LÁGRIMAS DE CROCODILO

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

jaccho

Haja falsidade nos tempos de hoje. Os crocodilos não mais habitam somente os rios, lagos e lagoas, ao contrário, estão espalhados por aí, na maioria das vezes em volta de nós mesmo, nos mais diferentes lugares e situações. Os mais perigosos são os crocodilos bípedes, porque nunca compreendemos de fato os sentimentos que emanam, pois se prestam a quaisquer atos para atingir seus objetivos, sem jamais dizerem a que vieram.  Ao contrário dos rastejantes que já mostram o que querem, sem usar de nenhum artifício.

Segundo o escritor Reinaldo Pimenta, em seu livro “A Casa da Mãe Joana”, existem três explicações sobre a origem da expressão “lágrimas de crocodilo”:

  1. O historiador Plínio, o Velho, dizia que os crocodilos, nas margens do rio Nilo, choravam para atrair a atenção das pessoas, que por ali passavam, para depois devorá-las. Trocando em miúdos, Plínio acreditava que esses animais eram excelentes fingidores. Será que aprendiam com o homem?
  1. Já uma lenda medieval conta que eles choravam após degustar uma pessoa. Que estranho! Tal comportamento seria em razão do arrependimento, prazer ou porque a refeição foi insatisfatória?
  1. A Ciência, contudo, comprova que ao mastigar, o animal pressiona o céu da boca e comprime suas glândulas lacrimais que fazem com lágrimas rolem por sua cara de poucos amigos. Ainda bem que esta mestra não nos deixa mentir,  criando um monte de asneiras. Portanto, estão desbancados o historiador Plínio assim como a lenda medieval.

Como não se acredita que o réptil crocodiliano seja capaz de sentir emoção e, portanto, não está nem aí para os queixumes de sua presa, é certo que jamais derramaria uma gota de suas lágrimas por ela. Mas o crocodilo bípede sente emoções e sabe muito bem o que está fazendo. Fique de olho nele, meu caro amigo, pois embora possa chorar, suas lágrimas nem sempre demonstram solidariedade ou sofrimento, não passando do mais puro fingimento. Neste caso, dê-lhe o endereço de uma boa escola de dramaturgia e tenha um “amigo” que chora lágrimas de crocodilo, mas que é também um tremendo artista. Mas jamais pague por sua encenação.

Nota: Imagem copiada de www.paramulher.com.br

6 comentários sobre “LÁGRIMAS DE CROCODILO

  1. Pedro Rui

    O bicho-homem infelizmente se encontra em todas as esquinas; eu, pessoalmente, desvio-me dele. O crocodilo é previsível, já do bicho homem não se pode dizer o mesmo, é muito perigoso. Será que a sensibilidade e o amor estão em extinção? A esperança é a última a morrer. Como dizes Lu, será que nós temos que vacinar contra o bicho-homem e suas lágrimas de crocodilo?
    Abraços

    Rui Pedro

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Rui

      Os crocodilos estão migrando para as cidades, é verdade.
      Eles estão espalhados por todos os cantos.
      Muitos convivem conosco.
      Ainda assim há muita gente boa, que faz toda a diferença.
      Não podemos perder a esperança.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  2. Patricia

    Ei Lu!

    Prefiro os crocodilos aos homens de hoje. Porque que tem de gente chorando “lágrimas de crocodilos” é total falsidade.
    Pelo menos o bicho que se dizem irracional é previsível quanto ao bicho homem Cruz Credo Avé Maria rsrsrsr.
    Bjos.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Pat

      Somos duas!
      Ando cada vez mais com medo de gente.
      As pessoas têm representado com perfeição.
      Haja artistas!
      É preciso se vacinar contra as lágrimas de crocodilo do bicho-homem.
      Todo cuidado é pouco.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  3. Edward Chaddad

    LuDias

    Realmente há muita falsidade. Há pessoas que ” choram lágrimas de crocodilos”, para, depois de obterem o que queriam, partirem para a traição àqueles que o ajudaram.

    No caminho de nossa vida, isto aconteceu e muito. Porém, jamais agredi ou vinguei-me de um crocodilo destes. Só não mais acreditei nele. Ele ficou lá para trás, nadando em suas lágrimas, talvez chorando para outros suas desgraças inexistentes.

    Quase sempre os chorões são pessoas que se arriscaram em empreitedas ambiciosas, sem medir consequências e jamais pensando no próximo. E depois vêm com a choradeira toda.

    Faço hoje uma análise mais aprofundada possível, quando alguém conta seus problemas, buscando auxílio. Há, na verdade, muitas lamentações verdadeiras e que necessariamente, pela compaixão, devemos tentar ajudar e amparar. Somos irmãos. Não porém aos chorosos crocodilos, é claro.

    LuDias, bela reflexão.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Ed

      O que mais me espanta é a facilidade com que as pessoas esquecem-se do que lhes fazemos de bem.
      Fico pensando com os meus botões, se sempre foi assim, ou se passamos por tempos em que a sensibilidade e o amor ao próximo são coisas que estão caminhando para a extinção.

      Os crocodilos encontrados à beira do caminho destilam as suas lágrimas, promentendo que tudo será de ferente, que não mais triturarão o coração de quem lhe faz o bem e, basta uma piscadela para que nos abocanhe de novo.

      Sou como você, jamais revidei com qualquer forma de vingança, embora muitas vezes tenha sentido vontade de lhes bater a porta na cara.
      Mas não vale a pena.
      Acredito na lei natural da vida: tudo que fazemos aos outros, volta com mais força para nós.

      E é claro que eu me afasto deles… risos.

      Nos tempos de hoje todo cuidado é pouco.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *