Rubens – VÊNUS FRÍGIDA

Autoria de LuDiasBH
VEFRI

A composição denominada Vênus Frígida, também conhecida como Vênus Congelada, é uma obra do pintor barroco Peter Paul Rubens, o mais importante de todos os pintores flamengos do século XVII. Rubens tinha na mitologia um de seus principais temas.

Vênus encontra-se em primeiro plano, no lado direito da tela, de costas para o observador, com o rosto virado para sua esquerda, olhos fixos no chão, com a mão direita sobre o queixo e a esquerda descansando nas coxas. Assentada sobre um véu branco e um manto vermelho, a deusa do amor mostra-se totalmente desanimada. Como ela personifica o amor em clima quente, onde esse possa ser misturado ao vinho e à nudez, nada mais do que natural sentir-se frígida num local adverso, de clima congelante.

Cupido, o filho de Vênus, também treme de frio, assentado em cima de sua aljava e arco, com a cabeça e ombros cobertos pelo véu branco da mãe. Abraçado ao próprio corpo, o pequenino deus procura se aquecer.

Um sátiro, com seus pés de bode e orelhas pontudas, aparece próximo às duas divindades. Traz nas mãos uma cornucópia cheia de frutas, simbolizando a abundância, para oferecer aos dois deuses. Tem por objetivo reanimar as divindades do amor, restituindo-lhes o fogo da vida.

A paisagem escura, ao fundo, e os troncos de árvores, à direita, foram acrescentados ao quadro, posteriormente, pelo pintor.

Ficha técnica
Ano: 1614
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 142,6 x 184 cm
Localização: Koninklijk Museum voor Xhone Kunsten, Amberes, Bélgica

Fontes de pesquisa
http://www.kmska.be/en/collectie/highlights/Venus_Frigida.html
http://www.artehistoria.com/v2/obras/14639.htm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *