Velázquez – ESOPO E MENIPO

Autoria de LuDiasBH

    Esopo     Menipo

As composições Esopo e Menipo são obras do pintor espanhol Diego Velázquez. Na primeira, ele retrata o fabulista grego do mesmo nome, que se valia das histórias dos animais para levar os homens a repensar a própria vida. Na segunda, representa o filósofo grego Menipo, que também foi escravo, assim como Esopo. Enquanto o primeiro foi libertado, o segundo comprou a sua liberdade.

Esopo é apresentado em tamanho real, usando uma vestimenta pobre, cingida por uma faixa branca. Traz a mão esquerda escondida debaixo da roupa, próxima ao peito, numa atitude serena. Na mão direita, próxima ao corpo, carrega um grande volume. É interessante notar que sua cabeça é parecida com a de um boi, como se o pintor, intencionalmente, quisesse fazer uma menção às sua fábulas relativas aos animais. Seus olhos profundos, trazem uma certa ironia e desencanto para com a vida. Ele mira o observador de cima para baixo. Aos pés do retratado está uma tina de madeira, cheia de água.

O filósofo Menipo é apresentado de pé e de perfil, voltado para o observador. Suas roupas escuras e rotas dão-lhe a aparência de um mendigo. Sua enorme capa está segura em volta do corpo com sua mão esquerda. Parte da perna direita está à vista. Seu rosto iluminado e marcante repassa certo ar de cinismo diante da vida, e seu enorme e puído chapéu confere-lhe certa dignidade. Ele também olha o observador de cima para baixo.

Aos pés de Menipo estão os seguintes objetos: uma mesa com uma jarra de cerâmica, um livro em branco, e outro encostado num rolo de papel. Segundo alguns, tais objetos poderiam representar seu descaso por outros ensinamentos filosóficos, que não fossem os ligados à escola cínica. Para outros, representam seus livros de sátiras.

Tanto Esopo quanto Menipo tiveram fins trágicos. O primeiro foi assassinado pelos habitantes da cidade de Delfos, que não gostavam de seus ditos espirituosos. O segundo tornou-se muito rico, com a venda de suas obras, baseadas na escola cínica, mas acabou perdendo tudo, o que o levou ao suicídio.

Curiosidade
De acordo com aquela época, a fleuma (impassibilidade), humor atribuído a Esopo, tinha afinidade com a água. Segundo o médico e filósofo romano de origem grega, Galeno de Pérgamo, a saúde do corpo dependia do equilíbrio de quatro humores: o sangue, a bílis negra, a fleuma e a bílis amarela.

Ficha técnica
Obra: Esopo
Ano: c. 1639-1640
Dimensões: 178 x 94 cm
Técnica: óleo sobre tela
Localização: Museu do Prado, Madri, Espanha

Ficha técnica
Obra: Menipo
Ano: c. 1639-1640
Dimensões: 179 x 94 cm
Técnica: óleo sobre tela
Localização: Museu do Prado, Madri, Espanha

Fontes de pesquisa
Velázquez/ Taschen
Velázquez/ Coleção Folha
Velázquez/ Abril Coleções

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *