PORTA ESTANDARTE

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

tuca

No II Festival da TV Excelsior, 1966, as cinco músicas classificadas na final foram:

1º – Porta Estandarte (Geraldo Vandré e Fernando Lona)
2º – Inaê (Vera Brasil e Macene Costa)
3º – Chora Céu (Adilson Godoy e Luiz Roberto)
4º – Cidade Vazia (Baden Powell e Lula Freire)
5º – Boa Palavra (Caetano Veloso)

O primeiro lugar dado à canção Porta Estandarte não trouxe nenhuma contestação, pois era realmente a mais bela das inscritas. Foi defendida pela voz exuberante da excepcional Tuca (Vanelisa Zagnida Silva) e do catarinense Airton Moreira Melo. Tuca veio a falecer aos 33 anos de idade. Airton foi para os Estados Unidos onde, convidado por Miles Davis, tornou-se um grande músico, responsável por abrir espaço para a percussão brasileira internacionalmente, ganhando inúmeros prêmios.

O paraibano Geraldo Vandré, cujo nome verdadeiro era Geraldo Pedrosa de Araújo Dias, sendo Vandré uma homenagem ao pai José Vandregísilo, embora fizesse parceria com alguns compositores, era mais conhecido no meio artístico como cantor. Compôs Porta Estandarte com seu amigo baiano Fernando Lona, quando ambos passavam férias em Penápolis, São Paulo. Fernando morreu aos 40 anos em um acidente na BR 116.

Geraldo Vandré sempre havia sonhado em fazer canções voltadas para os valores culturais do povo brasileiro, englobando suas necessidades e anseios. Portanto, a sua vitória no festival proporcionou-lhe a realização desse sonho. Foi um dos grandes nomes do período dos festivais e se transformou em um dos mitos da MPB.

Anteriormente Vandré havia defendido Sonho de um Carnaval, de Chico Buarque e no ano seguinte foi o vencedor com Porta Estandarte, ao lado de Fernando Lona.

Porta Estandarte não foi gravada com Tuca e Airton Moreira, mas com Vandré e Tuca. Diversos cantores gravaram a canção, como Dalva de Oliveira, Helena de Lima e Zizi Possi. Abaixo, a letra e a canção. Arrepiante!

Porta Estandarte
Autores: Geraldo Vandré e Fernando Lona
Intérprete: Tuca e Vandré

Olha que a vida tão linda se perde em tristezas assim
Desce o teu rancho cantando essa tua esperança sem fim
Deixa que a tua certeza se faça do povo a canção
Pra que teu povo cantando teu canto ele não seja em vão
Eu vou levando a minha vida enfim
Cantando e canto sim
E não cantava se não fosse assim
Levando pra quem me ouvir
Certezas e esperanças pra trocar
Por dores e tristezas que bem sei
Um dia ainda vão findar
Um dia que vem vindo
E que eu vivo pra cantar
Na Avenida girando, estandarte na mão pra anunciar.

https://www.youtube.com/watch?v=CSaXxblfQ5k/

Fontes de pesquisa
A era dos festivais/ Zuza Homem de Mello
Uma noite em 67/ Renato Terra e Ricardo Calil
Chico Buarque/ Wagner Homem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *