O CORTEJO DOS REIS MAGOS (Aula nº 42 C)
Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

(Clique na figura para ampliá-la.)

A introdução das leis da perspectiva na pintura não funcionou igualmente para todos os artistas. Fra Angelico, por exemplo, fez uso do novo, mas sem modificar o espírito do antigo. Paolo Uccello, por sua vez, optou por abraçar totalmente as modificações, mas Benozzo Gozzoli — díscipulo de Fra Angelico — era menos ousado, fazendo uso dos novos métodos, mas sem se preocupar em demasia com as dificuldades apresentadas, trabalhando com o melhor dos dois mundos — o antigo e o presente. Ele tinha um gosto especial pela representação do aparato suntuoso e magnífico, buscando as novas descobertas para tornar suas cenas ainda mais intensas e agradáveis.  Estudamos hoje uma de suas mais famosas obras. Primeiramente é necessário acessar o link Benozzo Gozzoli – O CORTEJO DOS REIS MAGOS e ler o texto com muita atenção, sempre voltando a esse quando se fizer necessário.

Obs.: Enriqueça a sua capacidade interpretativa das obras de arte acessando o link acima. Faz-se necessário ler o texto integralmente!

  1. A Itália foi dividida após a derrocada do Império Romano, sendo entregue a várias famílias, dentre elas a dos……………, família de banqueiros e mecenas que encomendou a Benozzo Gozzoli a tarefa de pintar as paredes da capela particular do palácio citadino.

    1. Gonzaga
    2. Sforza
    3. Medici
    4. Bórgia

  2. O artista pintou afrescos em três das paredes da capela, reproduzindo em cada uma delas a representação de um dos Reis Magos, acompanhado de seu séquito e encaminhando-se para a pintura do altar intitulada……………..

    1. A Virgem Adorando o Menino
    2. A Virgem abençoa o Rei
    3. A Família Sagrada
    4. O Menino e Sua Mãe

  3. O afresco visto acima representa o rei mago…………. e a família retratada como parte da comitiva é a dos……………., pois, conforme tradição da época os doadores de retábulos costumavam aparecer nas obras de arte, ainda que fosse numa posição discreta, mas próximos ao primeiro plano, de modo a serem reconhecidos.

    1. Melchior/ Sforza
    2. Gaspar/ Medici
    3. Baltasar/ Bórgia
    4. Todas as respostas estão incorretas.

  4. É possível ver………… — cavaleiro mais velho à esquerda — montado num cavalo castanho, ladeado por dois brancos cavalgados por dois de seus filhos — Giovanni e Piero. Ao contrário dos filhos, ele era muito discreto.

    1. Frederico
    2. Rodrigo
    3. Cosimo
    4. Nicolau

  5. Lorenzo chegou ao poder aos 21 anos e foi apelidado de…………; encontra-se mais à frente, montado num cavalo branco, cuja armação traz os símbolos da família: penas e bolas douradas. Está cercado por alguns escudeiros armados.

    1. o Grande Mecenas
    2. o Imperador de Veneza
    3. o Carrasco de Florença
    4. o Magnífico

  6. Na comitiva, entre os comerciantes florentinos sem barbas,  estão várias figuras barbudas com roupas exóticas numa referência a um cortejo…………..

    1. no Oriente
    2. na Grécia Antiga
    3. na Roma Clássica
    4. na Mesopotâmia

  7. Chamam a atenção……………….. retratados pelo pintor, os animais exóticos e a majestosa paisagem.

    1. os arreios dos animais
    2. os tecidos raros
    3. o castelo no alto
    4. as árvores esparsas

  8. O artista usou as novas realizações aprendidas com o objetivo de mostrar……………, pois a vida desse período era colorida e pitoresca.

    1. a pompa da família governante
    2. os Reis Magos e seu séquito
    3. a sua aptidão em criar belas cenas
    4. os doadores da composição

  9. A técnica usada pelo artista para decorar as paredes da capela foi:

    1. óleo sobre tela
    2. mosaico
    3. têmpera
    4. afresco

  10. O artista retratou três personagens:

    1. mitológicas
    2. bíblicas
    3. históricas
    4. científicas

Gabarito
1.c / 2.a / 3.b / 4.c / 5.d / 6.a / 7.b / 8.c / 9.d / 10.b

Obs.: Conheça outra obra do artista acessando o link abaixo:
Benozzo Gozzoli – S. DOMINGOS RESSUSCITA NAPOLEÃO…

2 pensou em “O CORTEJO DOS REIS MAGOS (Aula nº 42 C)

  1. Adevaldo R Souza

    Lu
    O texto e os exercícios estão ajudando bastante na análise e compreensão das obras. O texto afirma que a técnica da perspectiva na pintura não funcionou igualmente para todos os artistas. Será que foi por opção ou pelas dificuldades encontradas por alguns artistas em utilizar as novas técnicas?

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Adevaldo

      Aconteceram todos esses motivos. Alguns artistas preferiram continuar fazendo sua arte como era antes, outros usaram a observação da natureza para repassar a ideia de profundidade e alguns outros encontraram dificuldades em implementá-las num primeiro momento.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *