SUSANA E OS ANCIÃOS (Aula nº 69 A)

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH         

 

                                        (Clique nas imagens para ampliá-las.)

O pintor Anthony van Dyck (1599–1641) foi o mais talentoso discípulo e ajudante de Peter Paul Rubens, sendo 22 anos mais novo do que seu mestre, de quem herdou o talento na representação da textura e superfície das figuras. Também se transformou num dos pintores retratistas mais procurados da Europa.  Aos onze anos, após a morte da mãe, foi estudar com Hendrick van Balen, pintor de figuras. Aos 14 anos já pintava retratos e aos 16 anos tinha a sua própria oficina e um aprendiz. Foi aluno de Rubens por volta dos 18 anos de idade. E, segundo dizem, foi superado apenas por esse mestre, como o mais genial pintor flamengo do século XVII. Pintava seus personagens masculinos e femininos de uma forma muito vívida, do jeito como os via e também como era de seu gosto. Suas mulheres eram gordas, pois em Flandres daquela época a esbelteza não se encontrava na moda. Tornou-se o pintor da corte de Carlos I. É tido como o artista da aristocracia barroca. Hoje estudamos uma de suas obras-primas, conhecida em todo o mundo. Primeiramente é necessário acessar o link Van Dyck – SUSANA E OS ANCIÃOS e ler o texto com muita atenção, sempre voltando a esse quando se fizer necessário.

  1. Vários pintores ao longo da História da Arte têm usado esta mesma temática. A segunda ilustração acima diz respeito a uma obra de um dos pintores já estudado aqui, chamado:

    1. Tintoretto
    2. Guido Reni
    3. Peter Paul Rubens
    4. Artemisia Gentileschi

  2. A temática da composição em estudo é:

    1. Histórica
    2. Mitológica
    3. Científica
    4. Religiosa

  3. A composição intitulada Susana e os Anciãos foi criada quando Anthony van Dyck encontrava-se na Itália, sendo inspirada na pintura:

    1. romana
    2. florentina
    3. milanesa
    4. veneziana

  4. Nas cores luminosas, com destaque para a capa vermelha de Susana, nota-se a influência de ……………, enquanto ……………… está presente nos contrastes dinâmicos do movimento.

    1. Ticiano / Canaletto
    2. Tintoreto / Vittore Carpaccio
    3. Paolo Veronese / Giorgione
    4. Ticiano / Tintoretto

  5. A história de Susana foi retratada muitas vezes a partir de 1500, muito por conta das possibilidades oferecidas para incluir ……………….. numa pintura de história religiosa.

    1. uma nudez feminina
    2. uma mulher rica
    3. um aposento suntuoso
    4. um ensinamento

  6. Acerca da figura de Susana não se pode afirmar que ela:

    1. Procura se afastar dos dois homens luxuriosos que a assediam.
    2. Não se mostra amedrontada com a presença dos homens maus.
    3. Procura o observador, como se buscasse nele proteção.
    4. Apresenta-se como uma mulher muito bem de vida.

  7. Ao contrário de obras com o mesmo tema criadas por diferentes artistas, as obras do período barroco buscaram enfatizar mais  ……………. de que ………………

    1. o drama / a doutrina
    2. a nudez /o drama
    3. a doutrina / a nudez
    4. a lição / a beleza

  8. Susana encontra-se tomando banho:

    1. na fonte da cidade
    2. no jardim de sua casa
    3. no quarto de casal
    4. no lago de sua herdade

  9. Atrás de Susana estão:

    1. dois velhos libidinosos
    2. dois jovens sedutores
    3. dois criados abusados
    4. dois jovens marginais

  10. Ao tapar os seios e puxar o manto para cobrir seu corpo, Susana demonstra:

    1. coragem
    2. recato
    3. ousadia
    4. força

  11. O mais velho dos dois homens toca o ombro direito de Susana, enquanto o mais novo:

    1. Puxa seus cabelos soltos.
    2. Vira seu rosto para ele.
    3. Tenta puxar seu manto.
    4. Empurra-a para a frente.

  12. As afirmativas abaixo dizem respeito à retratada, exceto:

    1. Susana está tomando banho no jardim da casa de sua irmã
    2. Ela manda suas damas de companhia irem embora.
    3. Ela é acusada por libidinosos observadores escondidos.
    4. Os dois anciãos ameaçam-na, se não se entregar a eles.

Gabarito
1.c / 2.d / 3.d / 4.d / 5.a / 6.b / 7.a / 8.b / 9.a / 10.b / 11.c / 12.a

2 pensou em “SUSANA E OS ANCIÃOS (Aula nº 69 A)

  1. Marinalva Autor do post

    Lu
    Susana e os anciãos, pintura maravilhosa de Anthony Van Dick. Ele era um artista muito inteligente , usava todo o seu talento na representação da textura e superfície das figuras. Pintor dos mais requisitados da Europa pelos nobres. Essa pintura se destaca pelas cores luminosas, como na capa vermelha, também , podemos perceber os contrastes e o dinamismo dos movimentos. Outros pintores reproduziram essa pintura no decorrer da história da arte, e em especial no período barroco. Muitos deram ênfase ao drama, outros se concentraram na nudez. Tema baseado na história da bíblia, do livro de Daniel, Cap.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Marinalva

      Anthony Van Dick foi um dos grandes mestres de sua época, tendo trabalhado para a nobreza europeia. Suas obras são de grande beleza e mostram toda a maturidade do artista.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *