POR QUE CARGAS D’ÁGUA…?

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

agua

 Nada mais gostoso do que uma boa chuva, que chega refrescando, lavando e dando vida a tudo. Confesso que ainda gosto de tomar banho de chuva, como fazia na minha infância, com um bando de primos, embora ouvíssemos sempre a costumeira admoestação, que entrava por um ouvido e saía pelo outro, apesar da vara de marmelo:

– Saia da chuva, cambada, vocês vão acabar pegando um resfriado.

Salete, minha amiga, nada sabe sobre o viver no interior, onde quer chova ou faça sol, a vida é sempre cheia de novidades para a meninada, que nada teme. Por isso, até hoje ainda não me conformei com o medo de chuva que ela diz ter. Mas de uns tempos para cá, venho “piscologiando” sobre este seu comportamento. Mal a danada levanta-se da cama, vai logo abrindo a janela para perscrutar o tempo. Se estiver caindo uns pinguinhos à toa, ela desmarca todos os compromissos assumidos. E, se tratarem de chuvas torrenciais (cargas d’água), some durante dias a fio. Se morasse na Índia, hibernaria durante os longos meses das monções. Confesso que ainda não sei por que cargas d’água ela mostra ter tanto medo de chuva. Será trauma ou desculpa para ficar em casa?

A expressão “Por que cargas d’água…” é usada para questionar algo. O inquirido deve ficar com a orelha em pé, pois o questionador não irá aceitar qualquer resposta, pois a pergunta já vem acompanhada de certa indignação. Se chuva fina já nos impede de fazer muita coisa, imaginemos cargas d’água! É preciso dar trato à cachola para encontrar uma boa resposta. Alguns dizem que esta expressão originou-se nos fins do século XIII, quando se iniciaram as primeiras navegações portuguesas em águas do Atlântico norte. Sendo a região sujeita a súbitas tempestades, era comum que os navegantes dirigissem com suas naus para as ilhas açorianas ou de Madeira.

A expressão, que vem sempre acompanhada de uma entonação inquisitiva e um semblante de perplexidade, significa desconhecer como algo aconteceu, podendo “cargas d’água” ser substituída por “motivo”.

Nota: Imagem copiada de bandnewsfmcuritiba.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *