Rafael – A MADONA DO PEIXE

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

A composição intitulada A Madona do Peixe, também conhecida como Madona com o Peixe, é uma obra do pintor renascentista Rafael Sanzio, reconhecido pela perfeição e suavidade de seus trabalhos. Imagina-se que esta pintura tenha sido criada em agradecimento pela cura de um olho enfermo, como sugere a presença de Tobias, sendo apresentado à Virgem pelo arcanjo Rafael, e a de São Jerônimo. Há, contudo, quem acredite que a criação esta se deveu à comemoração da introdução do “Livro de Tobias” entre os livros canônicos da Igreja Católica Romana, sendo que a presença de São Jerônimo, ao lado da Virgem Maria, deve-se ao fato de ele ter traduzido o livro em latim.

A Virgem encontra-se em seu trono de madeira, posicionado no centro da tela, na frente de uma imensa cortina verde. Ela traz de pé, sobre sua coxa esquerda, o Menino Jesus, que tem apenas um pano em torno de sua cintura. Ambos trazem o olhar voltado para a esquerda. São Jerônimo, com um enorme livro de capa azul, aberto nas mãos, está ajoelhado no trono, à direita. O braço esquerdo do Menino descansa sobre o livro, enquanto o direito direciona-se para o arcanjo Gabriel.  À esquerda de Maria encontram-se o arcanjo, com suas longas asas e olhar cheio de ternura, apresentando à Mãe de Deus o pequeno Tobias, que traz pendurado na mão direita um peixe brilhante, razão do título da obra.

A Virgem olha seriamente para o garoto, visivelmente encabulado por encontrar-se em sua presença. São Jerônimo, com seus cabelos e barba brancos e sua túnica vermelha, levanta seus olhos do livro, como se meditasse. É possível que o livro que traz às mãos seja uma referência ao “Livro de Tobias”. A seus pés, próximo ao trono, encontra-se deitado o leão, seu principal atributo. A presença de Tobias está relacionada ao fato de que, ao fazer um unguento do fel de um peixe, foi capaz de curar a cegueira de seu pai, segundo o Antigo Testamento. À direita vê-se parte de uma paisagem em tons de azul.

Esta pintura não é considerada totalmente original, pois encontra-se em bom estado de conservação. Acredita-se, também, que ela foi realizada por assistentes da oficina de Rafael, dentre os quais se incluem Francesco Penni e Giulio Romano. Napoleão, em 1813, levou esta obra para a França, onde foi transferida de seu painel de madeira original para a tela.

Ficha técnica
Ano: c. 1512/14

Técnica: óleo sobre tela transferido de painel de madeira
Dimensões: 215 x 158 cm
Localização: Museu do Prado, Madri, Espanha

Fontes de pesquisa:
Enciclopédia dos Museus/ Mirador

http://www.wga.hu/frames-e.html?/html/r/raphael/5roma/2/02fish.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *