POEMA PARA OS ENFERMEIROS

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

PIPI

Quem disse que não mais existem anjos,
se eles grassam por todos os cantos da Terra,
com suas mãos de luz e coração compassivo,
levando alívio, conforto e amor por lugares
os mais diversos, onde a dor prolifera?

Quem disse que não mais existem anjos,
se muitos deles acordam já no raiar do dia,
deixando filhos, pais e toda a sua família,
para cuidar das gentes de outras pessoas,
aliviando-lhes o padecimento e a agonia?

Quem disse que não mais existem anjos,
se eles, com seus trajes brancos, acalmam
os enfermos, afagando-lhes corpo e  alma
com palavras ternas, mesmo quando no
próprio coração a tristeza impera?

Quem disse que não mais existem anjos,
se lhes sustenta um miserável salário,  e
são esquecidos pelo que fazem, lesados
por um sistema feroz e inda assim estão
em seus postos, faça chuva ou faça sol?

Quem disse que não mais existem anjos,
se esses vêm à Terra como mulheres ou
homens, e se debruçam sobre o leito dos
doentes, diminuindo-lhes a aflição brutal
e o pranto que no rosto abatido rola?

Quem disse que não mais existem anjos,
se eles aos doentes delicadamente dizem:
Só vai ser uma picadinha! Solte o bracinho!
Vai doer só um pouquinho, e logo passa!
Anjos de luz, compassiva legião do bem.

 Anjos celestes, nas mais diferentes idades,
circulando por todos os recantos da Terra.
Alguns bem novinhos, iniciando a jornada.
Outros, bem experientes na sua caminhada.
Anjos negros, morenos, brancos, amarelos e
ruivos, reluzindo como fachos de luz eterna.

Anjos nos apartamentos e enfermarias,
anjos nos corredores e salas de cirurgias,
anjos cuidadores de bebês e idosos,
anjos nos postos de atendimentos,
anjos nas beneficências e hospitais
anjos nos serviços de urgência,
anjos nos postos de saúde,
anjos nas salas de exames,
anjos nos serviços gerais.

Anjos em função da vida,
anjos enviados dos céus,
anjos de todas as plagas,
anjos de diferentes locais.
Benditos sejam, filhos de luz!
Arcanjos, querubins e serafins,
ternos mensageiros de Jesus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *