Del Piombo – A MORTE DE ADÔNIS

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

amortadon
A composição denominada A Morte de Adônis é uma obra do pintor italiano Sebastiano del Piombo, também conhecido como Veneziano.

Vênus, a deusa da beleza e do amor, acompanhada de seu filho Cupido, deus do amor, e de seu séquito, lamenta a morte do jovem Adônis, seu amante.

Segundo o mito, a deusa, após ferir-se com a seta de seu filho Cupido, avistou o encantador Adônis e quedou-se de amores por ele, tomada por uma paixão tão incontrolável  que essa lhe tirara o gosto por outros prazeres. A deusa chegou ao ponto de deixar o Monte Olimpo – morada dos deuses – para viver com seu amado.

Adônis era muito moço e, portanto, cheio da impetuosidade comum aos jovens. Ainda que fosse advertido pela deusa quanto ao perigo de lidar com os leões e os javalis, esse não levou a sério o ensinamento. E acabou morrendo após ser atacado por um javali, quando Vênus encontrava-se longe, incapaz de protegê-lo.

Ao chegar ao local, onde encontrava o corpo de Adônis envolto no próprio sangue, a deusa, para consolar-se de sua imensa dor, transformou o sangue do amado numa flor parecida com a romã, conhecida por anêmona ou flor-do-vento.

Ficha técnica
Ano: c. 1513
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 189 x 295 cm
Localização: Galleria degli Uffizi, Florença, Itália

Fontes de pesquisa
1000 obras-primas da pintura europeia/ Könemann
Mitologia/ Thomas Bulfinch
Mitologia/ LM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *