Antonio Pollaiuolo – O MARTÍRIO DE SÃO SEBASTIÃO
Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

peli2

Antonio del Pollaiuolo (1431-1498) iniciou sua carreira como ourives, vindo a interessar-se pela pintura, assim como seu irmão Piero Pollaiuolo. Sua obra pictórica foi centrada mais em afrescos e pinturas sobre madeira. Em seu estilo, chama a atenção o forte movimento das formas e linhas claras. O seu trabalho como ourives contribuiu para que fosse um dos primeiros pintores italianos do Renascimento a criar gravuras em cobre e a tentar solucionar o problema de se criar um quadro que tivesse, ao mesmo tempo, um desenho bem feito e fosse harmonioso na composição de acordo com as novas regras aprendidas.

O quadro intitulado O Martírio de São Sebastião, obra mais famosa de Antonio Pollaiuolo, contando com a ajuda de seu irmão Piero Pollaiuolo, apresenta um jovem seminu, de corpo delicado, amarrado na parte mais alta do tronco de uma árvore totalmente desgalhada, com a cabeça tocando a margem superior da tela. Ele se mostra resignado, apesar da cena que se desenrola a seus pés e das seis setas visíveis em seu corpo. O tecido transparente que cobre parte de seu corpo aumenta ainda mais a sua delicadeza, de modo que muitos monges à época preocuparam-se com o fato de que a beleza de São Sebastião pudesse atrapalhar a concentração fervorosa dos fiéis.

A pintura pode ser dividida em duas cenas: uma localizada em primeiro plano e a outra em segundo. O  martírio de São Sebastião acontece no rochoso e pequeno espaço do primeiro plano. Ao fundo, numa paisagem grandiosa, os cavaleiros e seus cavalos apresentam-se em meio aos elementos naturais, acompanhando o desenrolar da cena.

Seis arqueiros encontram-se no solo, com seus músculos à vista, em volta do mártir. Quatro deles estão preparados para flechá-lo, trazendo seus arcos retesados, possivelmente aguardando a ordem de um dos cavaleiros que acompanham a cena em segundo plano, enquanto outros dois preparam-nos. O grupo forma uma pirâmide em rotação, que tem seu ângulo superior na cabeça do martirizado e, como base, as pernas dos arqueiros. A musculatura avantajada dos últimos destaca ainda mais a graciosidade do corpo do santo. Cada arqueiro (ou carrasco) de um lado é semelhante à figura do outro lado, deixando a organização das figuras excessivamente simétricas.

A representação do martírio de São Sebastião na segunda metade do século XV na Itália era uma das pinturas favoritas dos artistas. É possível encontrá-la na obra de Andrea Mantegna e Sandro Botticelli, entre outros. Nesta representação é impossível identificar a parte executada por cada um dos irmãos Pollaiuolo.

Ficha técnica
Ano: 1475
Técnica: óleo sobre madeira
Dimensões: 292 x 203 cm
Localização: National Gallery, Londres, Reino Unido

Fonte de pesquisa
Los secretos de las obras de arte / Taschen
Enciclopédia dos Museus/ Mirador
A História da Arte / E. H. Gombrich
1000 obras-primas da pintura europeia/ Könemann

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *