Johann Liss – A TOALETE DE VÊNUS

Autoria de LuDiasBH

atodeve

A composição A Toalhete de Vênus, também conhecida por Vênus Diante do Espelho, é uma obra do pintro alemão Johann Liss (c.1597- c. 1630). A aprendisagem inicial do artista aconteceu na oficina de seus pais. Liss foi um pintor cosmopolita, viajando por vários lugares, como Holanda e Itália, apreendendo novas técnicas e recebendo novas influências. Morreu aos 33 anos de idade, em Veneza, vitimado pela peste. Apesar de ter vivido muito pouco tempo, sua evolução artistica foi brilhante. Recebeu influência de Peter Paul Rubens, Jakob Jordaens, Caravaggio e Domenico Ferri. Ao desenvolver o seu próprio estilo, contribuiu para dar vida nova ao barroco veneziano. Além de desenhista e pintor foi também um artista gráfico. Foi também um importatante colorista.

Em sua pintura de tema mitológico, o artista apresenta Vênus, deusa da beleza e do amor, conhecida como Afrodite na mitologia grega, quando faz sua toalete, após banhar-se. Ela se encontra nua, com todo o corpo exposto, assentada sobre um manto branco e outro vermelho, em cima de uma rocha. Com o corpo ligeiramente voltado para a esquerda e o rosto de perfil, segura com a mão direita um espelho e com a esquerda parte de seus cabelos que descem até a cintura. O pintor não se preocupu com a formosura da deusa, pois pintou-a como uma mulher normal, deixando à vista sua barriga e seios meio caídos, assim como culotes na cintura e nas nádegas.

Vênus está sendo cuidada por três ninfas, todas nuas. Uma delas, de costas para o observador, enxuga-lhe o corpo com a ponta do manto branco; a que se encontra às suas costas  prepara-lhe um ornamento, que tanto pode ser para enfeitar seus cabelo quanto para o pescoço; a terceira, à direita de Vênus, segura um majetoso manto cinza-azulado, formando uma cortina às costas e acima da deusa, para que esta não possa ser vista por estranhos, em seu banho.

Cupido, o pequenino deus do amor, filho de Vênus com Marte, segura o pesado espelho para que a mãe possa se ver melhor. O peso do objeto desequilibra seu corpo, cuja perna esquerda firma-se no assento da mãe. Sua aljava encontra-se debaixo do manto vermelho, rente com a parte inferior do quadro. Um pequeno cupido encontra-se à direita, com a cabeça e os membros superiores na sombra do manto vermelho, sustentando-o. No céu, à esquerda, dois pequenos cupidos brincam, recebendo o olhar da ninfa que protege Vênus dos olhares indiscretos.

No canto superior direito, numa pequena abertura, um humano ou sátiro libidinoso, fura o bloqueio do manto e observa a deusa em sua toalete. À esquerda, um homem ou deus aparece montado em um animal.

Ficha técnica
Ano: c. 1625-1626
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 82 x 69
Galleria deglu Uffizi, Florença, Itália

Fontes de pesquisa
A Enciclopédia dos Museus/ Mirador
1000 obras-primas da pintura europeia/ Könemann

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *