, estariam livres de muitos aborrecimentos, e jamais seriam enganadas. Parabéns!

      Amiguinha, o seu relato foi muito importante, pois servirá de alerta para aquelas que aqui vêm buscar informação sobre esses tais. Eles realmente estão, virtualmente, em todas as partes do mundo, aplicando seus golpes, abusando das tolas e ingênuas. E pior, há blogues que dão a maior força para que as mulheres continuem a cair na esparrela.

      Ju, continue a escrever, contando mais lances, para que todas as mulheres fiquem alertas. Agradeço sua visita e comentário. Volte sempre! Você errou ao colocar seu e-mail. Conserte-o da próxima vez.

      Abraços,

      Lu

      Responder
    2. Mila Ferez

      Juliana

      Eu já deixei uns 4 relatos aqui sobre essa gente! Eu conheço a raça… Pra se livrar deles é fácil e rápido, não façam o que eles pedem! Não mandem fotos e não dêem a mínima! Eles ficam com tanta raiva que com 3 dias somem. Não sejam carentes, mostrem autoestima, e eles perdem rapidinho o interesse, pois sabem que de vocês eles não terão nada. A carência é perigosa nesses casos, sem a pessoa perceber, ela vira vítima deles! Houve um que queria mandar a foto do pênis dele, dizendo que média 8 cm, eu ri muito de tal idiotice. Esses caras não têm um pingo de vergonha na cara, realmente usam muita encanação com relação ao tamanho do piupiu deles, ficam o tempo todo querendo mostrar. A grande maioria é pervertida e não respeita mulher nenhuma. Não faça amizades com eles na net. É tudo golpe, ninguém em estado normal ama alguém e quer casar em 3 dias.

      Beijos e boa sorte!

      Responder
      1. Márcia

        Mila Ferez

        Pior foi um que me disse que era médico e que tinha 26 anos. Quando olhei no facebook dele e fiz as contas, ele deve ser muito mais velho e até casado, porque ninguém entra em medicina com 13 anos, kkk. Sendo que lá está escrito que ele está formado desde 2010.

        Responder
    3. Liana

      Juliana

      Só rindo para não chorar, pois esses caras são “cara dura” mesmo. Nem te conhecem e já se dizem loucos de amor, cheios de saudade, rsrs… Tudo mentira! De todas as mulheres pesquisassem antes de se envolver, com certeza muitas não estariam chorando e até depressivas pelo mundo afora.
      Eles estão dando golpes em vários países. O que acontece é que em muitos deles, as mulheres já estão espertas. Menina, você ia querer morar com a mãe dele? E casar para morar separado? Eles NUNCA aceitariam isso, Juliana, pois são machistas e possessivos. O que me parece é que ele quer é casar com uma estrangeira para sair da Índia e das condições em que vive e depois te dar um “pé no traseiro”. Eu, na minha época de carência, já fui noiva de um que me enrolou até conseguir o que queria. Hoje eu não quero amizade com nenhum deles.

      Outra questão que fico reparando. Aqui no Brasil os médicos estudam e trabalham tanto que quase não têm tempo para nada. Gostaria de saber como é a medicina na Índia, pois os caras que se dizem “médicos” ficam o dia e a noite toda, e quase nem dormem, em jogos, sites de bate-papo, procurando mulheres… A mulherada precisa ficar alerta.

      Abraço!

      Responder
  6. Elisa

    Lu,

    Você está certa. Esses safados se aproveitam da nossa fragilidade para nos manipular emocionalmente. Pior que essa engenheira existe sim… Ela tem Facebook e também o escritório dela tem uma página lá. Pelo que vi, ela é solteira, quase chegando nos 40 e pelos comentários dela no face, o maior sonho dela é ser mãe (presa fácil pra esse tipo de gente). Com certeza o safado encheu a cabeça dela de promessas…

    Enfim, Lu, obrigada por conversar comigo. Moro sozinha, não tenho com quem dividir essa história e também nem todos me entenderiam.

    Meninas lá vai um conselho, repetido aqui inúmeras vezes: NÃO INICIEM UMA CONVERSA COM UM INDIANO. Eles são extremamente chantagistas.

    Um beijo, Lu!

    Elisa

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Elisa

      Estou orgulhosa de você! Vejo que irá dar a volta por cima na maior facilidade, aumentando a sua autoestima. Hoje li uma frase linda do Dalai-Lama que diz mais ou menos assim: “Devemos agradecer a Deus quando nossos desejos não acontecem, pois Ele está nos livrando de um grande mal que deles resultariam lá na frente.”. Venha dividir conosco todas as suas histórias. Juntos, seremos fortes. O site também possui outros assuntos. Será uma honra tê-la conosco, doce Elisa.

      Amiguinha, a tal engenheira, ou está fazendo ora com a cara dele, ou nunca foi engenheira… Quem lhe garante que a página do escritório seja verdadeira? Há tanta mentira e jogos sujos na internet… E saiba que você não está mais sozinha, pois acabou de encontrar um monte de amigos aqui.

      Beijos,

      Lu

      Responder
  7. Elisa

    Lu!

    Estou sofrendo muito por causa de um indiano. Eu o conheço faz mais de 8 anos e as doces palavras dele me incentivavam que eu era bonita, inteligente… Pretendíamos nos casar e tudo mais. Mas ele começou a me “stalkear” nas redes sociais e não parava de me ligar. Quando eu dei um basta, ele disse que iria se casar. Eu dei de ombros. Disse que se casou por minha culpa, porque eu o rejeitei e continuou a dar em cima de mim. Como ele me perseguia dia e noite, menti que era casada. Agora ele voltou a ser meu amigo, ainda dizendo as mesmas palavras doces. Mas elas não surtiram mais efeito para minha pessoa. Cada vez que ele falava eu me sentia mal.

    Descobri que uma engenheira brasileira que está indo para a Índia para encontrá-lo. Aínda sofro por esse infeliz, estou fragilizada e com depressão… Ele me disse que ela é melhor em tudo, mas menos que bonita do que eu, mas que isso não importava porque o coração dela é de ouro e melhor que todos. Estou muito deprimida.

    Beijos

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Elisa

      Você é apenas mais uma das brasileiras a cairem no golpe dessa gente. Ao ler os comentários, deve ter visto que não é a única. Infelizmente, apesar de vivermos no século XXI, quando as brasileiras vêm se libertando do machismo de então, ainda haja mulheres que se deixam enganar por esses sapos desencantados. Mas não fique triste, pois eles têm feito isso em várias partes do mundo, não sendo bem-vindos em vários deles. Tenho notícias de tais golpes até mesmo no Japão.

      Amiguinha, não se deixe abater por traste desse. Tenha a certeza de que nem mesmo existe essa engenheira. Eles são conhecidos como loroteiros, ou seja, grandes mentirosos. Ele criou tal engenheira apenas para provocar ciúme em você. Jamais uma engenheira cairia no conto do vigário. Outro coisa, esse cara já é casado há muito tempo, pois os indianos casam-se muito cedo com a mulher escolhida pela família, que não gosta de estrangeiras. No seu caso, deveria estar agradecendo por ter se livrado desse sujeito. Não perca seu tempo com gente dessa espécie, menina, cuja cultura é muito diferente da nossa.

      Elisa, levante a sua autoestima. Você não precisa de palavras doces e nem melosas para saber quem é. Quem sabe se é bonita e inteligente é você mesma. Não ponha sua vida nas mãos de ninguém. Pare de acreditar em bobagens. Preencha sua vida com coisas que valham a pena. Há tantos cursos via internet. E aproveite para ler os comentários aqui, para saber melhor com quem está lidando. Dizem que agora também há egípcios, paquistaneses, afegãos e sauditas aplicando o mesmo golpe. Todo cuidado é pouco.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  8. Elisangela Prestes

    Lu

    Eu conheci um indiano no Facebook e é desse jeito mesmo, no segundo dia eles ja falam que amam a pessoa, pois mentem muito. Ele nunca me pediu dinheiro, mas engana muitas mulheres brasileiras, falando que as ama, e muitas acabam ficando depressivas. Eu tive contato com ele por um ano e isso me fez muito mal, acho que é maluco. Mulherada, fique esperta com esses indianos safados.

    O nome dele é Ahmad Traffic, mas pra mim ele deve ser casado, e seu nome é falso.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Elisângela

      Vejo que você já está vacinada contra esses interesseiros, pois já passou por uma experiência ruim, deixando-a muito mal. Espero que todas leiam o seu alerta. Agradeço a sua visita e o seu comentário. Indique este espaço para quem está passando por um relacionamento com esse tipo de gente.

      Abraços,

      Lu

      Responder
    2. Mila ferez

      Elisângela Prestes

      Eu deixei alguns relatos nesta semana sobre o contato que eu tive com um indiano (muito sem vergonha). O curioso é que eu tenho um amigo indiano que nunca me deu trabalho, sempre me respeitou, nunca foi inconveniente, mas foi por eu ter curtido uma foto desse meu amigo que surgiu esse indiano estranho e tarado! Na verdade, ele se aproximou de mim numa boa, com aquelas histórias furadas típicas deles mesmo, o problema ocorreu quando me achou no Instagram e viu uma foto minha de biquíni. Era uma foto tão normal, onde só aparecia a parte de cima num biquíni comportadissimo! Esse cara mudou da água pro vinho, não parava de me ligar, mandando mensagens, falava um monte de depravação, dizendo que se masturbava o dia inteiro, que viria ao Brasil pra perder a virgindade comigo.

      Ele tem 22 anos, mora em Kerala, acabou de se formar, e como na Índia não podem nem encostar em uma mulher sem antes casar, veem em nós ocidentais uma oportunidade de fazer o que querem! Para a maioria deles, nós não passamos de prostitutas! Eu me senti muito ofendida, porque além de não ter dado liberdade pra esse canalha, eu fui clara que só queria conhecer melhor a cultura deles, pois viajaria pra Índia um dia, mas depois dos últimos acontecimentos e várias informações que tive sobre o comportamento dos indiano, perdi completamente a vontade de ter um contato maior! Eu que adoro fazer amizades novas desisti de conhecê-los melhor, não vale a pena, pois pra eles não tem como uma mulher ser amiga do homem. Eles só querem SEXO e nada mais.

      Mulheres amigas, não se iludam, eu conheço a raça, tenho uma pessoa próxima que se casou com um, e é uma luta diária. No meu caso eu me livrei dele rápido, bloqueei-o em tudo. Eles agem sempre igual, a princípio são educados, mas com 3 dias “te amam” e querem trancar pela webcam! Nunca façam isso, mulheres, pois eles podem usar isso contra vocês, fazendo chantagem. Eu sei que é triste, muitas mulheres ficam anos nessa, mas é pura perda de tempo. Se é pra falar com homem safado, que seja brasileiro, pelo menos, o idioma é mais fácil…

      Beijos

      Responder
      1. Elisangela Prestes

        Mila Ferez

        Tudo o que você falou sobre os homens da Índia é verdade, só que esse que eu tive contato por um ano nunca falava direito da vida dele pra mim. Só ficava me mandando fotos e falando que me amava. Só que eu percebi que ele engana muitas mulheres, e o pior disso tudo que a maioria delas acredita no que esses indianos falam, ficando até depressivas. Eles não t^wm coração. Tudo indica que só querem dar golpes em quem cair na deles, pois sabem iludir muito rápido …

        Responder
        1. Mila Ferez

          Minha querida, eles são assim mesmo, desde pequenos aprendem que mulheres são objetos, (até mesmo com as indianas, quem dirá as estrangeiras), 80% dos indianos desrespeitam as estrangeiras, sei de vários casos de mulheres que foram totalmente desrespeitadas. Infelizmente nós brasileiras sonhamos com príncipes, e esses caras se aproveitam do nosso romantismo. Existem brasileiros assim também aos montes, por isso a ilusão de que homens estrangeiros (principalmente indianos) são bons partidos… Esqueça, amiga, eles não são mesmo! Esse cara que eu conheci não fugia à regra, no segundo dia me amava e queria vir para o Brasil perder a virgindade comigo (risos), ele com 22 anos já deveria estar casado ou prestes a se casar, mas só falava em sexo, não dormia, parecia um maníaco sexual. Foi uma grande decepção pra mim, pois queria ser apenas uma amiga e praticar o inglês! Pra você ver como eles são espertos, quando não dominam o inglês ou o português, rapidinho eles conversam pelo tradutor, ou seja amiga, eles estão sempre prontos pra dar os golpes deles em todos os idiomas. Não fique triste por essa decepção, infelizmente não seremos as únicas, por isso, passe pra frente sua experiência!

          Boa sorte, linda!

  9. Mila Ferez

    Lu
    Eu sempre tive fascínio pela Índia, por isso muitas vezes acabamos por nos aproximar de um indiano pelo simples fato de sabermos dos costumes. Curti uma foto no Instagram de um amigo indiano, para que um garoto entrasse em contato comigo, perguntando de onde eu era e aquele bla bla todos já conhecem. Ele, com 5 minutos de conversa já me amava, e queria me conhecer! Logo de cara disse que era casada e mesmo assim ele não parava de me procurar. Achei esquisito demais! O cara não dormia, um dia me mandou mensagem às 5:00, achei DOENTIO…. Acionei meu alerta vermelho e não deu outra!

    Pelo Instagram, ele viu minhas fotos, inclusive umas em que eu estava na praia, e pirou, parecia um pervertido. Fiquei chocada com as propostas que me fazia! Teve a coragem de dizer que viria para o Brasil e ficaria uma semana só pra perder a virgindade comigo. Só que pelas besteiras insanas que ele dizia, jamais seria virgem! Fiquei horrorizada, falava de sexo 24 horas por dia, dizia que se masturbava o dia inteiro pensando em mim. Depois começou a ficar possessivo, fazendo tantas perguntas indiscretas, que tive que bloqueá-lo em tudo.

    Mulheres, pelo amor de Deus, fujam desses caras, eles não estão nem aí se vão prejudicar sua vida! Mesmo eu dizendo que não queria nada com ele, esse cara me encheu o saco! Cuidado! Detalhe: tudo isso aconteceu por uma semana, imagina essas mulheres que se entregam! Parem!

    Beijos e boa sorte!

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Mila

      Esses caras são mesmo muito abusados, sem nenhum respeito pelas mulheres, nativas ou estrangeiras. Julgam que as brasileiras sejam prostitutas em busca de homens, ainda que virtuais. O mais triste é saber que brasileiras ainda caem nessas ciladas, principalmente adolescentes e mulheres mais maduras. Ainda que a carência seja muita, o sofrimento que virá depois não compensa as mentiras ouvidas. E algumas, tolas que são, ainda mandam fotos ou vídeos comprometedores, que depois servem de chantagem. Muitas me escrevem (via e-mail) falando a respeito. Eu lhes indico a PF (polícia federal).

      O que você deixou aqui escrito é muito importante para abrir o olho das mulheres ingênuas, que buscam um príncipe encantado, mas depois se veem nas mãos de um fajuto “sapo estrangeiro”, sempre pronto a aplicar um golpe. Há casos em que, mesmo mulheres casadas, ficam a noite toda conversando com gente desse tipo. Como o fuso horário é diferente, elas acabam perdendo noites e noites de sono. Agradeço muito a sua visita e comentário. Continue em contato conosco. Ajude-nos a abrir os olhos de nossas tolas.

      Abraços,

      Lu

      Responder
      1. Mila Ferez

        Lu

        Eu li todos os relatos, fiquei impressionada, e me esqueci de dizer que tenho uma pessoa próxima que conheceu o marido pela internet, ela se casou com ele na Índia e vieram pro Brasil fazer o casamento ao estilo deles! Mas confesso que eu senti essa minha conhecida um tanto triste e desanimada, receio que ele e a família já estavam de olho nos bens dela, visto que é uma pessoa de boas posses. Na época nem me toquei, mas hoje em dia, sabendo como eles são, acho que ela entrou numa fria! Que triste meu Deus!

        Mulheres fujam desses homens que se dizem muito apaixonados logo de cara… Isso não existe!

        Beijos

        Responder
        1. LuDiasBH Autor do post

          Mila

          É de dar dó o passo dado por essa sua amiga. Nâo resta dúvida de que suas posses encheram os olhos do dito e da família. A maioria daquela gente é muito materialista. Na Índia, o tão propalado espiritualismo não passa de propaganda para atrair turistas. Além do mais, nossa cultura é muito diferente da que vigora lá. Não vale a pena tanto sacrifício.

          Abraços,

          Lu

  10. Gecely Mileny

    Tenho 17 anos e conheci um indiano no Instagram. Conversamos por 1 mês, e me apaixonei por ele e ele por mim. Hoje já faz 4 meses que estamos namorando, e 3 meses atrás conheci o irmão dele que vive aqui no Brasil, e quer fazer de tudo para nos ajudar. Diariamente falo com ele por SMS ou ligação de vídeo. Os amigos dele, as irmãs e a mãe dele apoiam nossa relação. Ele quer muito vir pra cá, mas não sabemos como trazê-lo.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Gecely

      Você ainda é uma garotinha prestes a entrar no mundo dos adultos que, por sinal, é muito complicado. Portanto, minha amiguinha, vá devargar com esse seu encantamento, pois nessa idade, o mundo não se apresenta para nós como de fato é. Tenho muito medo de que venha a ter muitas decepções ainda tão jovem. Com 17 aninhos você deveria estar namorando seus coleguinhas de escola, conhecidos do bairro em que mora, etc. Você não tem ideia dos transtornos que essas pessoas que namoram virtualmente, principalmente estrangeiros, vêm trazendo para adolescentes e mulheres mais velhas, que normalmente são muito carentes. Há, inclusive, preocupações por parte das embaixadas e PF, pois não são poucos os golpes aplicados. Você já conversou com seus pais sobre isso? O que eles acharam? Não acha que nesta idade deveria estar estudando, sem preocupação com namoro, mas voltada para seu futuro? Não vou lhe falar acerca dos golpes, pois poderá ler sobre isso nos comentários. Apenas lhe peço para não enviar dinheiro (ou qualquer outra coisa) ou receber em hipótese alguma. Há casos até de envolvimento com tráfico de drogas. Todo cuidado é pouco. Lembre-se de que você tem uma vida pela frente para encontrar um homem especial. Muito cuidado com “sapos encantados”.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  11. Maria

    Lu
    Conheço um indiano há pouco tempo. Ele tem as carcterísticas de ser bem romântico. Já lhe disse que eu não vou me iludir, que quem vai se iludir será ele falando essas baboseiras. Ele gosta de saber de meu dia a dia e das comidas aqui no Brasil. Ele não tem chances de se mostrar interesseiro comigo, porque sou pobre mesmo. Mas cá entre nós, os brasileiros são bem interesseiros também. Só de perguntar o que seu pai tem e quanto você ganha, a pessoa já demonstra interesse. Um cara que eu tive um pequeno relacionamento veio me falar de sua alta dívida na última vez que nos vimos. Se eu tivesse falado assim: eu te arrumo o dinheiro, poderíamos estar juntos, mas sendo ainda mal tratada pelo ogro. Me livrei de uma… A pessoa que não precisa do dinheiro dos outros para manter um relacionamento ou sua pópria vida, não vai precisar saber da vida econômica dos outros. Cada dia que passa eu tenho certeza que eu mereço a mim própria e mais ninguém, que só sabe me atrapalhar. A gente tem que saber se amar e estar feliz com a própria companhia, ter a aceitação de que é possível ter satisfação pessoal com a própria realidade e mesmo sendo sozinha.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Maria

      Você tem toda a razão ao dizer que é fundamental que sintamos bem em nossa própria companhia. Buscar a própria felicidade em quem quer que seja é o mesmo que se preparar para ser eternamente infeliz. Há muita sabedoria em suas palavras: “A gente tem que saber se amar e estar feliz com a própria companhia, ter a aceitação de que é possível ter satisfação pessoal com a própria realidade e mesmo sendo sozinha.”.

      Quanto ao “interesse” mostrado por esses pilantras estrangeiros, em especial indianos, o perigo reside na capacidade que eles têm em enganar adolescentes e mulheres mais maduras. Quanto aos nossos conterrâneos “interesseiros” nós os conhecemos de perto, olho no olho, sendo bem mais fácil mandá-los plantar batata. Portanto, todo cuidado é pouco com os “sapos” indianos, pois são formados em lábia. Veja o comentário de uma mulher, 20 anos mais velha do que o cara indiano, que está confiante de que ele se encontra apaixonado por ela. É aí que mora o perigo. São essas as melhores presas.

      Amiguinha, obrigada pela visita e comentário. Volte mais vezes. Venha nos ajudar a impedir que mais mulheres caiam nos golpes armados por essa gente.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  12. Lucilene Guimarães

    Amigas
    Parem de acreditar nesses indianos safados, pois mulher que presta pra eles são só as indianas. Eles dizem que estrangeiras são prostitutas. A prova disso é que pedem vídeos e fotos e depois mentem dizendo que querem se casar. Eles não prestam, são falsos. Eu estava com um indiano e descobri que ele tem vários perfis e só adiciona adolescentes. Os caras inventam as maiores mentiras, fazem chantagem, dramas e são criativos em enganar mulheres. Estou cansada de ser vitima desses caras. Eles têm fuso horário diferente do nosso, o que dá a umpressão de que não dormem. Alguns até chegam a não dormir, aplicando golpes em mulheres. E quanto às esposas deles, elas também são safadas e até ajudam nos golpes em estrangeiras.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Lucilene

      Você tem toda a razão quanto a esses caras. Que as mulheres levam a sério os relatos feitos aqui, inclusive o seu, e mandem esses pilantras plantar arroz. Não dá mais para levar esses malandros a sério. Chega de ingenuidade e passar por trouxas.

      Agradeço o seu comentário. Volte sempre.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  13. Cristianny Peixoto

    Existe um indiano que todos os dias me liga, mas nunca me pergunta nada sobre a minha vida, só quer saber se sou casada. Eu lhe disse que estava em processo de divórcio. Conversa vem conversa vai, depois de um mês, ele começou a me ligar por vídeo. Ele vive falando que me ama e que quer casar comigo e pra eu ir à Índia.

    Ele é lindo e muito romântico. Perguntou-me se tenho filho, eu falei que sim, e mesmo assim ele quer se casar comigo. Eu até gosto do papo e do interesse dele, o que eu acho estranho é que sempre ele fala no quarto sozinho, em voz baixa. Ele me mostrou onde ele trabalha, vende roupas. Eu estou ficando preocupada, porque o tempo todo só fala de casamento, mesmo eu falando que não quero casar. Ele fica ameaçando que vai se matar, se eu não casar com ele, pois não não teria porque viver.

    Eu o bloquei por 6 vezes e ele fez 6 fecebook só pra me mandar mensagem. Não sei como conseguiu o meu número. Ele me ligou chorando dizendo que iria se matar eu fiquei com medo. Noutro dia, eu fiz o fecebook falso e mandei solicitação pra ele que logo aceitou. Comecei a perguntar se ele era casado, disse que tem alguém que ama muito e que pretende casar com ela. Comecei a dar encima dele que me deu um fora, e em seguida me mandou uma mensagem no watsapp falando sobre a conversa. Dei uma de ciumenta e quis pular fora de novo. Ele me ligou por vídeo e na minha frente fez um corte na mão, como prova de amor. Fiquei mais assustada. O cara é lindo, tem 30 anos eu tenho 29 anos, divorciada há 3 anos. Não sou burra em sair do meu país com um filho pra ir atrás dele. Vou tirar um barato e ver até onde ele vai, mas que ele é bom de lábia isso é. Mas mesmo que fosse verdade eu nuca iria casar com um homem que conheci pela Internet, e por a minha vida e a do meu filho em risco. Vendo esses comentários de pessoas que caíram no golpe fico mais arisca.

    Obrigada, Lu, por abrir a nossa mente.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Cristianny

      Estou rindo muito de sua história. Esses pilantras não têm limites. Imagine cortar a mão como prova de amor. Mas acredite, isso não passou de um truque. Peça ao seu indiano para ver a mão dele cortada. Mercurocromo pode ajudar nos efeitos especiais… risos. E, se quer ficar livre dele, basta lhe enviar dinheiro ou um presente em ouro. Aí ele vira éter, pois partirá em busca de outra para aplicar novo golpe. Poderá ver isso através dos comentários. Outra coisa, um homem não chega aos 30 anos na Índia, sem ter se casado. Ele é casadinho, minha amiguinha, e é por isso que fala baixinho, embora, muitas vezes, as esposas ajudem no golpe, passando por primas, irmãs ou amigas. Ali tudo é possível.

      Quando ele disser que vai se matar, diga que sim… risos… e logo verá que o moço continua vivinho no dia seguinte. Tudo é conversa fiada para boi dormir. Não caia nessa. Não passe por babaca. Os indianos são preconceituosos e só se casam com mulheres virgens. Dizem que somos “prostitutas”. Sem falar que suas famílias exigem o dote. Quanto ao trote que tentou passar nele, ele já sabia que era você, do mesmo jeito que descobriu seu número.

      Cris, essa gente fala a mesma coisa para todas as mulheres. A PF está cheia de garotas e mulheres maduras reclamando que sofreram um golpe. Você ainda é muito jovem, deixe esse babaca para lá e arranje alguém especial em seu país. Não perca seu tempo. Ele está se preparando para lhe dar o bote e desaparecer. Ninguém ama o que não conhece. Até mesmo o serviço dele pode ser uma mentira. O cara pode tirar foto onde quiser e dizer que trabalha ali. Olho vivo, menina. Indico-lhe o blog INDIAGESTÃO, feito por uma brasileira que mora na Índia, para que conheça a realidade.

      Um grande abraço,

      Lu

      Responder
      1. Cristianny Peixoto

        Muito obrigada, Lu, você falou exatamente o que eu pensei. Vou sair o mais rápido possível deste relacionamento.

        Responder
        1. LuDiasBH Autor do post

          Cristianny

          Percebo que você é uma garota muito inteligente. Parabéns!

          Lu

        2. LuDiasBH Autor do post

          Cristianny

          Vejo que você é uma garota inteligente. Parabéns pela tomada de atitude.

          Abraços,

          Lu

  14. Mony

    Acorda, mulherada!
    Moro na India há 8 anos e 99% dos indianos são pilantras, ou são caras casados atrás de sexo ou dinheiro, ou jovens que querem ter sua “despedida de solteiro” com mulheres mais velhas. Então eles se casam com uma moça novinha e virgem. É isso!

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Mony

      É muito bom que essas mulheres maduras e adolescentes leiam o que você acabou de escrever. E olhe que não se trata de alerta por parte do blog ou de alguém que nunca esteve na Índia. O sobreaviso vem de uma pessoa sábia, que vive nesse país há oito anos, com tempo de sombra para conhecer seu povo e sua cultura. Se essas mulheres caírem nos golpes,elas o fazem conscientes, e jamais poderão chorar o leite derramado.

      Amiguinha, agradeço a sua visita e comentário. Será sempre um prazer recebê-la aqui. Continue nos ajudando a mostrar a realidade do mito do “príncipe indiano”, que depois vira sapo.

      Beijos,

      Lu

      Responder
        1. LuDiasBH Autor do post

          Mony

          Agradeço muitíssimo a sua participação. Volte mais vezes.

          Abraços,

          Lu

  15. Mari Neuza

    Há 3 meses falo com um indiano, que diz que me ama, que me quer, que nao quer meu corpo e que quer casar comigo. Pede para eu ir embora para a India. Nesses últimos dias me falou que sua famlia iria trazer uma noiva para ele, é é para eu ir logo para a India, antes que isso aconteça. Ele fala que devido à sua idade (24) ele tem que casar.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Mari

      Aqui neste blog você poderá ler os comentários de inúmeras mulheres que foram enganadas, roubadas e trapaceadas por tipos como esse. Ninguém ama quem não conhece, não passando isso de uma mera ilusão. Querer uma mulher é querê-la por inteiro, o corpo faz parte do todo, portanto, essa de dizer que “não quer o corpo” é balela, um meio de mostrar-se diferente. Caso vá para a Índia, ele lhe tomará todos os tostões que levar, tendo você que mendigar para voltar. Isso já aconteceu com muitas mulheres. E essa de falar que ama sua vítima é uma conversa velha dessa gente, não havendo um só deles que não diga a mesma coisa. Menina, tome juízo, veja os exemplos aqui no blog, não caia nessa. O amor demanda convivência, olhos nos olhos, conhecimento de qualidades e defeitos. Logo, ele estará a perdir-lhe dinheiro para fugir de lá e vir para o Brasil…risos. Só que, uma vez tendo recebido o deinheiro, você nunca mais ouvirá falar dele. Gostaria também que conhecesse um blog chamado INDIAGESTÃO.

      Estou torcendo para que você, Mari, deixe o mundo da fantasia e assuma a vida real, e encontre um brasileiro que a torne muito feliz.

      Abraços,

      Lu

      Responder
      1. Rita de Cassia

        Oi, Lu!
        Estava aqui lendo alguns comentários sobre indianos. Estou chocada, perplexa, sem palavras. Gostaria muito de conversar um pouco mais com você.
        Porque apesar de todas as histórias serem parecidas, a minha também se identifica em parte. Eu gostaria de compartilhar com você e ouvir sua opinião, para saber se posso ter alguma esperança, ou se sou só mais uma escolhida para algum tipo de golpe! Tudo isso me deixou muito confusa, intrigada, indecisa. Por favor, me dê uma resposta ou me passe seu face se possível. Obrigada!

        Responder
        1. LuDiasBH Autor do post

          Rita de Cássia

          É realmente de deixar qualquer um perplexo o fato de ver o quanto tais indivíduos são uns espertalhões. Você poderá deixar a sua história aqui no blog, para que outras pessoas participem, pois muitas delas sofreram golpes. Não faço parte de nenhuma rede social, pois o trabalho aqui no site é muito grande.

          Agradeço a sua visita e comentário. Aguardo sua história.

          Abraços,

          Lu

        2. Rita de Cassia

          Oi, Lu!

          Estou imensamente agradecida por sua resposta tão rápida! E realmente concordo que devo compartilhar aqui minha história, é que ouvi tanta coisa negativa que tive um certo receio com as críticas. Mas como diz o ditado, toda regra tem sua exceção.

          Estou conversando com um indiano que conheci num site de bate-papo, que entrei por acaso pra ver como funcionava. Lembro-me que ele perguntou se eu tinha watt zap,quando voltei ao chat ele tinha deixado o número e eu o adicionei. Não costumava falar com pessoas de outros países, porque não sei falar outras línguas, mas ele disse não ter problemas, pois usava o tradutor. Começamos a conversar pelo zap, ele sempre muito atencioso, gentil, muito educado, palavras doces bla bla bla… Já no primeiro ou segundo dia de conversa disse algo sobre casamento que nao entendi muito bem. Talvez pelas palavras traduzidas. Perguntei-lhe se estava me pedindo em casamento e ele disse que sim. Não me lembro o que respondi na hora, mas já tinha lido algo sobre indianos, que conhecem a pessoa e já querem se casar..

          Continuamos conversando, para onde isso vai dar! Claro que já ouvi falar de vários golpes na Internet, mas não de indianos particularmente… Dle parecia o príncipe dos meus sonhos “eu sei que é rídiculo” mas eu queria continuar nesse sonho, já que é tudo que tenho no momento, é o dia pra trabalhar e a noite para sonhar.. tudo é tão maravilhoso.. nada parece impecilho para ele.. sempre tão doce, meigo, nem as vezes que fiquei com raiva e quis brigar com ele eu não conseguia, parava pra pensar e via que não tinha fundamento. Ele é tudo de “bom” que falam de indianos na parte de romantismo e mais um pouco. Sempre me respeitou, nunca me pediu nada! Nem uma foto. Mas sempre me mandava fotos do trabalho ou em casa, claro diz que me ama todo tempo desde que nos conhecemos, em vir para o Brasil. Estamos falando desde novembro do ano passado. E sempre faz planos de vir e a gente se casar. Eu sinto muita sinceridade em suas palavras e já no primeiro mês de conversa, ele procurou a embaixada brasileira pra saber sobre o visto!

          Como o acho muito bonito, pedi pra vê-lo em vídeo chamada pra ver se era real. Sempre conversamos em vídeo. E ele está arranhando um português pra tentar se comunicar melhor comigo. Estou realmente encantada com ele. Disse-lhe sobre minha condição de divorciada e de ser 20 anos mais velha. Ele não vê problema nisso. Falou-me de seu trabalho e já me fez vídeo chamada da lanchonete da empresa no intervalo do trabalho. Eu acredito que realmente virá ao Brasil. Dias atrás, ele andava meio estranho, porque não me dava tanta atenção e estava meio sumido. Disse que estava preparando a carta de imigração e levava dois dias para preencher todos formulários, para poder obter o visto, e não queria me contar, porque queria me fazer uma surpresa, por isso não estava tendo tempo de falar (pode me informar se isso procede?). Receberia o visto em julho, porque tinha muita gente na espera… (isso também procede?)

          Ontem ele sumiu de novo voltei a questioná-lo e então ele disse que não podia falar naquele momento porque estava no escritório de vistos fazendo entrevista… Perguntei se atendiam aos domingos lá, disse que havia pessoas intermediárias para isso! Minutos depois mandou-me outra mensagem dizendo que estava aguardando outra rodada de perguntas. Como demorou. eu dormi. Hoje de manhã perguntei como foi a entrevista. E ele disse que foi tudo bem que semana que vem pagará um montante.. E em março eles lhe darão o visto.

          Baseado em tudo que lhe falei, qual sua opinião sobre minha história? Depois de tudo que li aqui fiquei muito chocada e ainda tenho dúvidas. Sou sonhadora, mas tenho os pés no chão. O que ele pode querer comigo com tanto empenho em vir para o Brasil? O que posso perder? O que ele irá ganhar com isso? Desde o início ele me disse que era órfão! Não conheceu os pais, cresceu em orfanato e agora mora sozinho. Ouvi dizer por alto que órfãos lá também são discriminados, não encontrei nenhum assunto falando sobre isso, é verdade isso? Pode ser um dos motivos que o faz querer vir para o Brasil? desde já agradeço a atenção! Espero que possa me ajudar tirando algumas dúvidas. Obrigada!

        3. LuDiasBH Autor do post

          Rita de Cássia

          Lamento muitíssimo contribuir para jogar por terra seus sonhos, mas não me resta outra alternativa senão chamá-la à realidade. Eu seria desleal consigo se não lhe dissesse o que penso e o que tenho vivenciado através de comentários feitos aqui no blog e, também de e-mails, pois muitas mulheres que foram lesadas pedem para eu não postar seus comentários, envergonhadas pelo que lhes aconteceram, e, muitas vezes, por não terem levado a sério os avisos aqui postados.

          Amiguinha, sei que a carência de muitas mulheres levam-nas a acreditar nas coisas mais esdrúxulas, ainda que a verdade esteja diante delas, isso porque a gente só aceita e acredita naquilo que quer, pois é mais fácil ignorar nossa razão para acalentar nossos sonhos, ainda que o futuro reserve-nos muito sofrimento por isso. Portanto, cabe a você fazer a sua escolha: o autoengano ou a tristeza passageira. Somente você, minha cara Rita, poderá fazer sua opção. Poderá enganar a si mesma, dizendo que tudo que leu aqui nos comentários é mentira, assim como o que acabo de lhe escrever. Poderá também se iludir dizendo que consigo será diferente, que seu “príncipe encantado” é diferente dos outros.

          Rita, gostaria que raciocinasse em cima de alguns pontos: 1- Uma pessoa, em sã consciência, não pede outra em casamento no primeiro contato físico, ainda mais se esse é virtual. 2- Ninguém ama o que não conhece. O amor é construído, sobretudo, através da convivência física. Todo o resto é fantasia. 3- Os indianos virtuais são conhecidos por sua melosidade com o intuito de enganar as mulheres ingênuas. É uma tática usada por eles. Poderá notar isso em todos os comentários. 4- Quem quer pegar pinto não fala xô, portanto, quanto mais amável ele for consigo mais a convencerá. Tudo é tramado. 5- Ele não lhe pediu nada AINDA, mas já está preparando o terreno: é órfão (logo é um coitado, maltratado pela vida), está tirando passaporte para vir ao Brasil, logo dirá que não tem o dinheiro para a passagem, ou precisou gastar com a saúde de uma irmã, sei lá, e vai precisar que você lhe empreste o dinheiro da passagem ou do visto. 6- “Aceita-a” como divorciada e mais velha 20 anos do que ele, pois sabe que você está na faixa das mulheres mais carentes e fáceis de ser enganadas. Tudo mentira, pois os indianos só aceitam mulheres virgens e novas, as demais são tidas como prostitutas. Os indianos são tradicionalistas, casam-se cedo e as famílias não abrem mão do dote. 7- Naquele país não se trabalha no domingo. Essa de tirar passaporte no domingo é uma mentira deslavada, ainda mais se for numa embaixada. 8- Somente aqui no Brasil é que seu indiano poderá pedir visto para morar no país, depois de vencidos os três meses de turismo. Terá que preencher papeis, passar por “rodadas de perguntas”, etc. Para ter certeza da mentira do moço, pegue seu nome e escreva para a embaixada do Brasil na Índia, pedindo informações. Diga a ele que irá fazer isso e veja a reação dele. 9- Ao falar que pagará um montante, já está preparando o campo para pedir-lhe dinheiro. 10- Não existe discriminação de órfãos, mas sim dos “intocáveis”, e das classes baixas. 11- De você ele só quer tirar dinheiro, pois em todo o mundo sabe-se que o Brasil está em crise, com muito desmprego. 12- Ele não pensa em vir ao Brasil. Faz parte da estratégia do golpe.

          Amiguinha, você deve escolher entre botar um fim nesse seu sonho ou sofrer amarguradamente, como a irmã de uma leitora e comentarista que, após o noivo indiano virtual desaparecer, entrou em depressão profunda. E assim se encontra até hoje, dois anos depois. Cada um escolhe seu próprio caminho. Você só não poderá dizer que não recebeu uma luz para enxergar o abismo em que está se enfiando. Leia o blog INDIAGESTÃO.

          Beijo no seu coração.

          Lu

      2. Solange Apa

        Eu estou namorando um indiano, que me pediu amizade e só queria ficar conversado comigo. Ele me chama de esposa, diz ser combatente de um navio, me mandou vídeos e fala que que virá ao Brasil, para me levar junto com meu filho, pois ele nao pode ser pai. Também se mostrou ciumento e até trocou a senha de meu facebook. Ele me pede fotos e vídeos, diz que me quer bem debaixo de seus olhos, e dá a impresao que gosta de mim, mas estou com medo de ir com el. No começo ele falou em comprar uma casa aqui, para agente viver um pouco no Brasil e um pouco na Índia. Não sei se ele é verdadeiro, e tenho medo de deixar meu país.

        Responder
        1. LuDiasBH Autor do post

          Solange

          Você não está namorando um “príncipe indiano”, mas sendo enganada por um espertalhão, prestes a dar-lhe o golpe. Para começar, ele já deve ser casado, pois os indianos casam-se muito jovens. Outra coisa, eles não se casam com mulheres que não sejam virgens. E a família exige o dote pago pelo família da noiva. Quanto a ir à Índia, não se preocupe com isso, pois ele jamais a levaria, pois não seria aceita por sua família e por já ter um filho, sem falar que já deve ser casado. Tudo é conversa fiada.

          Amiga, todos eles passam a impressão de que estão apaixonados e que são ciumentos, pois morrem de amores por sua vítima, como poderá ler nos comentários. Isso faz parte do golpe, pois mulher gosta de ser tratada com carinho, ainda que esse não passe de uma deslavada mentira. Imagine chamar de esposa quem nem se conhece… risos. Isso é ficção. O amor é feito de olhos nos olhos, na convivência diária, e não virtual. Quanto às fotos e vídeos, todo cuidado é pouco. Não mande nada que possa depor contra sua moral. Não repasse fotos íntimas. Há muitos casos, inclusive citados aqui nos comentários, de caras indianos que usaram vídeos e fotos para fazer chantagem com a mulher, ameaçando mandá-los para seus contatos no facebook e família, recebendo dinheiro por não publicar. Por isso, esses pilantras sempre procuram adolescentes ou mulheres mais velhas do que eles, pois são as mais ingênuas. Quanto a comprar a casa, isso é mais uma lorota. Logo ele estará lhe pedindo dinheiro para a passagem para vir ao Brasil, ou para comprar a casa na Índia. E depois que você der, ele desaparecerá para sempre, criará outro perfil para enganar uma outra infeliz. Eles estão fazendo isso em todo o mundo.

          Amiga, não seja ingênua. Mande esse cara plantar batatas. Encontre alguém em seu país e vá viver a sua vida. Leia o blog INDIAGESTÃO (procurar no Google) e saberá como é essa gente.

          Abraços,

          Lu

  16. Vanessa

    Lu, desde 2012 tem um amigo indiano em especial no meu Facebook. Quando nos conhecemos pelo Facebook, ele me deu o número dele e me disse que queria o meu. Eu lhe disse que meu celular estava quebrado. Ele me pediu meu endereço dizendo que queria me mandar um presente, falei que meu endereço não passo a ninguém, e ele sumiu.

    Faz uma semana que voltamos a conversar, e ele me perguntou se procurava um indiano para casar, respondi que não e que queria conhecer a pessoa primeiro. Ele começou a me mandar recados fofos, dizendo que me ama, que sou sua esposa e que quer vir para o Brasil se casar comigo.
    Na primeira conversa disse que não tinha parentes que era sozinho. Depois disse que os pais dele viram as fotos do Facebook e gostaram de mim, mas que ele não tem irmãos.

    Faz uns dias ele me mandou algumas fotos dizendo que tinha um certo nome. Como o Facebook dele não está com o nome que ele disse, resolvi procurar no Face pra ver se era verdade, e se o nome falado batia com a foto em algum perfil. Encontrei o tal perfil, com nome e foto que me mandou, onde só tem uma pessoa com o mesmo sobrenome, mas como irmã. Peguei as outras fotos e fiz uma pesquisa no Google imagens e apareceu um ator indiano com outro nome, e todas as fotos enviadas idênticas a que ele me mandou! Quero ver até aonde ele vai com tanta mentira….

    Estou esperta porque na época do Orkut conheci um indiano chamado Sanjay e ele veio com a mesma conversa, nunca me pediu dinheiro, me disse onde trabalhava e me mandava foto com os amigos. Mas depois de 2 anos de conversas, ele simplesmente sumiu, depois conheci um indiano, amigo dele que estudava fora, e ele me disse que o Sanjay era professor de computação dele e era casado.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Vanessa

      É bom saber que as mulheres brasileiras estão ficando espertas, não se deixando ser passadas para trás por esses golpistas. Parabéns por sua atitude, o que demonstra que é uma pessoa racional e muito inteligente.

      Usar fotos de atores de Bollywood para impressionar mulheres ingênuas já virou algo normal. Volta e meia uma mulher conta que descobriu a verdade sobre o “príncipe” que virou sapo. O mais engraçado é o cara achar que toda mulher está procurando um indiano para casar-se. Sáo muito pretenciosos e babacas.

      Outra mentira deslavada é mandar recados dizendo que ama a vítima, que é a sua esposa e que quer vir ao Brasil para casar-se com ela. E muitas bobonas caem nesse papo mais velho do que Matusalém. Nem criança acredita nisso. Ninguém ama o que não conhece. Além do mais, a maioria desses pilantras é casada, pois na Índia casa-se muito cedo por causa do dote.

      Querida, quando desmascarar esse cara de pau, venha aqui contar para nós. Espero também que muitas mulheres leiam com atenção o seu comentário e tomem juízo, não se passando por babacas carentes.

      Beijos,

      Lu

      Responder
    2. Aline

      Lu
      um tal Sanjay me mandou mensagem no whatsapp. Ele é casado. Primeiro me disse que era divorciado, depois que era casado. Nao sei como conseguiu meu número.

      Responder
      1. LuDiasBH Autor do post

        Aline

        Nem responda a esse tipo de pilantra. Não perca seu tempo. Há muitas coisas melhores para fazer. Essa gente é espertalhona e manja muito de internet, mundo virtual, etc. É por isso que estão dando tantos golpes em mulheres brasileiras. Mande-o plantar batata! Se der trela não terá mais sossego, pois eles são muito insistentes, e não somem até tirar algo da pessoa.

        Beijos,

        Lu

        Responder
        1. Ágata

          Tudo isso que li aqui é verdade.
          Conheci dois indianos pela internet, exatamente com as mesmas palavras melosas e blá blá… Mas como não sou tonta nem nada, bloqueei-os em meus contatos…(WHATSAPP). Um deles não para de ligar para o meu número do celular e choramingar. Eu o ameacei, se não parar, vou mandar uma carta para a família dele em Tamil Nadu (sul da Índia), pois o idiota me deu seu endereço, tempos atrás, achando que eu iria mandar uma lembrança de aniversário para ele.

          Eles pedem sempre algo, e lógico também que não mandei… Se essa praga não parar de ligar, terei que trocar o meu número, o que é um transtorno, ou então mandar a dita cuja carta em tâmil contando tudo para a família dele, pois fica me perseguindo e se casou há pouco tempo lá, e rejeita a esposa escolhida para ele. Já ofendi a criatura e disse tudo que pensava dele e dos indianos em geral… Até humilhei-o, mas ele não para. Nunca mais na vida vou dar atenção para um indiano.

        2. LuDiasBH Autor do post

          Ágata

          Não sei se você leu o comentário da Magda, em um dos textos sobre o assunto, em que ela diz que certo indiano só saiu do pé dela quando ela disse que havia ficado desempregada, perdido tudo, etc. Ele sumiu sem dar notícias. Faça o mesmo. Essa gente está sempre querendo levar vantagem, pedindo presente de aniversário, prova de amor, presente de noivado, passagem para viajar para o Brasil, etc. Quando descobre que a pessoa não possui nada, acaba dando no pé.

          Parabéns pela sua atitude sensata, coisa que vem faltando até mesmo a mulheres maduras. Outra coisa, seu e-mail está incorreto.
          Leia também aqui no site:
          ÍNDIA – MULHER ESTRANGEIRA X INDIANO
          ÍNDIA – GOLPE DA UNIÃO COM ESTRANGEIRAS
          ÍNDIA – BRASILEIRAS, ACAUTELAI-VOS!
          ÍNDIA – INDIANOS VIRTUAIS JURAM AMOR ETERNO
          ÍNDIA – A CULTURA DO DOTE

          Obrigada por sua visita e comentário. Volte sempre,

          Lu

    3. Valéria Val

      Vanessa

      O nome dele é Vasudev Sree? Eu conheci um indiano há três meses que disse ser Executivo Senior de uma multinacional, e hoje a minha amiga me ligou chocada me contando que as fotos que ele me enviou são de um ator chamado Sidharta Malhore. Eu também entrei em estado de choque, pois estava muito apaixonada por ele. Estou passando muito mal e custando a escrever, mas preciso falar. Ele sempre foi gentil, falava doces palavras de amor, e no terceiro dia já estava se declarando para mim. Todos os dias entrava de madrugada para me dar bom-dia e contava como estava sendo o trabalho dele. Há quase um mês, ele me disse que o pai faleceu, e que está com depressão, não consegue se alimentar direito. Ele me contou que tem um irmão casado e que mora em outra cidade, mas ele morava com os pais e que agora está só com a mãe.

      Assim que minha amiga falou comigo, eu não consegui continuar a conversa com ela, pedi desculpas e desliguei o celular e fui no site, e lá estão todas as fotos que ele me enviou, mas é do ator, mesmo. Ele falou que tem 28 anos (o ator tem 32 anos) e chegou a enviar dois áudios para mim, fazendo declaração de amor. Ele enviava fotos, vídeos engraçados, música indiana, pois eu falei para ele que sou apaixonada pela Índia. Ele é muito inteligente e culto. A minha amiga pediu para eu continuar dando corda para ele, mas eu não consegui, e enviei várias mensagens para ele, que riu e falou que era para eu parar de acreditar nos meus outros amigos indianos, e que realmente ele se parece com o ator. Eu copiei as fotos do ator e enviei para ele e disse que a minha amiga é brasileira. Eu estou tão chocada e sem reação que comecei a olhar histórias parecidas e me deparei com este blog.

      Responder
  17. Elisa

    Há um mês um indiano pediu que eu o aceitasse no facebook, e começamos a conversar. Na segunda conversa ele disse que me amava e queria se casar comigo, mesmo sabendo que eu já era casada, sem ter se preocupado com o fato de eu ser casada. Começamos a nos relacionar pela internet, muito sedutor e bonito. Seu nome é Mayank Singh. Sempre muito educado, como uma amiga comentou acima, extremamente romântico e sabe falar exatamente o que queremos ouvir. Disse que quer se casar e ter filhos comigo, chama toda hora, parece que não come, que não trabalha e que não dorme. É impressionante, passa 4 a 5 horas no bate papo comigo.

    Há uma semana ele veio com um papo de que se envolveu em uma briga no trabalho e precisa pagar uma multa ao tribunal, como se fosse uma fiança no valor de 1.300 reais, caso contrário seria preso por 2 anos. Foi aí que minha ficha caiu, era um golpe. Estou enrolando ele, quero ver até onde vai com esta história e o que mais vai inventar para arrancar o meu dinheiro. Não sou boba, estou com os dois pés no chão, não acredito em mais nada que me diz mais, finjo que acredito em tudo e que estou apaixonada… Coitado… Estou fazendo-o de bobo e ele acha que está me enganando.

    Este site me ajudou muito, abriu os meus olhos, agora eu sei que o príncipe “Mayank” não passa de um sapo hindu!

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Elisa

      Estou a dar boas gargalhadas, pois ainda não tinha ouvido falar deste tipo de golpe. Que pilantra! E como alguém pode amar já na segunda conversa e ainda mais pedir em casamento… risos. Eles preferem as casadas, pois têm a vida estabilizada, são mais amedrontadas em relação às chantagens, e acham os tais que elas são infelizes, carentes de afeto, doidas por um homem diferente. E não trabalha mesmo, pois esse tipo vive de golpes. Quem trabalha não pode passar a noite em claro e tampouco papear na hora do serviço. Esses farsantes acham que a maior prova de amor é falar que quer ter X filhos com a vítima… HAHHAHA. Muitas bobinhas quedam-se encantadas. Outra coisa, esse nem deve ser o nome dele, pois esse tipo tem muitos perfis. Muitos usam imagens de atores de Bollywood. Nada que dizem ou mostram é verdadeiro.

      Amiguinha, muito cuidado com ele. Não repasse fotos de filhos, não dê seu nome verdadeiro e nem o de seu marido. Conheço um caso em que o fulano passou a fazer chantagem, dizendo que ia passar tudo para o marido da vítima, se ela não lhe desse muito dinheiro. O conselho que lhe dou é que caia fora desse balaio de gato. Não corra o risco de perder seu marido em função de um pilantra.

      Beijos,

      Lu

      Responder
  18. Juliana Vasconcelos

    Estou conversando com um indiano faz 4 dias. Logo no primeiro dia já disse que me amava. Mas logo percebi que a foto do perfil dele era falsa, porém continuo conversando com ele por causa de suas palavras românticas. Ele liga todos os dias, duas vezes ao dia, e demonstra ter muito ciúme. Fala de casamento o tempo todo e também concordou em vir morar na minha cidade, quando casarmos… rs. Estou gostando de conversar com ele, pois além do falso romantismo e falsas juras de amor de ambos os lados, estou aproveitando para exercitar o meu inglês… kkkkkkk

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Juliana

      Então o “príncipe” já falou de amor no primeiro dia? Isso que é “paixão relâmpago”, com ciúme e tudo… risos. Como você percebeu que a foto era falsa? Imagino como deve ser criativa, para superar o romantismo do dito. Ju, você é o máximo. Continue nos contando como anda o romance. Vamos acompanhar com muito carinho. Gostaria de ser sua madrinha de casamento, com direito a fotos no blog… risos.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  19. Ana

    Não sou muito de comentar, porém… Fui fazer uma pesquisa sobre as mulheres da Índia (verdadeira) e parei aqui. Gente que medo! Nunca fui muito de redes sociais, desativei meu face há quase um ano, e só tinha conhecidos.

    A grande verdade é que as pessoas têm que parar de viver no mundo virtual e voltar para o mundo real. Estão jogando a vida fora, vivendo na “Matriz”. A exposição demasiada nesses perfis me preocupa muito, ainda mais quem adiciona qualquer um. Notei também uma falta de amor por si mesmas. Não sou velha por pensar assim, tenho 20 anos e uma mãe muito perspicaz que me criou sozinha, e muitos neurônios!

    Meninas, por favor, antes de se envolverem com alguém, virtualmente ou não, amem-se, sejam felizes sozinhas. A felicidade vem da gente mesmo! Ter alguém é somar a felicidade e amor que já tem consigo. Quando era criança (não faz muito tempo), diziam que eu seria aquela velha solteirona cheia de gatos (amo gatos). Cresci, e é mil vezes melhor ser uma velha solteira cheia de gatos, muito feliz, independente, do que presa a alguém que só suga e coloca para baixo ou pior: ALGUÉM QUE NÃO SE CONHECE.

    Beijos

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Ana

      É um grande prazer recebê-la aqui no nosso blog. Sinta-se em casa, comentando sempre que quiser.

      Amiguinha, você está cheia de razão, pois realmente é amedrontador a postura de muitas “meninas” que se colocam totalmente na mão desses caras desconhecidos, sabe lá de onde, muitos deles terminando por chantageá-las, quando não lhes dão sérios golpes. Elas se esquecem do mundo real e metem-se no virtual, como se verdadeiro fosse. Algumas passam a não dormir, em contato com esses caras de outros fusos horários e culturas, ficando até doentes.

      O amor a si próprio é fundamental durante toda a caminhada de um ser humano. Quem não se valoriza, acaba sempre nas piores enrascadas. E, como como você deixa claro, a felicidade tem que vir de dentro para fora e não o contrário. Engana-se aquele que busca encontrar a felicidade no outro, acabando sempre em palpos de aranha.

      Ana, com essa sabedoria que carrega, vê-se que tem sido muito bem educada. Parabéns para sua mamãe. Eu também amo gatos. Tenho dois. Com apenas 20 aninhos, você ainda tem um mundo pela frente. Haverá de ser muito feliz.

      Obrigada por sua visita e pelo comentário. Aproveite e conheça o blog todo. Não suma!

      Abraços,

      Lu

      Responder
  20. Débora

    Lu, eu gostaria de saber se um indiano casar-se com uma brasileira, ele tem muito mais facilidade de conseguir o visto pra morar nos EUA?

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Débora

      De jeito nenhum! Quem lhe contou tão grande mentira?
      Os EUA não querem nem receber brasileiros, imagine uma brasileira e um indiano. Se ele se casasse com uma mulher estadunidense, sim, aí teria facilidade de entrar naquele país. Tenho conhecidos que estão nos EUA, há três anos, e mantém-se escondidos, para não serem enviados de volta ao Brasil, pois continuam ilegais. Ainda mais agora, com o terrorismo, as leis por lá estão ainda mais duras. Sem falar que entre os indianos existem muitos islâmicos fanáticos. A entrada lá está difícil até para turistas.

      Amiguinha, se foi um indiano que lhe deu tal informação, ele apenas quer fazê-la de idiota. Não caia nessa. Se ele fosse cidadão americano (provando que é), aí, sim, poderia levar a esposa. Fora disso é a mais pura balela. Agora, uma brasileira que se casar com um estadunidense, tem a sua entrada livre no país, ainda assim depois de estudarem sua ficha.

      Um grande beijo,

      Lu

      Responder
  21. Silvia M. Santos

    Gente,eu tive muita sorte,pois tenho amigos em várias partes da Índia, e fui conhecer o país, fui bem recebida, mas soube escolher as amizades de gente sincera e honesta,que foi bastante categórica avisando-me sobre os pilantras que andam pelas ruas de lá também. Claro que na internet conheci também esses pilantras, que querem nos fazer acreditar nesse amor de contos de fada (só se for a “fada verde” do absinto)e olhe lá que nem inebriada eu cairia nessas. Gente que logo dizia me amar, e depois pedindo máquinas fotográficas, lap tops… Coisa de amador. Eu dizia simplesmente que, se eu que sou mulher posso trabalhar e conseguir, um homem também pode. Coisa mais absurda, golpes assim também podem vir da China viu, cuidado com esses golpes e golpistas de países suspeitos. Não se iludam, e quem estiver envolvida com algum rapaz indiano por favor, pesquise muito, e verá que antes de tudo precisa ter os pés no chão, o fato de ser bem graduado, mesmo tendo doutorado não define caráter tá?

    Vou contar algo que me aconteceu assim que voltei ao Brasil logo depois de voltar da Índia. Um amigo que fiz lá, que tinha por hobby fotografar, tinha um página no Face e também enviava lindas fotos. Esse mesmo amigo, um dia, publicou que havia perdido a máquina fotográfica e que estava muito chateado. Eu havia sido a primeira a enviar um comentário, dizendo: “Que pena, gosto muito de suas fotos e você é realmente talentoso, isso é muito triste.”

    Logo em seguida um outro amigo desse rapaz mencionou meu nome dizendo, que ele era pobre, e precisava de ajuda para comprar uma nova câmera. Meu amigo, claro, envergonhado com essa atitude, logo apagou o comentário, não mencionou mais o fato, mas certamente o outro que fez o comentário não fazia ideia que nós havíamos nos conhecido pessoalmente. Portanto tomem cuidado com amigos de amigos, tá?
    Nem todos eles são ruins, ainda há gente boa por lá, gente generosa e que não engana, mas há que separar o joio do trigo.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Sílvia

      Parabéns pela honestidade de seu comentário. É preciso que mulheres, como você, abram os olhos de muitas senhoras maduras e garotinhas, ainda iludidas com príncipes encantados. Os casos contados aqui são escabrosos, assim como os que me chegam via e-mail. Todo cuidado é pouco.

      Amiguinha, ainda não me deparei com nenhum comentário relativo a um chinês, até porque eles têm muita dificuldade em se comunicar, em razão da complexidade da língua. E ainda são poucos os que falam inglês. Mas é bom ficar de sobreaviso. Os egípcios, afegãos, paquistaneses e outros mais daquelas bandas começam também a fazer escola com os indianos.

      O mais interessante, Sílvia, é notar que os garotões indianos têm predileção pelas mulheres mais velhas (o dobro da idade deles), pois veem nelas mais facilidade de arrancar ganhos, pois são mais carentes e ingênuas. Do outro lado estão as adolescentes.

      Mais uma vez agradeço-lhe pela força, de modo a abrir os olhos de nossas conterrâneas. Dias desses, uma delas me contou que descobriu que seu “noivo” indiano era casado e a esposa estava se passando por amiga dele, dizendo que o tal estava necessitando disso e daquilo. Ao brigar com um amigo, esse contou-lhe, por vingança, toda a verdade. O casal já tinha cinco filhos. A coisa está séria. Convido-a, também, a visitar o blog INDIAGESTÃO.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  22. Ana Rosa

    Eu fiquei cabreira com um indiano que me adicionou no Skype. No começo até estava curtindo a ideia de falar com alguém em inglês, porque estava fazendo curso e aprendendo bastante. Ele inicialmente não se insinuou ou me faltou com o respeito, até porque deixei claro que era casada, e só queria amizade. Ele puxava papo o tempo todo. Certa vez perguntou sobre meu salário, o do meu marido e tal. O que me deixou mais intrigada foi ele me pedir fotos do meu bebê. Achei muito estranho, e é claro que não enviei.

    Perguntei-lhe o que fazia da vida, e ele me disse que desenvolvia ferramentas de busca na internet, e estava desenvolvendo um projeto relacionado a isso. Curiosa perguntei se esse projeto tinha alguma página em desenvolvimento, e ele me passou uma página do Facebook. Entrei na tal página e olhei os contatos, tinha um monte de brasileiros, estrangeiros e o que é pior, muitas e muitas crianças e adolescentes. Fiquei morrendo de medo de que ele fizesse parte de uma quadrilha ou coisa parecida, que pudesse vir fazer algum mal ao meu bebê.

    Enquanto estive na página, entrei em diversos perfis que mais pareciam fake do que qualquer outra coisa, tinha muitos homens com cara de tarado, um povo muito suspeito mesmo. Bloqueei e exclui o sujeito. Uns 4 meses depois, recebo uma ligação da Índia. Adicionei o telefone no whatsapp e fui perguntar quem era, eis que era ele, veio me perguntar se estava tudo bem, o que houve que eu sumi. Falei na lata que estava com medo dele, pois vi no perfil no Facebook referente ao “projeto” dele muitos perfis estranhos. E perguntei qual o interesse dele por crianças, e se ele conhecia algum brasileiro. Como era previsto, falou que eram perfis aleatórios e que não conhecia nenhum brasileiro, e que muitas dos perfis ele tinha contato para praticar o idioma apenas, assim como fazia comigo. Na mesma semana, ele ainda veio puxar papo, mas não dei bola até porque mesmo que seja para aprender outro idioma o que daria para falar com uma pessoa dessas, melhor deixar quieto.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Ana Rosa

      O contato com essa gente está ficando cada vez mais perigoso. Já há alerta por parte da PF, que vem acumulando um grande número de queixas em relação a golpes, que eles vêm dando. E pior, agora não são só os indianos, mas também egípcios, paquistaneses, afegãos… Através dos comentários de pessoas que tiveram problemas, você poderá conhecer os mais diferentes tipos de golpes. Uma mulher (45 anos) foi roubada em 11 mil reais, ao enviar dinheiro para a gang do suposto noivo que estava a caminho do Brasil. Outras ficam noiva e mandam dinheiro para comprar o enxoval, sob a alegação de que lá é mais barato. O cara desaparece. Essa gente possui inúmeros perfis.

      Por ser casada, seu problema ainda é mais sério. Depois, ele passaria a fazer chantagem, exigindo dinheiro para não repassar suas conversas para seu marido e amigos. Há um caso assim, em um dos depoimentos de uma vítima. Foi descoberto um grupo de pedófilos, que pega fotografias de criança na internet e whatsapp, usa fotoshop e coloca as maiores barbaridades na foto. Nunca, em hipótese alguma, envie uma foto de criança. É um grande perigo. Vivemos num mundo cão.

      Outra coisa, inúmeros casamentos vêm sendo desmanchados por causa dessa gente. A mulher, iludida, deixa o marido para casar-se com um “príncipe” indiano, que na verdade não passa de um sapão, que depois cai na lagoa e desaparece. É comum ver mulheres mais velhas, namorando garotos indianos, que lhes tira presentes caros, dinheiro, etc. Eles, de modo geral, têm um grande conhecimento de internet, e acabam fazendo misérias com a vítima. Aconselho-a a mudar seu número de telefone, pois eles não desistem facilmente. E outra, quase todos já são casados, tendo as próprias mulheres a ajudá-los nos golpes, passando por amigas.

      Ana Rosa, você fez muito bem em sair dessa furada. Todo cuidado é pouco.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  23. Nathi

    Meninas, eu fiquei passada com tudo que li, converso com um “bodybuilder” indiano, e ele fica com esse papo mesmo de amor, de casamento, etc. Enfim, é bom ler relatos como esses e permanecer com os pés no chão.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Nathi

      Quanto mais informações adquire-se, menos possibilidade há de cair nas lorotas dos indianos, afegãos, egípcios, etc. A coisa está séria mesmo, e não apenas no Brasil. Eles estão tentando seduzir por todo lado. As mulheres europeias estão tomando aversão por eles. E olhe que aqui não se encontram relatos muito mais sérios, que as mulheres não ousam comentar em aberto. Haja golpes, minha linda.

      Beijos,

      Lu

      Responder
  24. Luna

    Happy End e Princípes encantados só existem nos contos de fadas de Walt Disney… Pois é a versão que muitos conhecem, mas poucos sabem que é uma adaptação de contos de terror dos irmãos Grimm, onde os finais de Bela Adormecida, Branca de Neve, etc, não são tão legais e sim terríveis e assustadores. Infelizmente é a espiritualizada Índia, falo e assino embaixo, pois vivi na pele esse terror emocional. Se eu acreditasse em cada pedido que recebo, só esse ano teria marido para casar umas 10 vezes. Agora, Lu, os paquistaneses estão lançando sua lábia sobre as incautas. Acredita quem quer!

    Até breve, Lu, e parabéns pelo blog que ajuda a mostrar a realidade desses golpistas.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Luna

      Descobri que a PF (polícia federal) tem agora como agir contra os crimes cibernéticos. A Cely disse-me, via e-mail, que já entrou em contato com ela, inclusive a Interpol. Torço para que ela tenha seu dinheiro de volta, o que acho improvável, e que essa gangue seja culpabilizada.

      Obrigada por sua atenção, sempre procurando alertar as mulheres mais ingênuas.

      Abraços,

      Lu

      Responder
      1. Cely

        Olá, pessoal!

        Eu sou Cely, e ainda ontem conversei com a Interpol, onde me disseram que farão todo o possível para recuperar o meu dinheiro roubado, num golpe dado por indianos. Sendo uma quadrilha especializada estrangeira, ainda fica mais difícil resolver meu problema, porém farão o possível pelo caso.

        Vamos torcer! Também peço às mulheres que sejam mais atentas, pois eles são uns espertalhões, sempre tramando golpes. O que falam de amor é pura mentira.

        Responder
        1. LuDiasBH Autor do post

          Cely

          Estamos todos torcendo por você e para que essa quadrilha seja desmantelada. Parabéns pela coragem de deixar o seu depoimento, quando a maioria esconde. E que ele sirva para alertar as mulheres contra essa gente golpista.

          Abraços,

          Lu

  25. Cely

    Há 30 dias venho falando com alguém que se chama Bevan Michael, que se diz apaixonado por mim e querendo me conhecer. Ele diz ter enviado um pacote para mim, contendo joias e uma alta quantia de dinheiro, no valor de 16000 libras esterlinas. Ele me enviou um código de rastreamento, para que eu acompanhe o pacote até chegar em meu destino. Segundo o rastreamento, o pacote teria ficado retido na Índia, que segundo eles teria de ser pago um valor de taxas e seguro para pagar sua liberação.

    Eu estranhei isso, mas enviaram termos de garantia, dizendo que meu pacote seria liberado após eu enviar dinheiro a eles por via “wester uaine”, através do banco. Mesmo depois de algumas pressões por parte deles, enviei uma taxa de 4000,00 e mais 7000,00 num total de 11000,00. Agora eles me pedem mais taxa referente ao seguro. Arrependi muito por isso, porque desconfiei que seria golpe, e agora sinto-me sem poder de defesas.

    Não sei se posso procurar a Polícia Federal ou a embaixada brasileira na Índia, para verificar isso. Estou sem chão de tanta tristeza, eu não irei pagar mais nada, por que percebi que era golpe, só depois de ter feito essas transferências.

    Segundo o Bevan Michael, o percursor desse caso de amor, vamos assim dizer, e agora não tenho mais a quem recorrer, pois não sei onde começar a resolver isso. Ajudem-me por favor. A história foi mesmo muito inteligente, e ele teve até a sensatez de dizer que não poderia pagar as taxas, porque estava em alto mar, no Canadá e precisava da assinatura dele para transferir o dinheiro. Eu idiota fiz esta transferência.

    Ele, sempre com carinho envolveu-me até em dizer que logo que terminasse o trabalho no mar, iria vir para o Brasil. Fez um print da reserva que deve ser falso, que ele reservou com vinda do Canadá para o Brasil. Estou sem chão e sem saber qual rumo tomar. obrigada por me atender… Por favor me ajudem!
    Fiz 11.000,00 reais de transferência e nem tenho onde recorrer. Aguardo resposta.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Cely

      Nem é preciso dizer que foi mais uma vítima dos golpes dados por indianos em todo o Brasil. Não foi a primeira e nem será a última vez, pois mulheres ingênuas como você estão por toda parte, acreditando que ainda existem príncipes encantados, quando nem mais Cinderela acredita nisso.

      Não me passa pela cabeça, como uma mulher, em pleno século 21, acredita que alguém possa se apaixonar sem conhecer cara a cara o outro. O amor envolve muito mais coisas do que “palavras melosas”. Por maior que seja a carência da mulher, ela não pode deixar que suas emoções suplantem a razão. Jamais!

      Outro ponto: se você consultasse a internet, conheceria toda a verdade sobre os “príncipes sapos indianos”. Talvez tenha consultado, mas não levado a sério, achando que nós, que estamos denunciando tais golpes, estamos sempre mentindo. E que o seu “príncipe” é verdadeiro. E que será incapaz de passá-la para trás tamanho é o amor que demonstra. Ledo engano. A maioria desses homens é casada, pois na Índia casa-se muito cedo. Até as esposas ajudam a dar o golpe, como poderá ler em comentários aqui.

      Você também foi interesseira, ao pensar em receber um pacote de joias e dinheiro, de altíssimo valor, de alguém que nunca viu na vida. Não existe nada de graça, minha amiga, ainda mais de estranhos. Se tivesse se contentado com o que possui, não teria entrado nessa fria. Com 11 mil reais teria comprado boas joias. Em que mundo você vive, minha querida? Acorde!

      O fato é que você foi roubada por uma gangue, preparada para isso. Eles não roubam apenas no Brasil, mas em diversos países. Tudo o que lhe passaram é falso. Nada bate com a realidade. Nem mesmo o nome do suposto apaixonado. Assuma que perdeu 11 mil reais e pronto. Não adianta chorar o leite derramado. Entre em contato com a Polícia Federal, para que ela tome conhecimento de seu caso e alerte outras pessoas. Se quiser, poderá também escrever para a embaixada da Índia no Brasil ou para a embaixada do Brasil na Índia. Mas nada poderá trazer o seu dinheiro de volta.

      Cely, uma minha amiga possui um blog na Índia, chamado INDIAGESTÃO. Pegue o seu comentário aqui, e envie para o e-mail dela (indiagestao@yahoo.com) Quem sabe ela poderá lhe dar alguma orientação.

      Amiguinha, sinto-me profundamente penalizada com sua história. Siga em frente com sua vida. Que isso lhe sirva de lição. Com certeza, passará a ser uma pessoa menos ingênua e mais sábia. Volte para nos contar o que conseguiu fazer.

      Também peço a quem puder ajudá-la que deixe o seu comentário aqui, certo?

      Um grande abraço,

      Lu

      Aconel

      Responder
  26. Luna

    Eu fico besta de ler esses relatos e a cada dia fico mais enojada. Para os indianos e muçulmanos nós somos mulheres de vida fácil. Eu fiquei verde de raiva, quando um indiano que é muçulmano falou o que pensa sobre as brasileiras. “Que são todas fáceis, aqui é uma zona de putaria, carnaval com mulheres quase nua…” Eu lhe respondi: “Homem safado igual a você fica caçando brasileiras. Aí tem golpistas, mentirosos e charlatões interesseiros que querem green card as nossas custas e depois voltam para seu país e casam com moça escolhida pela família.” Pensei que ele ia me xingar, mas ele me falou: “É assim mesmo, você me pegou, trouxa é quem acredita no que dizemos!”. Oh! vontade de enfiar a mãos nas fuças desse porco pena, que eu estava longe.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Luna

      Essa gente não tem nenhum respeito pela mulher. Somente algumas bobinhas ainda não sabem disso. A Sandra em seu blog Indiagestão deixa bem claro o comportamento incivilizado deles, cuja maioria masca fumo e cospe em qualquer lugar, ficando com os dentes pretos. Não precisa dizer mais nada! Somente loucas ainda se arriscam a se apaixonar por esses tipos. E trouxa é mesmo quem acredita no que eles dizem. Ainda bem que você está fora… risos.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  27. Andrea

    Gostei, ficou muito bom Lu!
    O tal indiano sumiu, fez um chororô que eu entrava pouco na net (mentira, entro todo dia, apenas não falava com ele) e que não me via, mimimi… viu que comigo não ia colar e desistiu. De vez em quando aparece um, que nunca vi mais gordo, pedindo para ser adicionado no FB. A cara de pau é tanta que nem se dão ao trabalho de uma palavra de apresentação, não… adicionam na lata… acham que a gente vai adicionar desconhecidos assim sem mais nem menos. Deleto a solicitação no ato.

    Atenção meninas, não é só indiano não, paquistanês, egípcio, saudita, e demais países vizinhos, todos nessa “sem-vergonhice” como dizia minha vó, TUDO FURADA.
    Beijos

    Andréa.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Andrea

      Tenho recebido muitos e-mails falando de paquistaneses, também. Como são vizinhos dos indianos, aprenderam com eles. As mulheres precisam ficar espertas com todos os tipos. Nada de bancar a ingênuas.

      Parabéns por sua atitude. E que sirva de exemplo para outras mulheres.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  28. Ana Luzia S. Ramos

    Eu já havia dado um testemunho, porém tinha mais dúvidas que respostas em minha cabeça. O “namoro” durou 2 anos, numa ida e volta sem fim, eu o bloqueava depois desbloqueava e assim seguiu. Até que no mês passado, depois de ler pela centésima vez que ele estava muito doente, e, que ia para o hospital ser operado, que a doença era incurável… torrou a minha paciência, e eu o bloqueei em todas as mídias e parei de atender os seus telefonemas.

    Porém não se enganem meninas, moças e mulheres: brasileiros aplicam os mesmos golpes e muitas vezes se dão melhor, porque a malandragem e a lábia daqui é bem mais fácil. A conclusão é: sejam homens ou mulheres indianos ou de qualquer outro país, inclusive do Brasil, TOMEM CUIDADO E SEJAM FELIZES.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Ana Luzia

      Essa do hospital é uma tática velha. Se você acreditasse, ele iria lhe pedir dinheiro para o tratamento. Alguém já me escreveu sobre isso. Ainda bem que você não caiu nessa lorota.
      Você está certa. As mulheres precisam abrir os olhos e não se deixarem enganar pela lábia de ninguém.

      Parabéns por sua atitude!

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *