CADELA VAI À JUSTIÇA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de Alfredo Domingos

Pretinha

A cadela “Pretinha” está nas barras do Tribunal! Como?! Ela foi acusada, a princípio, injustamente. Seu dono recebeu a intimação gerada pelo vizinho. O teor do documento assinala que “Pretinha” matou doze galinhas de Julião, o desesperado proprietário das penosas. A confusão ocorreu no interior do Rio de Janeiro. A Defensoria Pública do Estado alega que as galinhas são o ganha-pão do reclamante, e, em decorrência, solicita conciliação pecuniária.

A qual ponto nós chegamos! Há tanto bandido solto, e querem trancafiar a “Pretinha” ou levar dinheiro do seu dono! A Justiça já anda emperrada sobremaneira, não necessitando de mais procedimentos para lhe atravancar os trâmites.

Américo alega em defesa da cadela que o seu animal não invade terreno alheio, em função de robusta cerca. Em acréscimo, oferece como prova a inexistência de penas no quintal. Ainda, rebate a ofensa, indicando que as galinhas são abandonadas à própria sorte por Julião, que, na verdade, não cuida como deveria daquelas que lhe dão o sustento.

– Elas são umas rueiras, isso sim! – pragueja Américo, danado da vida.

Exageros à parte, confesso ter lido notícia sobre ladrão de galinhas, mas envolvendo comedora das próprias é novidade. Quer saber? Lamento a situação dos dois lados. Coitadas das galinhas, devoradas! E coitada da “Pretinha”, se tiver levado má fama sem proveito! Em consequência, os dois “patrões” terão que seguir o caminho da rinha. Cada “galo” buscará o seu direito, afinal a culpa sempre é de gente tamanhona.

Pesquisa: feita no jornal EXTRA, de 17/10/2014, página 4, artigo de Igor Ricardo.
Imagem copiada de: adotacao.blogspot.com.br

4 comentários sobre “CADELA VAI À JUSTIÇA

  1. Rui Sofia

    Lu
    Também não acredito que a “pretinha” comesse tanta galinha, onde estava o dono da segunda galinha? A pretinha, se calhar, gostava de andar atrás das pequenas para brincar, pois o dono tem que se responsabilizar por ela e pagar as galinhas ao vizinho.

    Abraços

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Rui

      Esta história é bem interessante. É cada uma que acontece! É dever do dono pagar pelas galinhas, realmente.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  2. LuDiasBH Autor do post

    Alf

    Diz um velho provérbio que “papagaio come milho e periquito leva a fama”. O que parece estar acontecendo com a Pretinha, que não tem estômago para comer tanta penosa. Além do mais, que dono é esse que não percebeu o fato já na segunda galinha?

    Pode me arrolar como testemunha da Pretinha.

    Abraços,

    Lu

    Responder
    1. Alfredo Domingos

      Lu,
      Indicarei você à defesa, claro! Será uma testemunha do ramo, gabaritada, em prol dos animais. A Pretinha, tudo indica, está entrando de gaiata. Como você falou, a partir da primeira ou segunda ave sumida, já merecia alarme pelo dono. Deixar chegar a uma dúzia, é um pouco demais! A história parece ter fundo nas relações de vizinhos. Há sempre uma querela em pauta na vizinhança. Talvez um churrasco mal resolvido, uma bola caída no terreno alheio, e por aí vai…
      Obrigado pelo seu comentário,
      abraço,
      Alfredo Domingos

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *