Masaccio – A SANTÍSSIMA TRINDADE

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

       mas2     mas3

 “Fui outrora o que você é, e sou aquilo em que você se transformará.”.

 (inscrição acima do sarcófago )

 A Santíssima Trindade, de Masaccio, foi uma das primeiras pinturas realizadas segundo as regras matemáticas de Filippo Brunelleschi. Trata-se de um grande mural localizado na Igreja de Santa Maria Novella, Florença, Itália.

Quando Masaccio pintou o afresco sobre a Trindade, tamanha era a perfeição do uso da perspectiva linear empregada por ele, que as pessoas pensavam que havia sido aberta uma cavidade na parede da Igreja de Santa Maria Novella (Florença), e ali fora erguida uma capela. Realmente tem-se a impressão de que é uma capela que se abre para o observador.

 Masaccio usou as teorias de Brunelleschi para sugerir profundidade numa superfície plana, para que sua pintura passasse a impressão de tridimensionalidade. E essa impressão é tão real, que as figuras maciças e simples parecem esculturas, pois inexiste idealização em seus personagens. Tem-se a impressão de poder tocá-las.

A abóbada, as colunas e as pilastras lembram a arquitetura clássica, tão buscada pelos renascentistas italianos. Na monumental composição da Santíssima Trindade estão representados:

  • Deus-Pai
  • Cristo na Cruz
  • o Espírito Santo (em forma de pomba)
  • a Virgem Maria
  • São João
  • os dois patronos

Deus-Pai encontra-se no plano mais alto, com os braços abertos, sustentando a cruz do Filho nos braços. Entre eles, uma pomba branca com as asas abertas simboliza o Espírito Santo. Em toda a composição só existe um movimento: a Virgem aponta para o Filho crucificado com um pungente gesto, enquanto olha para o observador. São João olha para o alto, em direção ao Cristo Crucificado. Os dois patronos da pintura, Gonfaloniere Lenzi e sua esposa, são representados do lado de fora, ambos ajoelhados e com as mãos em postura de oração.

O afresco pintado por Masaccio é visto por muitos como sua obra-prima, pois marca o uso sistemático da perspectiva linear. A obra apresenta três planos:

  • no superior, a Trindade (Deus-Pai, Deus Filho e o Espírito Santo);
  • no plano médio encontra-se a Virgem e São João;
  • no plano inferior estão os doadores da obra, membros da Família Lenzi.

Na base da composição encontra-se um sarcófago, onde foi pintado um esqueleto que representa todos os seres humanos, com uma inscrição:

“O que és, já fui eu; o que sou tu virás a ser”.

Sobre o ponto de fuga, visto na figura menor, o crítico de arte Pierre Santos explica:

O leitor vai observar também que Masaccio pôs o ‘ponto de fuga’, como disse, na base da cruz, pelo seguinte: tratando-se de um grande afresco feito em parede, o ponto de vista do espectador está abaixo da imitação de altar, em cujo bojo só há o esqueleto de alguém que ali foi inumado, com a legenda: “Já fui o que tu és; ora sou o que tu serás”. Este ponto de vista obriga quem olha o afresco de frente a erguer bem os olhos para ver direito, o que amplia a profundidade da composição num efeito de estéreo-perspectiva, como se pudéssemos subir até ali e, passando por trás da cruz e ir encostar-se à parede de fundo. É uma coisa mágica, não é mesmo? Mais para frente, quando estiver tratando, no momento oportuno, do vestíbulo renascentista, analisarei mais detalhadamente esta obra de Masaccio, pois um montão de coisas ainda há a se falar dela, inclusive de sua teatral inauguração.

Ficha técnica:
Ano: 1426/1427
Técnica: afresco
Dimensões: 640 x 318 cm
Localização: Santa Maria Novella, Florença, Itália

Fontes de pesquisa:
Grandes artistas/ Sextante
Os pintores mais influentes do mundo/ Girassol
A história da arte/ E. H. Gombrich

4 comentários sobre “Masaccio – A SANTÍSSIMA TRINDADE

  1. Cristiane

    Oi Lu, parabens pelo post! So tenho um observaçao: a Santissima Trindade se encontra na Igreja de Santa Maria Novella, sempre em Florença. Na Igreja do Carmine se encontra os afrescos com a historia de S. Pedro. Um abraço!

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Cris

      Eu cometi essa desatenção no primeiro parágrafo, embora tenha colocado o segundo corretamente, assim como a ficha técnica.
      Você está corretíssima.
      Acabo de consertar.
      Sempre que eu houver um engano, avise-me.
      Venha sempre nos visitar.
      Muito obrigada,

      Lu

      Responder
  2. João Pedro

    Perfeito! Tô fazendo um trabalho sobre Masaccio e gostei muito das observações e do olhar técnico diante da obra. Obrigado!

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      João Pedro

      Em primeiro lugar é um prazer tê-lo visitando o Vírus da Arte & Cia.

      Fico feliz que o blog tenha o ajudado de alguma forma.
      Através do ÍNDICE GERAL você encontrará mais artigos sobre Masaccio.
      Encontrará também artigos sobre outros pintores.

      Convide seus colegas e amigos para nos visitarem.
      A casa está aberta a todos.

      Grande abraço,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *